Bolinei a xotinha da sobrinha e acho que ela gostou

Autor

Bom pessoal vou contar pra vcs o que aconteceu comigo agora nas férias de junho. Sou casado tenho 30 anos porém a minha vida sexual andava meio que parada algum tempo. Minha esposa já não se anima muito pra transar e como prefiro não pegar puta na rua pra não gastar nem pegar doença prefiro assistir uns bons pornos na net.
Minha mulher tem uma sobrinha chamada Tamires ela tem apenas 9 aninhos porem sei que vai dar muito trabalho aos pais quando crescer pois ela é muito bonita. Nossa a menina tem os olhos verdes cabelos lisos e pretos e com essa idade já apresenta um corpinho muito bonito.
Nunca sentir atração por meninas dessa idade sempre gostei de milhares principalmente as safadas.
Porém nessas ferias pra minha surpresa passei a prestar mais atenção em Tamires.
Foi mais ou menos assim… Num sábado a família tava reunida na casa de praia do meu avô que já faleceu porém ninguém herdou a casa. Toda a família ajuda a manter e nas reformas sempre que precisa. E enquanto as mulheres estavam na cozinha os homens bebiam no quintal e crianças brincavam. Ate que começou o vicio do dominó que sempre dá em briga no final pq alguém acha de colar gato.
E não foi diferente o primo do meu cunhado começou a roubar e a brincadeira acabou nisso Tamires que estava ao redor começou a catar as pedras com intuito de guardas-las. Eu estava deitado na rede enquanto ela recolhias a pedras que estavam na mesa e no chão.
Ela vestia uma sainha tipo jeans curta e uma blusinha de florzinha. Neste momento comecei a observar mais seu corpo notando que seus seios já estavam começando a despontar. Fiquei so observando mais sem qualquer malicia, porém quando ela sentou no chão e começou a brincar com as pedras de dominó fazendo tipo aquele caminho. Fiquei quase sem folego quando ela abriu as pernas no chão deixando a calcinha rosinha aparecer…tinha um rasgo no meio e estava bem inchadinha para uma menina daquela idade. Percebi que aquela visão havia me deixado excitado e de cacete duro. Enquanto admirava aquela visão apertei a cabeça da pica sobre o short e uma onda de tesao invadiu meu corpo como a tempos não sentia.
Então decidi gravar aquele momento para me satisfazer depois no banheiro.
Posicionei o celular e ativando o zoom comecei a gravar aquele lance gostoso.
Não demorou muito Tamires se levantou procurando outra coisa pra brincar me deixando ali morrendo de vontade de ver aquela xotinha de perto.
Em seguida entrei em casa e no banheiro lasquei uma bronha tão gostosa vendo no celular aquela visão maravilhosa que mesmo após ter gozado ainda estava com vontade de foder.
A noite tentei namorar com minha esposa mas ela como sempre cansada não quis.
Então decidir ir na praça tomar um coquetel e fumar um cigarro.
Quando voltei encontrei Tamires na sala brincando sozinha no tablet.
Então a chamei para jogar baralho. Enquanto ensinava a jogar não conseguia tirar os olhos das daquelas pernas e daquele corpinho lindo.
Já se passavam das 22:00 e minha cunhada, mãe de Tamires tinha chamado a pequena pra ir dormir mais ela queria ficar acordada e brincando.
Não demorou muito para o povo todo ir dormir e Tamires havia ido trocar de roupa e escovar os dentes.
Fechei tudo e entrei, deitei no sofá afim de assistir altas horas quando Tamires apareceu na sala so de camisolinha amarela. Nesse momento comecei a sentir uma vontade incontrolável de ver aquele pacotinho lindo que Tamires deveria ter entre as pernas.
Então fiquei mudando os canais da TV a cabo procurando um filme que mantivesse Tamires ali na sala. Ate que achei Harry Potter no HBO e a chamei para assistir. Deitei no tapete da sala e ela ficou na poltrona. Não demorou muito para ela vir e ficar deitada do meu lado.
Nossa! a excitação era tamanha que so de sentir aquele corpinho pertinho me deixou com o caralho estourando sobre o short.
Em seguida comecei a lhe fazer um carinho sobre os cabelos dedilhando a orelha me aproximando ainda mais de Tamires.
Enquanto ela não tirava os olhos da tv eu não tirava os olhos de suas pernas e com uma das mãos ainda tremula repousei sobre sua perna em seguida deixei escorregar adentrando as coxas.
Ela não esboçou nenhuma reação então fiquei alisando e enfiando a mão ainda mais entre suas coxas. Teve um momento que achei que ela não estava gostando pois apertou suas coxas não deixando mais eu alisar suas pernas. Mas lhe dei um beijo sobre a cabeça e lhe abracei forte a chamando de princesa.
Ela retribuiu abrindo as pernas deixando enfim meus dedos lhe tocarem sua xotinha
Nossa! Estava quente, suas coxas apertaram minha e um calor percorria o corpo. Senti sua respiração ofegante e mesmo prestando atenção no filme notei que ela observava também o movimento da minha mão por baixo da camisola.
Comecei alisar devagar fazendo pressão as vezes sobre a calcinha fiquei fazendo isso por algum tempo. Depois enfiei os dedos na lateral da calcinha para afastar. Tamires não fazia nada so olhava.
Ate que resolvi deixar as claras e perguntei:
– Posso minha princesa fazer um carinho aqui. Apenas balançou a cabeça.
Pedi então que tira-se a calcinha pra facilitar.
Lhe ajudei e quando vi aquela xotinha linda raxadinha sem qualquer pelo visível tive vontade de cair de boca.
Porém poderia assustar. Então me contive e comecei a siriricar sua ppk as vezes abrindo com os dedos para ver a entrada da vagina e o cabaço.
Passei cuspe sobre os dedos e lhe alisei a periquita com vontade e em pouco tempo notei sua excitação aumentando.
Mas fomos interrompidos por uma voz. Gritando seu nome.
Minha cunhada estava acordada e com o susto Tamires vestiu a calcinha e foi para o quarto.
Fiquei ali por uns 15 minutos aguardando ela voltar mas não tive sorte.
Fui pro quarto e tentei meter na minha esposa tbm sem sucesso pois o sono não deixava a puta da minha afim de trepar.
Fui pro banheiro e tomei uma chuveirada lascando uma bronha desejando aquela cotinha linda de Tamires.
No outro dia notei que minha princesa havia ficado meio cismada mas quando fomos a praia e a coloquei sobre os ombros dentro d agua e lhe perguntei se havia gostado da outra noite.
Ela respondeu que sim mas que não queria fazer denovo.
Decidi não insistir, pois sei que isto não é certo e que foi apenas um instinto. Porém nunca sentir tanto tesao como naquele dia.
Foi algo muito gostoso porem errado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...