A Minha Historia e da Gisele a Iniciação da enteada!

Autor

Bem sou novo por aqui e por isso não vou ficar com muitos rodeios, meu nome é Eduardo, mas me chamam de Edu, sou um quarentão mas me cuido muito bem e nem pareço ter a minha idade me dão trinta e poucos, sou moreno claro cabelos lisos, pretos olhos pretos e corpo bem definido, tenho uma vida estável, sou engenheiro.
Bem vamos ao que interessa, sou solteiro e foi em uma festa de uma amiga onde conheci a Monica, uma garota estonteante ela com 26 anos tipo paniquete, após alguns olhares e uma boa conversa logo a Monica estava nos meus braços, naquela mesma noite acabamos dormindo em um motel, apesar de morar sozinho nunca levo uma garota que conheço logo para minha casa. Tivemos uma noite inesquecível, no dia seguinte a levei para casa dela e logo pela tarde ela me liga dizendo que não conseguia me esquecer, pior que eu estava sentindo o mesmo, marcamos saímos e demovo motel, a parti daquele domingo saímos quase todos os dias, quinze dias depois fui apresentado a família dela. Monica disse que tinha uma coisa para me falar, e que não havia falado antes, pois tinha medo da minha reação e de não aceitar, Ai foi que fiquei sabendo que ela já tinha uma filhinha com oito anos, e é claro que aceitei na hora, disse para ela que amo crianças e que isso não seria empecilho para nosso amor.
O tempo foi passando e eu fui percebendo que Monica não dava muita atenção para a menina, ficava mais em minha casa que na casa dela, e quando ia na casa dela, era apenas para ver a mãe a filha e família, motivo que presenciei algumas rusgas de sua mãe e de sua irmã que cuidavam da menina, logo me apaixonei pela Gisele ( GiGy, ou apenas Gy) um doce de menina, educada,inteligente e esperta para sua idade, linda, moreninha clara, cabelos castanhos no meio das costas, olhos castanhos claros, corpinho parecido de uma mocinha, pernas grossas, nos peitinhos apenas uns carocinhos parecendo duas uvinhas, mesmo com todos estes atributos eu não sentia atração nenhuma, mesmo por que nunca fui afim de crianças e sim de uma mulher super gostosas como a Monica. Alguns meses após a Gigy estava super apegada a mim e me chamava de tio, e eu lhe enchia de presentes, e fazia tudo que a garotinha queria.
Após seis meses de convivência, em um belo dia estava na casa da Monica, quando a mãe dela disse que queria falar comigo, fomos a um lugar reservado eu, ela e a Irma da Monica uma coroa quase da minha idade. Daí a velha disse que eu tivesse uma conversa com a Monica, pois não estava certo ela deixar a menina com ela e não se importar como estava a menina, a garotinha estava por demais sentindo falta da mãe, e que ela e a irmã de Monica não tinha como mais cuidar das garotinha. Já que Monica estava muito bem de saúde, e tem condições suficiente de cuidar da filha, concordei com elas plenamente. Tive uma conversa com Monica que praticamente já morava na minha casa, e resolvemos levar a Gisele para morar com agente. A Gisele topou na hora, disse que era tudo que ela mais queria.
Para mim, era tudo novidade, eu amava a Monica e claro teria que aceitar ela e a menina, mas pensava como isto iria atrapalhar tirar nossa privacidade, ter uma filha naquela idade não estava nos meus planos, mas a garotinha era tão legal, tão doce, meiga e carinhosa que isto me cativou e se tornou uma maravilha.
Minha casa é bastante grande tem 4 suítes no pavimento superior e um no térreo, um quarto que uso como escritório, o condomínio dispunha de um excelente clube com piscina e uma área social super bacana que eu nem usava, mas para minha garotinha isso será muito bom.
Eu e a Monica combinamos de não ter empregada e manter uma senhora que faz o trabalho de diarista duas vezes na semana. Assim combinamos, como Monica trabalha em uma loja de um grande Shopping da nossa cidade e trabalha no turno final, ela fica com a Gisele pela manhã, como a Gisele estuda no turno das manhã da para Monica cuidar da casa e da Gisele antes de ir ao para o trabalho, e eu fico pela tarde e a noite até ela chegar do trabalho que sempre é quase a meia noite. Eu geralmente trabalho pela manha no meu escritório fora de casa e a tarde em casa e posso cuidar da Gisele. E isto esta dando super bem, já se passavam quase um ano do nosso relacionamento e tudo maravilhosamente bem.
A garotinha e Monica nunca tiveram certos pudores, e ficava sempre de calcinha na minha frente, trocava de roupa na minha frente, até banho na Gisele Monica pedia para eu dar quando ela estava muito ocupada, na verdade eu sempre acompanhava os banhos quando eu dava para não correr nenhum risco de tocar nela e cair em tentação , a Gisele por varias vezes sentava em meu colo por muitas vezes só de calcinha, as vezes vinha para nosso quanto dormia junto comigo e Monica, mas nunca tive intenção alguma e nem desejos por a Gisele. Após um tempo de convivência já estávamos muito íntimos. Mas como a carne e fraca, de vez em quando ficava de pau duro ao ver Gisele de calcinha, ou quando ficava sentada no meu colo e mexendo a bundinha, ou quando dava banho nela e via aquela bucetinha lisinha, apesar de não tocá-la, nem bucetinha e nem nos peitinhos que eram apenas dois carocinhos.
Monica tem uma prima distante que é do interior do estado mas trabalha junto com ela, esta sua prima iria casar e convidou Eu e a Monica para ser padrinho do casamento. Como a cidade fica distante da capital que moramos e Eu gosto de privacidade pedi para Monica reservar um hotel para nós , como no mesmo dia do casamento a cidade estava em festa de aniversario da cidade onde os hotéis estavam todos lotados. mas como a Monica fez as reservas tudo bem, porem ela esqueceu de falar que seria um quarto para um casal com filho, e quando chegamos só tinha um quarto com uma cama de casal, pedi na recepção e conseguiram um colchão o hotel era bem simples porem limpo e aconchegante. Saímos e para nos encontramos com a família da noiva e depois fomos para a praça para a festa, voltamos já mais de meia noite, nisto Gisele estava dormindo no banco do carro e quando peguei do carro para o apartamento que ficava no terceiro andar, ela estava de vestido e toda abertinha com a calcinha de um lado e sua bucetinha aparecendo, como Monica havia tomado uma cervejas a mais já havia para o quarto, ao pegar ela não resistir e passei o dedo naquela coisa fofinha, macia e carnudinha, meu pau subiu na hora me deu um tesão daqueles, como o hotel é bem simples e não tinha câmeras no elevador fui acariciando a bundinha e bucetinha por cima da calcinha, ela dormia nem se mexia também estava muito cansada da viagem.
Ao chegar no quarto Monica já estava no banheiro e me pediu para trocar a roupa de Gisele e colocar o pijama, abrir a mochila e peguei uma camisola fininha e curtinha, deitei ela no colção e tirei o vestido, não sei o que estava acontecendo comigo, que estava com uma vontade incontrolável de passar a mão na bucetinha de Gisele, E APROVEITANDO QUE Monica estava no banho, passei a mão de leve na pepequinha por cima da calcinha, puxei a calcinha para um lado e acariciei a fendinha lisinha, que coisa linda, super tesudinha, fofinha, carnudinha, aquilo me deixava louco de tesão, me dava vontade de chupar aquela delicinha ali mesmo. Mas o medo era muito também, ajeitei a calcinha deitei ela direito, e fui para o banheiro tomar banho com Monica e aproveitar para saciar minha fome e começamos no banheiro. Monica estava tarada também que quando saiu do banheiro peladinha foi logo me pegando e fazendo um super boquete e em seguida subiu em meu pau e cavalgou legal, e nem se importava com a filha e foi logo dizendo que já que a Gigy estava dormindo ela queria me fuder muito, Monica gemia e rebolava como louca no meu pau, quando eu olho percebo que a Gisele estava acordada fingindo dormir, ai me deu mais tesão ainda e fingir não ver e deixei Monica bem a vontade, virei Monica de quatro e meti gostoso por traz gozando tudo naquela buceta depilada e super gostosa, acabamos tomamos um banho e fomos dormir.
Lá pela madrugada acordei e vi Gisele dormindo com a mão dentro da calcinha, aquilo me deu um tesão louco, a menina dormia no colção ao meu lado, percebi que Monica dormia um sono muito pesado e deitado ali mesmo na cama me estiquei e comecei a acariciar Gisele, tirei a mão dela de dentro da calcinha e fiquei passando o dedo bem na fendinha lisinha, ela nem se mexia, dai eu subi com a mão até os peitinhos e fiquei acariciando, ela se mexeu eu parei e fui dormir. Na manha seguinte, acordamos e Monica pediu para Eu cuidar da Gisele pois ela iria passar o dia com a prima se arrumando e para não esquecer do casamento que seria as 18:00 hs. Antes de sairmos para o café da manhã ela deu banho na Gisele que saiu do banheiro peladinha, para minha sorte a garotinha se agacha para pegar a roupa na mala e fica com a bucetinha toda aberta na minha frente, que visão aquele pinguelinho lindo e rosadinho, ela vestiu a calcinha enquanto Monica tomava banho e colocou um shortinho e blusa, também tomei meu banho e aproveitei para cheirei a calcinha da Gisele que estava no banheiro, que delicia de cheiro gostoso daquela bucetinha. Eu não entendia porque de repente eu estava sentindo tanto tesão por Gisele se antes eu não sentia nada por ela a não ser carinho de pai mesmo, aquilo era inexplicável para mim, e resolvi esquecer aquela loucura, e voltar ao que era antes. Naquela manhão de sábado eu aproveitei para tomar umas cervejas com o noivo que é meu amigo e outros convidados, a Gisele estava bem a vontade com as amiguinhas, duas delas ficaram muito amigas a Bia de 11 anos e a Naty de 9. Ali na casa da família da minha amiga ( a noiva) eram pessoas simples e muito bacana, mas tinha uma garota de aproximadamente 15 anos não tirava o olho de mim deste a noite passada na festa da praça, perguntei ao meu amigo que me disse ser sobrinha da noiva e que a garota é uma verdadeira piriguete não agüenta ver um pau, ou um homem de fora da cidade, e me alertou toma cuidado, fiquei curioso mas apreensivo e queria dá um jeito de conversar com ela, mas isto será uma nova historia, que apesar de fazer parte do mesmo contexto vou contar depois. Aqui é só a historia minha e de Gisele.
Bem após o almoço resolvi ir para o hotel descansar um pouco e Gisele disse que iria comigo, ao chegarmos no hotel voltaram os pensamentos com minha menina, procurei disfarça-los mas insistiam em me perseguir, para completar deitei na cama para dormir um pouco e Gisele ficou assistindo TV no colchão, quando menos espero que estou tranqüilo ela chega se joga em cima de mim e diz que ficar comigo eu peço para ela ficar assistindo a TV que eu queria dormir mas ela insiste e começa a me fazer cócegas, entrei na brinacadeira e aproveitava para pegar na bundinha, passar a mão entre as pernas dela e nos peitinhos, e ela nada dizia só riamos e nos divertíamos com tudo aquilo, mas meu pau estava muito duro e todo babado com aquelas brincadeiras. Daí quando noto já eram mais de 15:30 hs e falei que teríamos de nos arrumar para festa do casamento. Mandei ela tomar banho e ela mim disse:
Há meu tio, vem me dar banho eu não consigo tomar sozinha ainda mais que tenho de lavar a cabeça e minha mãe é quem lava.
Aquilo me deixou louco, e falei vamos lá então: Gisele entrou no banheiro e começou a se despir e logo estava peladinha, que delicia, não resistir e comecei a esfregar o seu corpinho, aquilo me deu um tesão incrível, éramos só Eu e a Gisele, me inclinei e comecei a ensaboar todo o corpinho, ao chegar na bucetinha não me contive e comecei a passar a mão na raxinha, onde ela nada falava para minha surpresa, fiquei passando a mão e pedi para ela abrir as pernas para lavar direito onde Lea obedeceu, passei a mão por toda extensão da boceta e no cuzinho, subi até os peitinhos acaricie fiz massagem de leve, e para minha surpresa ele ficava na dela nada falava, mas percebi que ela gostava quando eu passava a mão pela bucetinha, pois ele abria as pernas e estiva o corpo um pouco como se aquela caricia lhe proporcionasse alguma sensação, a minha vontade era de chupar aquela delicia de bucetinha lisinha ali mesmo no banheiro mas me contive com aquilo, pois não sabia qual a reação dela se Eu ultrapasse dali, Eu já não agüentava mais e terminei o banho que por sinal estava demorado por demais. Para a Gisele tudo normal, estranhei tudo que fiz e ela nada falou, levei ela para cama no meu colo, nós estávamos rindo e brincando, Eu já com intenções joguei ela na cama para ver mais aquela maravilha de corpinho peladinho ali na minha frente, ela ficou deitada e me olhava como se estivesse amando aquela brincadeira que Eu estava fazendo com ela pela primeira vez, a minha vontade era de cair de boca naquele corpinho e chupar aquela bucetinha, cuzinho, peitinho em fim todo aquele maravilhoso corpinho da Gisele. Ajudei ela a secar o cabelo, e colocar a roupa, vesti a calcinha, bem devagar enquanto ela me olhava e ria de tudo aquilo, após ela ficar pronta fui para o banheiro, peguei a calcinha dela e cheirei estava uma delicia aquele cheiro de bucetinha novinha, salgadinha e ao mesmo tempo um azedinho gostoso, bati uma punheta e gozei como nunca havia gozado. Após sair do banho a Gisele estava deitada na cama asssintindo TV, daí eu toquei de roupo com cuidado para não ficar pelado na frente dela, mas notei que ela ficou inquieta tentando me ver pelado, fui pra um espaço atraz do armário e vestir minha calça. Daí deitei ao lado da Gisele e perguntei se ela havia gostado banho que dei nela?
Ela virou-se para mim com uma carinha de safadinha rindo e disse: Amei, foi muito bom, você nunca me deu um banho assim, quero mais todos os dias.
Notei um misto de ingenuidade e safadeza, mas preferir descobrir com a continuação dos dias que viram. Falei então para a Gisele, já que gostou, quero te pedir uma coisa, para que eu possa continuar dando banhos gostosos em você, peço que não fale nada para sua mãe e nem ninguém a respeito deste banho! Pois se sua mãe souber ou você comentar com alguém isso pode acabar com o nosso relacionamento, você entendeu? Combinado!
Gisele, respondeu nunca vou contar para minha mãe e nem para ninguém, pode confiar em mim Tio, também minha mãe nunca me deu um banho gostoso assim!
Durante aquele final de semana eu fiquei só nas caricias na Gisele,não dei mais banho para não cair na tentação na frente da mãe, mas acaricie ela dormindo bastante, e trepei muito com Monica que como já disse não tem pudores e fudíamos ali na frente da garotinha dormindo no mesmo quaro, mas eu desconfiava que a Gisele ficava fingindo dormir, pois Monica gêmia muito, Monica é um verdadeiro escândalo trepando, faz muito barulho.
Bem Caros leitores, vou parando por aqui pois já esta muito extenso e fica chato e cansativo, mas prometo voltar com a segunda parte que é muito bom. AGURDEM EM BREVE…

contato ou se quiser compartilhar suas historias via e-mail: eduesuasaventuras@outlook.com

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 4 votos)
Loading...