Carla – Minha Esposa Casada e Puta – Porto Seguro II

Autor

Olá a todos, pedimos desculpas pela demora, tempo muito corrido por isso não pulicamos o restante do relato antes, para quem não leu o primeiro conto e também a primeira parte desse relato sobre o final de ano em Porto Seguro segue o Link: Carla – Minha Esposa Casada e Puta – Porto Seguro I

Como foi dito no relato anterior (Carla), eu (Miguel) e (Anderson) transamos a madrugada toda, o (Anderson) retornou para o hotel onde sua esposa estava pela manhã com meu carro, a (Carla) continuava a dormir exausta de tanto levar pica, mas tinha certeza de que quando acordasse iria querer mais, ela ainda não tinha esquecido o (Léo) um minuto sequer enquanto trepava durante a madrugada.

Logo que (Carla) acordou depois de muitos beijos que ganhei em agradecimento pela noite que tivera, nos organizamos e partimos para praia Barraca Farol da Praia, lugar aconchegante gente bonita e comida boa. Mandamos mensagem para todos informando para onde estávamos eu estava louco para exibir minha linda e gostosa morena na praia, para os meus amigos e também pra aqueles que apreciam uma bela mulher.

(Carla) estava uma delicia, num shortinho e uma blusinha bem leve, quando chegamos e nos instalamos e ela tirou a roupa ficando só com biquíni branco que contrastava com sua pele, atraindo muitos olhares. Realmente ela estava linda, deliciosa com aquele biquíni branco e pequeno, uma tentação e algo muito bonito de se ver.

Algum tempo depois chegam o (Léo) e sua namoradinha (Vivian), ela não estava muito a vontade com a situação já que (Carla) passou a madrugada ligando e mandando mensagens pro (Léo), mas ele contornou a situação, mesmo assim dava pra sentir que ela estava meio emburrada.

(Léo) e eu tomávamos uma cerveja e apreciando a paisagem (mulheres) pra ser exato, enquanto as nossas estavam ao sol sendo apreciadas pelos demais homens da praia nos também fazíamos o mesmo, sabendo disso (Carla) provocava, em dado momento a (Vivian) chama o (Léo) para passar bronzeador em suas costas, (Carla) não perde tempo e aproveita e solicita sua ajuda para poder espalhar o bronzeador em suas costas e pediu para desamarrasse a parte de cima do biquíni e principalmente que passasse óleo no seu bumbum, pois queria uma marquinha bem gostosa, (Léo) deu risada e falou que iria acabar arrumando problemas comigo e com sua namorada; então (Carla) disse:

(Carla) – Você sabe que seu amigo não tem ciúmes de te. E a (Vivianne) pode ficar despreocupada, pois você é bem grande dá e sobra para nos duas.

(Vivianne) – Cachorra!!! Srsrsrsrsrs… Já que ela pode, desamarre o meu biquíni também e passe óleo no bumbum, tem gente por aqui que gosta muito de marquinha.

Desse momento em diante as duas se tornaram amigas acho que a natureza de puta rsrsrsrs.

Então disse ao (Léo):

Eu (Miguel) – Você esta enrolado vai ter que dar um jeito que comer a (Carla) hoje se não ela não vai dar sossego e vai acabar arrumando caso com sua namoradinha.

(Léo) – Vai dar em nada não… Veja estão dando risada juntas, eu quero é comer as duas, isso claro se (Carla) topar que outra bucetinha entre na festa dela.

Eu (Miguel) – Penso que isso será mais fácil que você imagina.

Eu (Miguel) – Ela esta cada dia mais solta com relação ao sexo e outra mulher transando com ela é só uma questão de oportunidade e afinidade, se não for com a (Vivianne) vai ser com outra amiga elas trocam confidências e sei que ela esta louca de vontade de fazer, pois já confidenciou a (Carla) e você novamente é o objeto do desejo. Mas será bom ter outra bucetinha na historia, já estava na hora de eu levar alguma vantagem também.

Depois de algumas cervejas e as garotas vodkas e energéticos o papo segui para o rumo do sexo, com (Carla) dizendo que estava adorando esses dias em Porto, o lugar é um afrodisíaco natural, então a (Vivianne) emendou;

(Vivianne) – Deve ser mesmo, o que foi aquilo durante a madrugada?

(Vivianne) – Vocês dois fizeram festinha o noite toda e ainda perturbam os outros por telefone já estava ficando com vontade, mas o (Léo) disse que estava cansado só rolou namorinho para depois dormir fiquei com fogo danado por causa disso, (Miguel) você esta de parabéns se estivesse na mesma casa que vocês acho que iria pedir para entrar na festa.

(Carla) – Você seria muito bem vinda princesa. Mas só pra esclarecer, nos não estávamos sozinhos tínhamos companhia. Não foi bem do jeito que eu queria, mas estava muito bom.

(Carla) – Mas se você quiser da próxima vez eu faço questão da sua presença, sua carinha não nega!!! Srsrsrsrsrsr

(Vivianne) ficou toda corada e não foi por conta do sol, (Carla) acabara de abrir o jogo para ela de uma forma que me deixou sem ar de tanta surpresa, mas também de pau duro só de ver e ouvir aquela conversa e imaginar como aquilo tudo acabaria.

(Vivianne) – Espera ai!!!! – Você esta me dizendo que tinha outra pessoa com vocês dois ontem à noite??? E que se o (Léo) quisesse ele estaria lá também???

(Carla) – Sim!!!

(Carla) – Já transamos, mas foi bem antes de você pode ficar despreocupada, mas foi muito bom e com todo respeito princesa, estou louca de vontade de dar pra ele de novo. Quanto à companhia de ontem não posso dizer, não acho correto, só digo que foi uma companhia masculina.

(Carla) – Mas penso que o maridão e seu namoradinho adorariam uma fazer uma festinha com uma morena casada e putinha e uma loirinha patricinha gostosa, mas que pela carinha adora uma boa trepada, já deve esta toda molhadinha.

(Vivianne) – Confesso que estou surpresa, mas também excitada, sei que existe casais quem fazem isso, mas nunca pensei que estaria tão próximo de mim. Apesar de que você (Carla) tem uma cara de ordinária que gosta muito de pica.

Então (Carla) deu um selinho na (Vivianne), e disse gosto não eu amo e graças ao meu marido que me mostrou esse mundo e seu namorado que me deixou assim, por que ele foi o primeiro a me comer na presença/participação do meu marido.

(Carla) sugeriu que fossemos embora aproveitar a piscina, mas é certo que todos nos pensamos em outra coisa. Em casa (Carla) logo sugeriu a sua nova amiga um Topless, (Vivianne) se mostrou resistente no inicio, mas com algum tempo foi convencida por (Carla) que com jeitinho foi desamarrando o seu biquíni por trás dando beijinhos no seu pescoço e com uma das mãos acariciava um dos seus belos seios rosados e siliconados em alguns segundos (Carla) já dava beijos em (Vivianne) e depois em seus seios a cena era extasiante o (Léo) e eu mal respirávamos assistindo duas gatas se beijando e se acariciando ali a metros de distancia.

Não deu outra em questão de minutos as duas estavam nuas se acariciando com muitos beijos e gemidos, não preciso dizer que estávamos e pau duro assistindo ofereci minha pica pra (Carla), quando ela disse.

(Carla) – As visitas tem preferencia, seja um bom anfitrião.

(Vivianne) estava sentada numa cadeira de tomar sol, eu ofereci minha pica e mais que depressa ela começou a fazer uma punheta vagarosa beijando a cabecinha e a boca de (Carla), foi quando minha querida e puta esposa falou, ele adora uma chupada, (Vivianne) então abocanhou tudo que pode, chupava volúpia em segundos meu pau esta todo babado. (Carla) vendo que nossa amiga estava entregue a situação começou a acariciar sua bucetinha, linda rosada e apertada como comprovei mais tarde, (Vivianne) foi relaxando e abrindo as pernas enquanto (Carla) brincava com seus dedinhos naquela bucetinha linda que estava toda molhada.

Enquanto (Carla) acariciava nossa loirinha gostosa o seu namorado assistia a tudo segurando sua pica, (Léo) se aproximou de (Carla) e falou com ela.

(Léo) – Você já provou o sabor de uma bucetinha molhada??? Vai… Veja por que nos gostamos tanto de chupar uma bucetinha…

(Carla) começou beijando e em pouco tempo já estava se deliciando com aquela bucetinha linda e molhada, lambendo e chupando… E a loirinha safada cada vez mais entregue a situação gemendo a cada nova investida de (Carla) na sua bucetinha… apos se deliciar muito e fazer a (Vivianne) gozar pela primeira vez com uma mulher lhe chupando (Carla) já estava de quatro e (Léo) por trás chupando sua bucetinha e seu rabinho, só dava pra ouvir o sussurros de (Carla) dizendo:

(Carla) – Se soubesse que era tão bom já tinha feito isso antes… Que delicia, molhada, quente e doce.

(Vivianne) gemia muito, tudo aquilo era novo pra ela também, mas, no entanto mostrava uma maestria de quem tem muita experiência. A posição de (Carla) era perfeita pra um ataque ela estava de quatro chupando sua mais nova amiga, então seu amente (Léo) não perdeu tempo, vendo aquela morena com aquele rabo lindo empinado e com o detalhe da marquinha e sua linda bucetinha inchada no meio daquelas pernas grossas, pronta pra ser penetrada, ele se ajeitou por traz dela e começou a meter devagar, (Carla) olhou pra ele e com a voz cheia de excitação.

(Carla) – Que delicia da pica come sua puta come!

Ela então esqueceu a bucetinha da (Vivianne) e passou a dar atenção ao seu comedor predileto, então coube a mim a tarefa de chupar aquela loirinha gostosa e sentir o sabor de bucetinha rosa com pelinhos bem aparados, que delicia de buceta, (Vivianne) apertava seus seios a cada nova chupada que eu dava, comecei a brincar com um dedo depois dois e sempre chapando massageando seu clitóris com a língua, quando gozou pela segunda vez ela pediu pra ser comida.

(Vivian) – Me come, quero pica, por favor… Me da pica!!!

Logo ela estava de quatro em cima da espreguiçadeira pronta pra levar pica, que delicia de buceta, toda melada de duas gozadas e apertada… A cada estocada que eu dava ela pedia mais dizendo esta muito gostoso. (Carla) já estava montada no seu garanhão, rebolando, subindo e descendo naquela pica grande, tenho cerca de 18 cm, mas a do (Léo) seguramente tem uns 23 cm ou mais. Ela gemia muito chamando ele de gostoso safado.

(Carla) – Vai gostoso mete na sua putinha mete… Você tem que me comer muito, esta me devendo de ontem, tive que arrumar outro macho, já que você me trocou pela loirinha safada.

(Vivianne) – Pode usar e abusar dele querida ele mim comeu muito mal ontem está cheio de energia, acho que ele queria mesmo era comer você, e agora tenho certeza, você é uma puta de verdade! Rsrsrsrsrsrsrs

Eu já não estava mais aguentando, que buceta molhada e apertada, já estava prestes a gozar só então me dei conta que estava metendo na (Vivianne) sem camisinha. Ela então disse que eu pudesse ficar tranquilo e não parasse de meter, pois queria gozar na minha pica. Além da gostosa e gata, a (Vivianne) também era muita safada e adora uma boa trepada, mas não teve jeito tirei se não iria gozar rapidinho.

(Carla) – Que foi marido, não quer mais comer a loirinha safada??? Pensei que você não iria sair de dentro dessa bucetinha gostosa???

Eu (Miguel) – Claro que vou comer minha rainha… Só não quero gozar ainda… E essa bucetinha é bem apertada tá me deixando doido… Não sei como o (Léo) consegue comer você com essa pica gigante.

Ela deu risada e respondeu dizendo que ele também não aguenta muito tempo e goza rapidinho, é só rebolar e mexer um pouco que ele goza. (Carla) estava sentada na pica do (Léo) de costas para ele e me pedindo pra chupar sua bucetinha enquanto rebolava naquela pica grande. Sempre que trasavamos só nos dois ela falava que gostaria de ter uma pica na sua buceta e eu chupando seu grelinho, e aquele era o momento, mas fiquei receoso, pois não estávamos sozinhos a (Vivianne) estava na festa também. Então tive uma ideia e sugeri a (Vivianne) fazer isso por mim.

Eu (Miguel) – Você já chupou uma bucetinha, loira??? Quer experimentar??? Sentir o sabor e de quebra você ainda chupa a pica do seu namoradinho safado que adora comer minha esposa safada.

(Vivianne) – Até que não é má ideia dever ser saborosa, da forma que vocês me chuparam é por que deve ser muito bom.

Assim que a loira começou a chupar minha esposa ela amentou os gemidos, foi impressionante como seu corpo de contorcia e gemia, falando palavras desconexas, gozou tendo uma pica de uns 23 cm cravada na sua buceta e uma mulher tão gostosa e safada como ela que adora uma boa sacangem. (Carla) gozou pelo menos umas duas vezes nessa posição, então o (Léo) anunciou que iria gozar, a sua namoradinha então pediu pra tomar leitinho, ele tirou aquela vara imensa com protestos da (Carla), mas foi uma cena incrível, (Léo) soltava jatos fartos de porra enquanto sua namorada (Vivianne) se lambuzava lambendo sua pica e a buceta de minha esposa. Foi uma cena digna de filme pornô, duas mulheres incríveis, foi fantástico… Então não tive como aguentar mais e anunciei minha gozada, estava louco pra encher aquela bucetinha apertada, mas fui surpreendido pelo pedido da (Vivianne) querendo mais porra. Depois o (Léo) disse que ela adora tomar porra.

(Vivian) – Goza pra mim gostoso, goza na minha boquinha!!!

Não deu outra tirei rapidamente e oferece minha pica pra aquela loira gostosa, minha esposa acompanhou e em segundos eu estava gozando como nunca, e com as duas chupando minha pica e se beijando todas lambuzadas de porra, foi a melhor trepada que já tive, estou de pau duro só de lembrar, quem sabe um dia eu como aquela loira novamente, não custa nada sonhar, de vez em quando nos falamos por telefone, pois ela e (Carla) de tornaram amigas e se falam pelo whatsapp, trocam fotos.

Passamos o final de tarde na piscina sem roupas e muitas sacanagem, minha querida esposa ainda gozou mais algumas vezes na pica do (Léo), comigo e sua namorada assistindo, da mesma forma fizemos eu e (Vivianne), delicia de trepada como se fossemos um casal. Espero poder comer aquela loira novamente.

Grande abraço!!!

E aguardem os próximos relatos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...