Enrabando a irmã

24-04-17 Por 7 ★ 4.00

Tenho 26 anos, moro em Floripa, tenho uma empresa de segurança eletrônica, moro sozinho desde que minha mãe faleceu a 2 anos atrás, meu pai mora na Serra Gaucha desde que se separou de minha mãe a 14 anos, tenho uma irmã por parte de pai com 13 anos.
Tudo aconteceu nesse verão, quando meu pai veio com a minha madrasta e minha irmã passar a temporada de férias no meu apto, minha irmã é lindinha, mas já havia passado uma semana que eles estavam em minha casa e eu não a via como mulher; tudo mudou quando comecei a notar que meu PC que ficava no meu quarto vivia com histórico de acesso a sites pornográficos, de início imaginei que seria meu pais, os dias foram passando e a cada dia notava que as pesquisas eram mais frequente por sites de videos de anal, um determinado dia meus pais foram para o centro e eu tive a idéia de instalar um app para câmera ligar quando alguém ligasse o computador, para minha surpresa, menos de 25 minutos depois que eu sai de casa veio mensagem de que o Pc havia sido ligado, logo vi o rosto de minha irmã, notei que ela estava de biquini, entendi então que ela estava na praia e não havia ido com meus pais para o centro de Floripa, logo comecei a notar a mudança de semblante dela, pouco tempo depois ela começou a passar a mão por cima do biquini e acariciar os seios, logo vi ela puxando o biquini pra baixo e apertando os biquinhos, logo a mão dela desceu e pude admirar a beleza daqueles peitinhos, não pude evitar de ficar com o pau duro, notava ela se contorcendo, mas não conseguia ver o que ela estava fazendo, tive que ir ao banheiro do escritório e tocar uma pensando na cena.
Naquela noite, assim que cheguei em casa, não conseguia enxergar minha irmã como menina, só me vinha na cabeça aquela cena gostosa que eu tinha visto e imaginava o que teria mais por baixo daquela roupa, não sei se ela notou, mas sei que ela me olhava diferente e me evitava. Demorei a dormir, fiquei pensando que tinha que dar um jeito de ver ela peladinha ou até de comer ela.
No outro dia cedo fui até a empresa, de lá fui a loja onde compro equipamentos de video, comprei duas microcâmeras e voltei pra casa, chegando lá só estavam meu pai e minha madrasta, cumprimentei eles e eles disseram que minha irmã estava na praia, disse que tinha que fazer um serviço no meu quarto e não podia ser interrompido, fui instalar as cam, tive a idéia de instalar uma por baixo da bancada onde estava o pc e a outra instalei em cima do guarda roupa onde via meu quarto quase inteiro principalmente a tela do pc, antes do almoço já havia terminado de instalar e configurar tudo. almocei e fui pra empresa, pouco depois das 14 h, como de costume meu pai possivelmente já tinha saído pra dar a volta rotineira deles pela praia, quando veio a msg de que meu pc havia sido ligado, acessei as câmeras e pude ver minha irmã de todos os angulos, logo ela começou a assistir videos, não tinha uma visualização boa o suficiente para ver o que ela estava assistindo, mas dava pra notar que a garota no video chupava o pau do cara e depois sentou no pau dele, logo vi que minha irmã novamente estava com os biquinhos pra fora e apertando eles, logo vi que ela estava descendo com a mão, pela cam debaixo da bancada vi a hora que a mão dela entrou por dentro da calcinha do biquini, nessa hora eu ja estava com o pau duro e tocando uma, logo ela puxou a calcinha de lado, eu via claramente que ela estava acariciando a bucetinha com uma mão, mas notei que tinha dedo demais pra uma mão, logo notei que a outra mão estava por baixo do bumbum dela e pude perceber que ela estava enfiando um dedinho no cuzinho, nossa fiquei maluco com aquilo, em outro pc abri a cam e via a carinha dela de tesão, logo percebi que ela estava tentando enfiar dois dedinhos na bundinha, logo vi que havia entrado o segundo dedinho, porem ela se levantou da cadeira virou a cadeira e se apoiou no encosto da cadeira quase de 4, tive então que mudar de cam pra ter uma visão melhor, porem infelizmente a cam não tinha uma resolução que pudesse aproximar e ver detalhes, nesse momento recebi uma ligação da recepção e tive que desligar, me recompus e fui atender a um cliente, voltei 45 minutos depois mas ela não estava mais.
naquele fim de tarde fiquei pensando em como poderia fazer pra aproveitar um pouquinho mais da maninha, pensei então em mandar meu pai e madrasta pra day spa, contactei um bem legal no costão do santinho e mandei os dois pra lá no outro dia, fiquei eu e a maninha, logo no café da manhã marquei de ir busca-la pra almoçarmos em um restaurante, como combinado cheguei em casa próximo as 12h, fomos almoçar em um lugar legal, ela tava lindinha, de shorts jeans e blusinha tomara que caia, almoçamos e voltamos pra casa, descansei um pouco e logo despedi dela, sai de carro e fiquei a algumas quadra de casa esperando o momento em que o sistema me avisasse da ligação do pc, 20min depois veio o aviso, conectei as cam e comecei a acompanhar, logo que notei que ela estava relaxada e concentrada, pois sabia que não havia o risco de ninguem aparecer em casa, vi ela tirar toda a roupa e se sentar peladinha, logo vi a bucetinha dela rosadinha e lisinha sorrindo e babando na cadeira, resolvi que éra a hora de voltar pra casa, retornei bem de mansinho pra não assustar ela, entrei pela área de serviço que não tinha bip ao abrir, e fui ao quarto, cheguei de mansinho e pude apreciar aquela cena linda, minha maninha, pele bronzeada, marquinhas de biquini, olhos verdes e cabelos castanhos claros, ali nuazinha, assim que me viu ela ficou super assustada, tentou se cobrir e eu ali conversando com ela como se não tivesse visto nada, até que disse assim, não precisa se cobrir, já vi tudo, até gravei…
-como assim?
– está aqui o video que vou mostrar pro pai, o que vc anda acessando no meu computador.
ela abaixou a cabeça e discretamente cheguei mais perto dela, disse baixinho assim, nossa Stephane, você curte video de anal, eu também adoro.
notei que ela se soltou um pouquinho, mas não olhou pra mim ainda. Perguntei pra ela, você já fez?
– não, respondeu ela.
– mas você tem curiosidade?
notei uma balançadinha de cabeça discreta sinalizando um sim, aproveitei a deixa e disse pra ela, se tem vontade porque não fez ainda?
-ah, você conhece o pai, marca em cima e não me deixa ficar com nenhum garoto…
foi a minha deixa, sentei perto dela que nesse momento já estava sentada na cama tentando se cobrir, peguei nas coxas delas e falei assim, vamos fazer um acordo?
– Que acordo? disse ela;
– não mostro os videos pro papai e em troca…
– O que? em troca o que?
– em troca vc me deixa fazer igual nos videos com você.
ela não respondeu nada, mas vi ela descendo o braço que cobria os seios, falei pra ela, nossa maninha, não imaginava que vc já estava tão gostosinha assim, foi a deixa pra ela tirar a mão da frente do corpo e se escorar pra traz, e me perguntar, você acha mesmo? – claro, ficava doido ao ver vc na cam, logo deitei ela pra tras na cama e abri as pernas dela, fui com minha boca naquela bucetinha gostosinha, quando minha lingua alcançou ela se abriu mais e suspirou fundo, senti ela cada vez mais molhada, chupei com vontade, depois fui até meu armário e peguei um gel com anestésico que já havia comprado nessa ideia, lambusei o dedinho e comecei a enfiar no cuzinho dela, logo comecei a ver que ela rebolava no meu dedo e minha lingua, enfiei 2 dedinhos, e entraram de boa, decidi que era hora de enrabar ela, me deitei e pedi pra ela se agachar em cima do meu pau, ela segurou meu pau e foi descendo, senti o cuzinho dela engolindo meu pau, logo senti que meu pau estava todo encaixado nela, ela começou a rebolar devagarinho, eu fazia ela quicar nomeu pau, logo puxei ela pra mim e dei um beijo na boca dela, logo ela retribuiu, pedi pra ela ficar na posição que eu tinha visto, escorada no encosto da cadeira, na verdade de 4, lambusei novamente o cuzinho dela com gel, e voltei a meter, dizia, isso maninha, dá o cuzinho ra mim, ela gemia e respondia, come maninho, não aguentei muito tempo e gozei no cuzinho dela, fomos tomar banho, depois fiz ela fazer um boquete pra mim e voltei ao trabalho no escritório.
No outro dia logo a tarde, notei que era hora dos meus pais sairem pra dar a sua volta, fui correndo pra casa, chegando lá ela estava no meu quarto, já cheguei e pedi, dá pra mim, ela ja foi tirando a roupa, arrancou minha calça e cueca e caiu de boca, virei ela na cama e fizemos um 69, logo já estava enfiando o dedinho no cuzinho dela, mas dessa vez na seca sem gel, logo ela estava gemendo e eu com dois dedinhos no cuzinho dela, coloquei ela de 4 na cama e fui enfiando, meti rapidinho pois não sabia o horario que meu pai voltava, logo enchi o cuzinho dela de porra.
no outro dia logo cedo, deixei um recado pra ela do lado do teclado, no meu quarto a noite.
notei nela um alvoroço pra ir dormir, ela impaciente que meu pai não ia pra cama, ele estava na sacada bebendo com a mãe dela.
logo fui deitar, pouco tempo depois notei ela mechando em mim, fiz que estava dormindo, logo vi ela se deitando de costas pra mim, encaixando meupau no cuzinho dela, e ai comecei a meter como se estivesse dormindo, depois disso no restante do tempo que ficaram em minha casa, todas noites ela vinha pra minha cama, pegava meu pau e encaixava no seu cuzinho.
Não vejo a hora de encontrar ocm ela novamente.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 1 votos)

Por

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Come a bucetinha dela também! Certeza que ela tá louca pra levar lá também

  2. Putinha.Carioca

    Que delicia de conto!

  3. João Paulo

    Sou de Itapema.Adorei seu conto sua maninha agora deve está com o cuzinho todo esfolado…meu e-mail:[email protected]

  4. safadao

    sou de floripa adorei conto me chama no mail [email protected]

  5. Dylon

    que delicia de conto, tomara que vcs tenham mais aventuras

  6. Alvaro

    Muito bom

  7. Tarado por noivinhas

    Que delicia