Minha mulher extrapolou acabou virando uma puta mesmo

15-08-17 5 ★ 0.00

Ola pessoal, meu nome e Carlos, sou casado, adoro uma putaria, eu e minha esposa já praticamos o menagem, somos de meia idade , ela e uma loira bonita gostosa, umas
pernas grossas , bronzeada, uma bunda carnuda saliente quadril largos, seis médios para grande, adora sexo, anal oral, completinha, eu moreno de sol, umas pernas bonitas, uma bunda carnuda lisinha e também adoro sexo anal, gosto de uma caçeta na bunda, sou lisinho depilo o corpo devido a academia uma bunda bem trabalhada adoramos sacanagem, mais desta vez ela extrapolou.

Num final de semana de feriado prolongado quinta feira, emendamos, um amigo que tem uma chácara emprestou a casa para nos, fomos para lá na terça feira, o Caseiro um senhor de uns 55 anos negro, gente boa nos recebeu muito bem, ficamos bem a vontade, na quarta véspera
de feriado resolvemos ir ate o centro da Cidade a chácara ficava mais ou menos uns 50 Km do centro, fomos a tarde na praça um Coreto uma banda tocando e o pessoal dançando, coisa das antigas, sentamos num barzinho bem defronte o coreto e ficamos bebendo do nosso lado um senhor na faixa etária dos 50 anos acabei puxando conversa, ele também não era da Cidade esta passeando, ele veio e sentou na nossa mesa, cara bom de papo, ele então pediu permissão para dançar com minha mulher, eu disse fica a vontade Manoel, eles saíram para dançar, dançaram duas musicas, eles voltaram para a mesa, Manoel foi buscar uma cerveja, minha mulher disse amor o cara tem uma caçeta grossa, me apertava e esfregava a caçeta em mim, ela quis tomar uma espanhola ele foi buscar, na volta saiu novamente para dançar, o som iria só ate as 22 horas, eles dançaram as ultimas musicas, veio para a mesa, conversa vai conversa vem ele perguntou se nós não queríamos ir ate a casa onde ele estava hospedado, o pessoal estava fazendo um churrasco, eu meio apreensivo perguntei quantas pessoas ele disse um amigo meu com a esposa, um outro amigo, e o filho do casal um rapaz de uns 18 anos, eram quatro homens e uma mulher, mais ele disse mais são todos de confiança gente boa, minha mulher já ficou assanhada já tinha bebido algumas, queria ir, e fomos, não era longe ali perto do centro mesmo.
Já era umas 23 horas, chegamos lá ele nos apresentou a todos, ela com uma calça de laycra estampada super justa, e um camisão, a calça mostrava bem a bunda dela, o pessoal filmou ela de cima em baixo, ficamos conversando, eles ofereceram caipirinha de Vodga já estavam todos altos logo o casal pediu licença para se recolher já estavam bebinho, ficamos só os homens e só minha mulher de mulher, começou a conversa de sacanagem, o rapaz era o único que não estava bêbado ele tinha 17 anos, um dos homens era tio dele começou o sarro dizendo que o garoto era virgem, nunca tinha transado com uma mulher, só comido viado, e que havia namorado um menina quando ela viu a ferramente dele saiu fora, todos riram.
O Manoel pegou minha mulher pelas mão e levou para uma casa nos fundos, eu dei tum tempo e fui ver o que estava acontecendo, o Manoel estava chupando ela eles já peladinho, fiquei um tempinho olhando quando vi a caçeta dele nossa uma caçeta respeitada grossa começou a penetrar nela, ela gemia que nem uma louca eu aproveitei fiquei pelado fiquei batendo uma punheta, meio escondido, logo percebo o garoto atrás de mim, já pelado e com uma caçeta enorme, dura que nem pedra, e grossa, ele com jeitinho acabou encostando em mim eu senti aquela rola no meio da minhas pernas, dei uma debruçada ele cuspiu na caçeta e começou tentando meter dentro, nossa doeu um pouco mais entrou me debrucei numa cadeira e deixei ele foder a vontade, nisso chegou o tio dele, nossa o pessoal, todo era avantajados, comecei chupar a caçeta do tio, nisso o Manoel gozou, enchendo a boceta dela de porra, ela foi ate o banheiro se lavar, eu disse ao garoto vai lavar esta caçeta e vai meter nela, ele foi sabe como é garoto novo, já tinha gozado no meu cu, deitou com ela na cama e foi metendo aquela rola nela, nossa ela vibrava, ele beijava ela na boca, ela dizia isso garotão tira o seu atraso fode mesmo, o tio dele foi fez ele se virar colocando ela para cavalgar arrumou um lubrificante lambuzou o cu dela, ela dizia ai não eu não aguento, ele já bêbado dizia fica quieta sua puta, eu vou arrombar este cu, e sem querer saber meteu mesmo, ela gritou tora tira esta doendo, ele disse relaxa ela rebolava o cu, entrava mais eu cheio de tesão comecei chupar a caçeta do Manoel, nossa e muito grossa, a caçeta toda melada de porra ele acabou gozando na minha boca, o tio gozou no cu dela, e o garoto gozou duas vezes na boceta dela, ela acabou caindo na cama ficou com a bunda para cima, o garoto não perdeu tempo subiu em cima e começou a tentar foder o cu dela, o garoto ela deixou nossa ele demorou para caralho para gozar, encheu o cu dela de porra, eu aproveitei e comecei chupando a caçeta dele, assim que ele tirou de dentro do cu dela, nossa que noite, fomos tomar um banho, quando ela estava dentro do box, tomando banho quem aparece o pai do garoto com tesão de mijo uma caçeta dura que nem pedra, meteu na boceta e no cu dela debaixo do chuveiro não podia demorar já pensou se a mulher levanta também, foi uma rapidinha, nossa nunca vi ela foder tanto numa só noite e eu também, gozei uma cinco vezes, já passava das 3 horas da manha fomos embora.

Acabamos passando em um barzinho e tomamos uma cerveja e fomos embora já estávamos bem alto mesmo, chegamos na chácara o Francisco o caseiro estava na varanda, ele disse nossa eu estava preocupado com vocês, pensei que havia acontecido alguma coisa, ai minha mulher entrou foi tirou a roupa colocou uma camisola branca transparente e trouxe umas cervejas para nós, o Francisco olhou para ela ela estava sem calcinha só de camisola, dava para ver alguma coisa, ela virou de costa para ele e entrou foi buscar alguma coisa para comer, nossa aquela bunda toda de fora que linda, eu disse ao Francisco vou pegar umas cervejas, e conversei com ela, pó você assim o negrão vai querer foder este cu, ela me responde e isso mesmo que eu quero foder, eu perguntei não esta satisfeita, por hoje, ela disse mais quero mais, esta bem, voltei com a cerveja, ficamos conversando, ela trouxa uns petiscos, e acabou deixando a camisola abrir, mostrando a boceta , o Francisco ficou louco, e disse nossa que coisa linda, ele disse nossa adoro e disse olha como eu estou, me mostrou a caçeta dura, nossa não era tão grande mais muito grossa, parecia uma coca de 600 ml, preta, e grossa, tirei a caçeta dele para fora e acabei pagando uma gulosa, ele não demorou encheu minha boca de porra, eu disse já gozou, ele disse eu estava na seca, pó eu queria ver esta caçeta na boceta dela, você metendo no cuzinho dela, ele disse não seja por isso eu fodo nela, ai levei ela para dentro ela deitada na cama peladinha, eu disse amor olha que caçeta grossa, ela abriu as pernas e disse vem coloca aqui dentro, ele meteu nossa que delicia aquela rola preta entrando e saindo da boceta dela ela gemia ele socava tudo, sem dó ele é meio estupido grosseiro, não queria nem saber metia mesmo, ela pegou um travesseiro colocou nas costas levantou as pernas, ele não pensou duas vezes, tirou da boceta e meteu no cu dela, ela gritou devagar, ele disse que devagar nada vai tudo de uma vezes e socou ate o saco, nossa ele gozou encheu o cu dela de porra, saiu e foi embora, ela ficou do mesmo jeito eu fui e comecei chupar o cu dela lambendo aquela porra todinha desmaiamos só acordamos era umas 14 horas, tomamos café e fomos ate uma cachoeira , o Francisco foi com a gente mostrar onde era, ela de biquine pequeno bem escandaloso, acabou fodendo com ela no mato, mais esta e uma outra historia que eu contou depois.você vão gostar

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Ótimo .alguma esposa de Belém olha ai me ad
    D

  2. Tony Bahia

    Maravilhoso teu conto. Se minha esposa gostosa topasse eu ia adorar ver um roludo foder ela e depois eu chupava ela toda gozada . [email protected]

  3. Márcio_18cm

    Também quero participar da festinha deixe o contato no email [email protected] Sou da Mooca..

  4. Anderson

    Anonimo vc quer ser corno pode me convidar que te faço corno adoro uma casada deliciosa e safada gosto de ver o corno ajudando a esposa e ser feliz.

  5. Anônimo

    lindo conto eu queria Q mh mulher vc igual atua parabems pela tua mulher um dia ainda vou ser um corno asim