Minha cunhada de 11 anos me exitando

Autor

Sou Claudio de 30 anos , sou estudante de musica e artes atualmente. Casei cedo com 20 anos de idade, mas o meu relacionamento durou Poucos. Hoje ja vivo com outra mulher que me ajuda na minha carreira que me apoia e eu também faço tudo pra ela.
Bom vou contar uma breve história que aconteceu comigo logo depois que casei com a primeira mulher. Ela tinha so uma irma por nome de Jesielica, essa menina era taradinha e safadinha. Toda vez que nos ia na casa da minha sogra me olhava sempre com um olhar diferente. Mas como não sou de deixar as coisas boas passar em branco ja me envolvi no interesse dela. Comecei a me aproximar mais dela, dar abraços e carinhos e ela adorando isso. Depois disso toda vez que eu vo na casa da sogra ela sempre procura sentar do meu lado no sofa ou em qualquer lugar que sento.
Um dia de frio a gente foi la para assistir filme, nesse dia e que teve a oportunidase de nos tocar intimamente. No sofa tava sentada ela do meu lado uma sobrinha dela de 4 anos no colo e a minha mulher na ponta do sofa. Como a noite tava frio estavamos nos cumbrindo com edredon e comendo pipoca doce. Toda vez ela se mexia eia se encostando mais em mim. Eu de proposito fui colocando a minha mão esquerda entre as pernas dela mas sem encostar nela a minha intenção e que quria ver a reaçao dela ao achar minha mão e o que iria fazer. No começo a sobrinha estava no colo dela e depois que durmiu colocou ao lado. De repente ela tocou minha mão apercebendo isto começou acariciar devagarzinho mas sem olhar em mim. Aqui senti o tesao subir gradativamente pelo meu corpo e o meu pau ficou duro igual um ferro e começou a pulssar. Percebendo que ela tava gostando passei a mao em sua cocha e ela se mecheu se posicionando melhor abrindo mais as pernas. Ela tava com uma sainha de malha que da na altura dojoelho. Ela mesma levou minha mão em direçao da bucetinha e passei devagarzinho por cima da calcinha que pelo jeito era de ceda. Pensa em uma sensaçao gostosa que tava rolando. Logo percebi que a calcinha tava úmida e ela respirando cada vez mais profundamente. Comecei afastar a calcinha devagarzinho e logo senti aquela bucetinha molhada enxarcada pulsando de te são, e o liquido ainda mais saia. Senti que nem pelo tinha ainda era lisinha quente. Passei o dedo e esfregando o grelinho dela com vontade. Com o olhar de lado vi seus olhos arregalados e se contorsia devagarzinho. Como o filme ja tava quase no final tentei enfiar o dedao do meio na chaninha dela mas era dificio e logo percebi que ela era virgem ainda. So enfieiei a pontinha na bucta dela queria enfiar tudo mas tinha medo de ela gritasse ou soltasse algum gemido escandalosa. Nessa altura do meu pau saia liquido tambem que molhou um pouco a minha sunga. Foi o primeiro ato de prazer que vivi na minha vida. Depois que acabou o filme levantamos e ela toda sorridente falando coisas pr irma dela sobre o filme. E ja falando que no outro dia poderia arranjar mais um filme pra nos assistir. Depois disso teve oprtunidade tirar o cabaço dela mas isso irei contar no proximo conto

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,50 de 4 votos)
Loading...