, ,

Deliciosa Mãe de Meu Amigo

Há 1 ano Por 0 ★ 2.00

A mãe do meu amigo Cláudio vinha me seduzindo já a algum tempo, ela é uma coroa tesuda de mais, toda durinha, cabelos curtos, bunda tamanho m e bem empinadinha, a xoxota tem um filete de pêlos, os seios tipo pêra, muito gostosinha a safada.
Eu relutei por um certo tempo, até que não resisti mais é tive que passaram a rola na puta, ela teve em fim o que queria.
Certo dia fui visitar meu amigo, mas ele não estava, então sua mãe Hilda esse é o nome da mulher, veio com suas brincadeiras, se esfregando em mim, me atiçando de todas as formas e eu com o pau rasgando minhas calças não resisti e cedi à tentação, afinal de contas não sou de ferro e foda-se que ela era mãe do meu amigo, fiquei com um puta tesão e aquela mulher era muito gostosa, se ela queria rôla, eu queria priquito e então rolou.
A safada tirou logo a blusa me mostrando aqueles peitos deliciosos, eu tirei minha calça e fui com tudo pra cima da delicinha, tiramos toda a roupa e começamos atrepar.
Ela sentou no meu colo e posicionou meu pau pra dentro da buceta e ficou pulando que nem uma doida, a mulher fodia de mais, dava tapas em sua bunda e ela amando aquilo tudo.
Depois a joguei no tapete, mandei ela ficar de quatro e comecei a meter hora na buceta, hora no cú, era uma loucura, a mãe do meu amigo era muito gostosa e uma verdadeira puta.
Hilda levando ferro e falando obscenidades era tesão puro, a safada falava coisas muito excitantes, tipo: -come sua puta seu cachorrão, -rasga minha xoxota, -come a mãe do teu amigo, – sou sua puta seu picudo filho da puta. Eu ficava louco ouvindo aquilo tudo e aí bombava mais forte na buceta da gostosa.
A mãe do meu amigo já tinha gozado umas duas vezes em meu pau. A putaria rolou por mais algum tempo até que eu também iria gozar, então tirei o pau da buceta e mandei ela se posicionar e gozei tudo na cara dela que apesar de não beber minha gala, ficou toda lambuzada de esperma, eu comecei a rir da situação, ela também começou a rir e com aquela cara de puta saciada.
Só deu tempo de nós limparmos com uma toalha e nos vestirmos e logo o meu amigo chega, quase que ele me pegava comendo sua mãezinha putinha deliciosa, foi por muito pouco, talvez ele tenha desconfiado de alguma coisa, pois o cheiro de sexo ainda pairava no ar.
Que loucura, que tesão, eu e a mãe do meu amigo ainda transamos umas duas vezes, até que ela relatou com o marido e eu tirei meu pau de campo, ou melhor da buceta dela, mas foi show enquanto durou.
Continuei frequentando a casa deles um pouco menos, mas toda vez que ia lá, aquela gostosa mexia com meu libido e vinha a minha mente todo o prazer que aquele corpão tesudo me proporcionou.
Dona Hilda sua buceta foi a melhor que já comi até hoje, se você quiser me dar uma nova chance. Te amo minha eterna putinha delícia.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,00 de 1 votos)
Loading...

Por , ,

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos