,

Iniciação de Solange II

27-04-17 Por 2 ★ 5.00

Olá, vou dar continuidade ao conto postado anteriormente denominado “Iniciando Solange“.
Bem, depois do ocorrido com o vizinho Roberto, onde o mesmo contou para dois outros vizinhos sobre o que tinha feito com a Solange da qual já era objeto de desejo dos marmanjos passou a ficar ainda mais assediada, pois agora sabiam que ela deixava pelo menos que passassem a mão, pois naquela época (final da década de 70) as oportunidades eram raras.
Dessa forma a minha prima começou a recusar brincar na rua com a galera, pois sabia se ela fosse logo tentariam aproveitar dela e assim, ela se retraiu. Até que um dia a tardinha a Solange passando na frente de uma casa que também era vizinha da minha avó foi abordada pela Sueli que morava nos fundos da casa de sua avó.
Primeiramente vou descrever a Sueli, ela tinha cabelos curtos e escuros um corpo já de mulher, seios grandes e uma enorme bunda e tinha 17 anos.
Bem, voltando ao conto, a Sueli que era já amiga da Solange falou que queria conversar com ela e ambas se sentaram no muro na frente da casa de sua avó e a Sueli foi logo dizendo para a Solange que estava sentindo a falta dela nas brincadeiras de rua, pois sem ela para também brincar, ela, Sueli estaria sozinha, sendo a única garota (já grande) brincando com os marmanjos, sendo que as outras meninas eram ainda crianças de 07 a 10 anos e sendo assim a sua mãe não deixaria ela sair de casa.
A minha prima ficou sem resposta, pois na realidade não estava brincando por ter receio que alguma situação comprometedora pudesse ocorrer na brincadeira e o pior, todos ficarem sabendo que ela tinha deixado o Roberto comer a bunda dela. Então, nessa hora existiu um breve silencio na conversa e foi então que a Sueli foi logo no ponto dizendo: olha o que ocorreu com você é normal quando temos curiosidade e já sentimos atração por garotos (a minha prima ficou vermelha e sem graça, pois não imaginava que a Sueli também já estava sabendo o que tinha ocorrido, isto é, que ela tinha dado a bunda) e a Sueli continuou a conversa revelando para surpresa total da Solange que já não era mais virgem e que o responsável pelo feito foi justamente o próprio Roberto e ambas descontraídas (começaram a rir) continuou a conversa dizendo que ambas tinham algo em comum, pois foram iniciadas no sexo pelo o mesmo vizinho (Roberto).
Depois da confidencia feita pela Sueli a minha prima mudou completamente de atitude e voltou a brincar nas noites juntamente com toda galera.
A Solange já tinha uma certa amizade com a Sueli, mas depois da revelação ficou ainda mais próxima e quando tinha oportunidade sempre procurava ficar conversando com a Sueli, principalmente quando parávamos de brincar. Elas sempre ficavam sentadas no muro do amplo quintal da casa da avó da Sueli e o assunto na maioria das vezes era sobre sexo, sendo que começaram a contar uma para a outra como ocorreu a situação com o Roberto.
Eu na época com 10 anos sempre ao lado delas ouvindo tudo e o melhor elas não tinham receio, pois sempre diziam que eu era apenas uma criança e também não contaria nada para ninguém (realmente eu era muito novo, mas já entendia o que estavam falando e até mesmo já havia presenciado quando a Solange ficou com o Roberto).
Logo depois, uma noite daquelas a Sueli não estava brincando e a Solange estava na brincadeira de esconde-esconde com a criançada e os marmanjos, foi então que ela foi se esconder no fundo do quintal da nossa avó, sendo que no lugar na época existia muita vegetação, logo observei que o Robson um vizinho de minha avó que tinha 17 anos do qual sempre brincava com a galera (era aquele que o Roberto contou sobre a Solange) foi se esconder com ela e de longe, vi quando ele se aproximou da minha prima e logo ficou atrás dela segurando na cintura e roçando na bunda dela e ela como se estivesse gostando nada fez e ainda empinava a sua maravilhosa bunda; estavam ali em movimentos frenéticos (imaginam eles estavam no quintal e poderiam ser surpreendidos) e excitados, até que o nosso tio Edu que também estava brincando (na época ele tinha 18 anos) flagrou a Solange ali, no quintal sendo encoxada por cima da calça que usava. Foi então que também ele quis participar, dizendo: se ela não deixasse contaria tudo para a sua mãe (cunhada dele) e ela sem reação passou a deixar os dois marmanjos ficarem ali variando entre eles, passadas de mão, encoxadas e também faziam com que ela pegasse no pau deles por cima da calça.
Percebi assim, que ela gostava da situação, pois toda vez que ela se escondia sempre um ou outro dos marmanjos em ocasiões até mesmo os dois estavam juntos e isso ocorreu por várias vezes naquela noite e em muitas outras.
Darei continuidade em outra oportunidade, pois a Sueli passou a participar das brincadeiras picantes.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...

Por ,

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Kadu

    Adoro iniciação e já iniciei algumas rs [email protected]

  2. Tarado por noivinhas

    Hum adorei continue