a unica menina do prédio

me mudei para um prédio, com um condomínio muito bom, tem piscina e academia
depois de umas 3 semanas comecei a notar que não tinha criança no prédio, eu so havia visto uma menina que morava com um senhor de uns 45 anos
novinha mais muito bonita e gostosinha, o nome dela e fabiola
comecei a notar que ela estava sempre junto desse senhor e na maioria das vezes sentada no colo dele ou brincando na piscina, era verão e como todos trabalhavam durante o dia os dois ficavam a maior parte do tempo sozinhos no prédio, só eu que chegava mais sedo do trabalho e ficava de longe observando…
até dentro da piscina ele a tinha sempre agarradinha a ele e sua bunda ficava bem encachada na rola dele que pude observar estava sempre durona…
eles nunca desconfiaram que eu os via se agarrando e tudo parecia normal
um dia cheguei do trabalho mais sedo e quando entrei no prédio passei pela piscina para ver como estava e os vi no cantinho do mesmo jeito de sempre, dessa vez eu me sentei numa barraca e fingi que estava lendo um jornal e fiquei observando sem deixar que eles soubecem que eu os estava olhando, deu para notar perfeitamente que ele estava com a rola para fora da sunga e ele rebolando no colo dele, derrepente eles se deitaram na cadeira e ela ficou de conchinha com ele encaichado na bunda dela… minha rola parecia que ia explodir de tão dura, eu não podia dar na pinta que estava vendo e não podia me levantar porque teria que passar perto deles e com serteza eles iriam ver minha rola durona, ai só me restou continuar olhando e acabei gozando muito na calça e ficou tudo molhado
notei perfeitamente que ele enfiou a rola no cu dela e vi quando ele gozou, a safadinha ficava rindo e depois que ele gozou ainda ficou engatado no cu dela por uns 10 minutos e derrepente saiu correndo e passou na minha frente e viu claramente que eu estava todo esporrado; ela foi em direção ao banheiro, deve ter ido tirar a porra que o coroa jogou la dentro do cu dela
na volta vei bem devagar e parou na minha fren, me comprimentou, perguntou meu nome, e não tirava os olhos da minha rola que novamente estava durona e minha calça toda esporrada
sentou-se na cadeira a meu lado e ficou fazendo perguntas tipo…
qual o apartamento do senhor, que andar é, o senhor é casado, sempre olhando minha rola, eu ficava olhando para a bunda dela e para o coroa que continuava deitado na cadeira e até parecia que tinha cochilado
derrepente sem mais nem menos ela se aproximou e segurou minha rola e colocou para fora e ficou punhetando e eu gemendo e olhando para o coroa, ai ela muito safada mandou eu ir para a sauna que ela iria me encontrar lá e foi em direção ao coroa e eu segui em direção a sauna
quando olhei para tras vi que ela ja estava vindo, foi tão rápido que acho que ela viu que o coroa estava dormindo e não quis acorda-lo
entrei na sauna e ja fiquei logo pelado e ela chegou de imediato e ficou tambem peladinha e se enrolou numa toalha e sentou na minha pica de uma vez só e encachou legal no cu dela e começou a rebolar e perguntar se eu gostava de meninas novas
eu falei que sim
criei coragem e falei que eu ja vinha observando ela a algum tempo
falei que ja tinha tocado várias punhetas e ela so gemendo na minha rola e dizendo que a minha era bem maior que a do padrasto dela
falei, que bom que você esta gostando
quero te cumer todo dia, como você vai fazer para ele não desconfiar
não esquenta não depois do almoço ele sempre dorme e eu ficava deitado com ele
dificilmente vinhamos aqui na piscina, eu quando vi o senhor se mudando para cá, comecei a pensar em alguma coisa para deixar voce cumer meu cu

ele me come desde bem novinha e me fez gostar
ele nunca tentou cumer sua bucetinha?
ja tentou várias vezes, mais reclamo e digo que so deixo na bunda e então ele fica me chupando até eu gozar na boca dele
nossa o velho é esperto em
sim, só que agora vou dar para ele de manhã e para o senhor a tarde
o senhor quer?
claro que quero, vem cá chupar minha rola, quero dar leite quente e grosso para você…
nossa adoro beber porra quente, sou viciada
e assim foi durante uns seis meses, eu comia o cu dela todo os dias e dava leite para ela beber
o cu dela vivia inchado de tana rola que levava, at´que um dia ela chegou la em casa e toda assanhada falou que queria me dar a buceta…
depois conto o resto

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)
Loading...