Os moleques da quebrada

Sempre fui menino faceiro daqueles virgem que não sabia de nada só queria brincar, quando descobrir a bronha toda hora tava no cinco contra um, o lance errado é que eu achava conversa de homem meio sem graça e não via as meninas do mesmo jeito que eles, eu sou filho unico e nunca tive troca/troca ou experiência com primos e tal, até os meus 14 anos eu era virgem até que um dia voltando da aula um cara me aborda me leva pra casa dele e abusa de mim, aconteceu algumas vezes até eu resolver mudar minha rota, quando eu entrei no ensino médio matava aula pra ir num igarapé próximo a escola e lá começa um mês bem insano, eu nunca fui ativo e só tinha ficado com esse cara é chupado outro na escola, nesse ano eu estava com 17 anos tudo começou numa tarde estava me banhando de boa naquela água quentinha quando aparece uns 6 adolescentes entre 14 a 16 anos, eles entraram na água de ficamos conversando por horas e então eles perguntaram se eu queria chupar eles, eu disse que sim saímos de três os outros ficaram vigiando, formos maia pra dentro da mata que tinha próximo eu cupido dois branquinhos de uma só vez seus paus ainda estavam em fase de crescimento mais já dava pra chupar e brincar um pouco, depois deles gozarem viram mais dois e eu chupei também eram os mais velhos e eles me comeram um de cada vez eu estava me sentindo uma vadia louca, eles ainda quiseram me penetrar ao mesmo tempo eu dei um pulo e disse que nunca brasil, eles me xingaram dizendo que eu era fresco que não aguentava rola e que tinha uma bicha que ia lá e deixava eles fazem dupla penetração, eu fiquei com aquilo na cabeça e queria tirar a prova, eles gostaram e virem mais dois eu chupar até minha mandíbula doer e bebi toda gala que eles depositaram na minha boca.

No dia seguinte já estava lá mais pra minha tristeza só foram três meninos de 14 anos, mesmo assim decidi que seria bom treinar um pouco antes, deixamos o mais novo vigiando e entramos na mata lá eu comecei a da pra um e chupar o outro, o pau dele não era muito grosso o que iria ajudar um pouco e cada um devia ter uns 14cm de pau, depois que meu cozinho estava relaxado mandei ele meterem as picas deles juntas no meu cu, na hora eu senti como se alguém tivesse me rasgando todinho, eu sentia muita dor mais não queria para queria ser penetrado por duas picas, quando a cabeça daqueles paus entrou eu sentir que meu cu tava todo froxo mais o pior é que é bom, ele bombaram por pouco tempo porque um deles gozo logo, quando eles tiraram aquelas picas do meu cu senti um vazio enorme dentro de mim e vi muito sangue também na pica deles, a gente tomou banho e continuou brincando por ali até dá a hora pra mim ir pra casa, eu queria voltar lá no outro dia queria logo da para aqueles dois primeiros que tinham o pau maior, queria senti a rola deles juntas no meu cu, no dia seguinte estava lá e pra minha alegrias eles foram nesse dia eu não aguentei da pra eles e acabei dando só pra um de cada vez mais no dia seguinte eles me penetram eu senti tanta dor que gritei mais eles falavam minha boca e fodia meu cu sem pena, eu gozava sem tocar no meu pau de tanto prazer que eu sentia chutando aquele monte de cafuços, o chato foi que o pai de um dos meninos descobriu o que estava acontecendo e eles acabaram não indo mais pro igarapé a tarde, como eu não podia ir de manhã acabei deixando de ir lá depois de uma semana e nunca mais vi eles.

Troco fotos e vídeos de sexo amador, quem tiver interesse chama – rebel12453678@gmail.com ✉