Vilmar, eu só conheço um! – parte 5

Autor

Para quem estiver chegando agora e não leu os relatos anteriores:
Vilmar, eu só conheço um! (Incesto Gay),
Vilmar, eu só conheço um! – parte 2,
Vilmar, eu só conheço um! – parte 3,
Vilmar, eu só conheço um! – parte 4.

[Continuando…]

Após os acontecimentos dos últimos relatos, passei a visitar quase que diariamente a casa do vilmar. Vivíamos trocando fotos e vídeos das "travessuras " do Elton e conversando muita sacanagem. Eu já tinha acesso a pasta do clubinho, e adorava ver os vídeos onde meu garoto era devorado por machos deliciosos, e assim o tempo foi passando, consegui abrir um escritório em parceria com outro arquiteto, com o dinheiro que "sobrou" dei entrada num apartamento de solteiro, perto da casa do meu filho. E a rotina do Elton mudou com essa proximidade do papai. Assim que acordava de manhã, levava rola do vilmar ( A Andrea nunca foi de acordar cedo, ela deixava o elton sob os cuidados do vilmar na manhã, e era aí que o pau comia ) , ia pra escola, na volta pra casa ele passava no meu apartamento pra mais uma sessão de sentada em rola. O cú do Elton já estava acostumado com tantas visitas de rolas.

Eu queria me aproximar mais do meu novo sócio, o Fernando, e tentei fazer com que o elton ficasse amigo do Lucas, filho de Fernando. As vezes recebia o Lucas no meu apê pra ele brincar com o elton, quem não gostava nada disso era o meu filho, ele preferia estar levando rola do que ficar brincando com um menino da mesma idade.

Um dia, pela manhã, vilmar liga pra mim:

-e aí gostoso, tá podendo falar?

-tô sim, mas não do jeito que eu gostaria… Ainda tô aqui no escritório, já já tô indo embora pra esperar o elton em casa.

-E sobre nosso garoto que eu queria falar contigo.

-algum problema, vilmar?

-Mais ou menos…

-fala logo tô ficando preocupado!

-calma rsrs é que eu não consegui reunir a macharada pra comemorar o aniversário dele como aço passado. Nem todos vão estar livres no dia pra comparecer na casa do Renato…

-nossa vilmar! Pensei que essa outra coisa, uma coisa grave!

-É grave pro Elton! Ano passado foram 15 machos na festa esse ano deveria ser mais…

-vilmar, podemos dar um jeito nisso…

-Como? Vai plantar uma árvore de rola?

-rsrs melhor! Vamos trocar quantidade por tesão, emoção! Vamos fazer a festa dentro da festa…

-Como assim?

-imagina só a adrenalina e o tesão do Elton em ser comida em plena festa de aniversário, cercado por amigos da escola, e os parentes…

-Cê tá louco Roger! Isso vai dar merda!

-rsrs vamos fazer na casa do Carlos (irmão da Andrea, tio do Elton que também já provou do cuzinho do garoto) , lá tem um espaço enorme no quintal e tem aquele quartinho perto da churrasqueira, vai ser lá que vamos comer o elton….

-Até que pode dar certo, mas não pode entrar todos de uma vez lá pra não dar na cara.

-sim, quando um estiver dentro com o elton os outros dão cobertura.

-tem uns 3 do clube que tem filhos, vamos convidar com a família.

-kkkk isso! Essa festa vai ser foda! Tô até imaginando, vários papais de pau duro rsrs

Combinamos outros detalhes, chamamos os machos, mas só o Rafael policial pode comparecer. Ou seja, já tínhamos 4 rolas: a minha, a do vilmar, a do Carlos e a do Rafael policial.

A festa começou como qualquer outra, criança correndo, som alto, as mulheres se reunindo na cozinha, e os machos ficaram juntos numa mesa separada bebendo uma cervejinha.

Elaine, mulher do Rafael policial: – milagre o Rafael ter vindo pra festa, ele geralmente me trás e vai embora, e só volta no final pra me buscar. Rsrs

Andrea : -deve tá com vontade de comer salgadinhos rsrs

Mal sabia Andrea que o salgadinho que o Rafael estava interessado tem 1 metro e 41 de altura e 37 kg e estava completando 11 anos kkkkk

Com todos os convidados já presentes, botamos o plano em prática. Eu entrei no quartinho e esperei elton fazer a parte dele. Elton chamou todas as crianças da festa e propôs um pique-esconde , e ele foi se esconder no quartinho.

Recebo ele com um beijo de língua enquanto ele abaixa a bermuda pra levar rola. Sem demora cuspo na mão e lubrifico minha rola, ele se posiciona de quatro no chão e eu começo fodendo forte. Os gemidos de prazer de elton são abafados pelo som alto da festa, a sensação era de pura adrenalina! Só de pensar que atrás daquela porta tinha quase 60 pessoas fazia meu coração acelerar. Acabo gozando dentro do cú do meu filho após uns 5 minutos de pura emoção. Peço pro elton fechar bem o cú depois que eu tirar o pau, hoje todos iriam gozar dentro do cú dele.

Mal tiro o pau de dentro do Elton e a porta se abre com o vilmar entrando.

-E aí? Vai demorar muito? Não consigo esconder o volume do meu pau duro!

-Já acabei! Come ele rápido que eu vou chamar o Carlos.

Antes de sair do quartinho tive a visão do cú de elton engolindo o cacete do vilmar com facilidade. Assim que saio do quartinho dou de cara com o meu sócio, Fernando:

-Roger, você viu meu filho lucas?

-ele estava brincando com os meninos de pique -esconde, já olhou dentro da casa?

-vou dar uma olhadinha, faz uns 15 minutos que ele sumiu.

Chego perto do meu ex cunhado Carlos e ele está muito nervoso com a nossa brincadeira.

-Roger, isso vai dar Bosta, olha como eu tô tremendo…

-deixa de ser frouxo Carlos, você tem que dar a sua contribuição de leite dentro do Elton, você é o próximo.

-tô tão nervoso, sei nem se vai subir…

-rsrs sobe sim, você só tem 29 anos! Depois que você ver o jeito que ele tá lá rsrs sobe tudo!

Carlos vai em direção ao quartinho quando o Rafael policial vem falar comigo:

-posso ir agora, Roger?

-O Carlos foi agora, você é o próximo.

-cara, olha a minha situação, desde que cheguei tô com o pau duro, não consigo disfarçar mais…

-Rafão, Então vai indo pro quartinho aproveitando que o pessoal tá distraído com as crianças correndo…

Vilmar já ia saindo do quartinho quando o Rafael policial foi entrando. Eu e vilmar agora temos de ficar de guarda na frente do quartinho pra ninguém entrar e vê a nossa brincadeira.

Andrea: -Vilmar, Roger! Vocês viram o elton? Tá quase na hora do Parabéns.

-querida, fica tranquila que eu e o Roger vamos procurar ele, deve estar escondido brincando com as outras crianças.

-ok, você procura o elton, preciso que o Roger pegue umas cadeiras de plástico que estão atrás da churrasqueira de cimento do lado do quartinho e traga aqui pro pessoal se sentar, muita gente em pé poxa…

-Ok, Andrea. Vou pegar, se acalma…

Esse espaço entre a churrasqueira e o quartinho onde o elton estava levando rola era um pequeno beco escuro onde colocamos as cadeiras de plástico. Quando eu entro lá pra pegar mais cadeiras, me deparo com lucas, filho do meu sócio Fernando, sentado na pilha de cadeiras espiando pra dentro do quartinho pela entrada de ventilação…

Fudeo, o moleque viu tudo!

[CONTINUA…]

Deixem seus comentários dizendo o que acharam do relato.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...