Meu padrasto

Autor

Olá meu nome é Ingrid, eu tenho 17 anos sou loira, olhos chocolate e peso cerca de 100 kg
Quando eu tinha 15 anos minha mãe se casou pela primeira vez com meu padrasto, Marcos
Ele era um cara legal e muito gentil, não tinha como ser melhor
Como minha mãe não trabalhava e ele sim era bem difícil que ficassem os a sós mas em um dia qualquer isso aconteceu
Marcos então me perguntou se eu tinha pretendentes na escola e se eu já havia beijado algum amiguinho ou amiguinha
Detalhe que ele sempre deixou que eu me expressasse e fizesse minhas escolhas, era sempre "já tem alguma namoradinha? Ou os meninos, nenhum deles te interessa?"
Eu respondi apenas que nunca havia beijado ninguém de verdade e que apenas tinha dado selinho em um menino qualquer da época
Ele então perguntou
-E sexo?
-Oque tem sexo?- respondi sem entender
-Você já fez?
-Não mas minhas amigas da escola já estão até ficando grávidas, acho que estou, de certa forma, atrasada!
Ele então me disse que não existe atraso e sim o momento certo de cada pessoa
Assenti
-Mas sabe Marcos, eu já tive meus momentos de tesão só que vou continuar esperando meu momento sentada, ninguém quer ficar comigo, eu sou feia
Ele me olhou abismado
-E quem lhe disse isso?
-A sei la, uns meninos ai, eles não perdem a oportunidade de me chamar de gorda e feia
-Ora mas não é por ser gorda que você e feia, sua mãe é gorda mas eu a acho linda e sempre digo isso a ela para que ela perceba também, tenho que começar a fazer isso com você?
-Mas não é só isso, eu quero me sentir alguém, quero me sentir bonita e desejada, quero alguém que me ame do jeito que eu sou e que se aventure a me conhecer antes de julgar se gosta de mim ou não!
Ele ficou boquiaberto
-Eu posso fazer isso- ele disse
-Me amar do jeito que você ama a mamãe? Dizendo que sou bonita o tempo todo, me abraçando, me tocando, fazendo sexo comigo? Sem chance!- eu disse descrente
-E porque não? Eu vou ter duas gordinhas, lindas e inteligentes em uma troca de prazeres maravilhosa
-Jura?
-Sim, só precisamos esperar a sua mãe chegar!
Pensei sobre a ideia na minha cabeça, parecia loucura mas podia dar certo, eu, meu padrasto e minha mãe, eu nunca seria mais amada que isso em toda a minha vida
Mais tarde minha mãe chegou e eu e meu padrasto fomos falar com ela
Eu comecei falando como eu me sentia e dizendo que já achava estar preparada para transar pela primeira vez
Minha mãe, que também uma mulher aberta, me perguntou se eu estava segura do que queria e me disse também que com 15 ela já havia transado com mais de 5 caras diferentes, incluindo namorados
Ao combinarmos tudo, minha mãe apenas disse que era pra iniciarmos sozinhos e com calma, para que quando eu estivesse mais familiarizada com esse tipo de situação ela participasse
Eu achei o maximo minha mãe me apoiar assim e logo perguntei se poderíamos começar naquele dia
Eu e Marcos fomos para o quarto e ele não me perguntou nada já que sabia que eu entendia sobre como tudo aquilo funcionava, eu sabia desde os 10
Respondi que sim então ele se sentou e retirou a bermuda que usava liberando seu membro
Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 2 votos)
Loading...