Os esquecidos I

Autor

Sempre morei no Rio mesmo trabalhando em São Paulo há mais de 25 anos. Depois de 27 anos de casado e logo depois que minha filha mais nova se casou me separei e vim morar definitivamente em São Paulo. Cheguei em São Paulo eu e minha inseparável cadelinha, já havia encontrado o imóvel que desejava e buscava agora uma empregada que necessariamente não precisaria morar no emprego mais que tivesse disponibilidade de quando eu viajasse nos finais de semana pudesse ficar lá em casa para tomar conta da minha cadelinha.O imóvel não era muito grande mais bem aconchegante com dois quartos sendo um uma suite e quarto de empregada.De um dos quartos montei meu escritório e também coloquei meus livros,cds,dvds e minha coleção de filmes de todas as décadas e estilos. A agência me enviou várias pretendentes a vaga e todas esbarravam na disponibilidade do final de semana. A última uma senhora de 60 anos que me falou ter essa disponibilidade mais teria que levar com ela os dois sobrinhos que criava, uma menina de 13 anos e um garoto de 14 anos, já que não poderia deixa-los sozinhos na comunidade em que moravam, uma favela na zona sul de São Paulo. Não fiz nenhuma objeção ao fato e assim consegui resolver o problema que já parecia de difícil solução. Com o passar dos dias fui tomando conhecimento através de Maria das dificuldades que enfrentava para criar os sobrinhos desde a morte da irmã e também agora que as crianças estavam entrando na adolescência em atender as necessidades básicas das crianças e me falou também do medo que tinha da violência e de os sobrinhos se envolverem com as más companhias. No primeiro fim de semana que viajei conheci os sobrinhos de Maria já que quando ela chegou na sexta feira de manhã levou os sobrinhos com ela.A menina se chamava Daniela e era morena, tinha os cabelos castanhos na altura dos ombros e seu corpo despertava para a adolescência com seios pequenos e pernas grossas e um rosto bonito de olhos castanhos e insinuantes. O garoto que se chamava Daniel era também moreno, um pouco mais alto que a irmã e forte devido ao futebol que jogava e inclusive me falou que jogava bem e queria ser jogador de futebol e também que já havia feito alguns testes em clubes do interior onde achava que teria mais chance.Conversamos bastante sobre vários assuntos durante o café da manhã e depois fui mostrar a eles a casa e no meu escritório meus livros, cds,dvds e filmes e falei que na minha ausência eles poderiam ver o que desejassem com tanto que colocassem tudo de volta nos lugares, me perguntaram se eu tinha vídeo game e com a minha negativa Daniel questionou a tia pois queria ter levado e a tia não havia deixado. Quer ir buscar ? perguntei, e Daniel logo abriu um sorriso e dei a ele dinheiro para a passagem e fiquei mostrando para Daniela como usar meu pc o que ela já sabia. Deixei Maria em casa fazendo almoço e cuidando de arrumar a casa e fui com Daniela no mercado e lá comprei tudo que uma criança gosta de ter em casa e abasteci a geladeira e a dispensa. Durante o caminho fomos conversando e pude então saber um pouco mais sobre a sua vida no colégio e de pré adolescente e vi que se tratava de uma menina bem inteligente e que pouco saía de casa pelas restrições imposta pela tia e o que mais fazia mesmo era ir para a igreja com a tia. Na hora que saí de casa os sobrinhos de Maria já estavam bem a vontade e entrei no quarto para me despedir dos dois já que Daniel estava jogando vídeo game e Daniela deitada bem a vontade no sofá lendo um livro que havia indicado a ela, uma história que virou filme nos anos 70 que se chamava Love Story. Não pude deixar de apreciar suas pernas grossas e até mesmo sua calcinha branca com o volume natural de sua bucetinha de menina, Deixei com os dois dinheiro para eles irem no sábado ou no domingo passearem no shoping o que fez com que eles agradecessem muito e Daniela me abraçar e me dar um beijo no rosto, obrigado tio você é muito legal kkk divirtam-se e aproveitem a estadia a casa é de vocês e cuidem da Vivi com carinho viu ? pode deixar tio e boa viagem, até segunda eu devo chegar logo de manhã e se quizerem podem dormir na minha cama kkk obaaaaaaa ! -continua-

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,86 de 7 votos)
Loading...