Eu, Minha secretária e o Esposo Dela

O que passo a relatar não tem nada de extraordinário e é mais comum do que muita gente imagina, ás vezes acontece na rua em que você mora ou até mesmo em sua casa.
Sou casada, sou loira, tenho 40 anos, me chama Márcia tenho uma filha que estuda na capital e só vem pra casa de 15 em 15 dias, o meu marido é médico e eu dona de casa, Mariana é nossa secretária do lar, ela é uma morena alta, muito simpática e linda, Mariana tem 22 anos é casada, mas não tem filhos, mora só com o Jonathan seu marido que tem 25 anos e trabalha em um supermercado, rapaz loiro, malhado e muito bonito.
Quando a Mariana começou a trabalhar na nossa casa, eu confesso que fiquei morrendo de ciúmes do meu marido, pois ela é daquelas mulheres que por onde passa atrai olhares e expressões masculinas dos mais exaltados como: “Gostosa, bicha boa da porra” e por aí vai.
Depois de 17 anos de casamento, o meu marido não é mais tão carinhoso e muitas vezes eu desconfio que ele tenha outra, pela frieza que me trata, um dia ele estava no banho quando o celular dele tocou, então atendi e ninguém falou e ligeiramente desligou, eu anotei o número, exclui a chamada e nada comentei, quando ele saiu do banho pegou ás coisas dele e falou que estaria de plantão e que só voltaria no dia seguinte, eu fiquei muito triste como já se era frequente.
A Mariana sempre me dava forças e falava que eu era uma mulher linda e que não devia guardar tanta tristeza, eu falava que ela via a vida que eu levava e que não tinha como não se entristecer, então fiz um pedido para Mariana, que bem mais tarde quando ela estivesse em casa, ligasse para o hospital para saber se o meu marido realmente estaria de plantão, uma vez que poderiam reconhecer a minha voz caso eu mesma ligasse. Mariana então me respondeu:
– Eu gosto muito da senhora e faço o que a senhora me pedir, mas pra que a senhora quer saber se ele está ou não no hospital? Se ele estiver tudo bem, se ele não estiver, e dai? Se ele preferiu passar a noite em outro lugar é porque a senhora não mais o desperta, então porque a senhora não vive a sua vida, não relaxa, e não viva mais tranquila?
Eu então respondi que não desejaria me separar, então a Mariana falou:
– Quem falou em separação foi à senhora, eu falei em a senhora viver a sua vida, coisa que a senhora já renunciou faz tempo!
Então ela continuou e me assustou:
– Dona Márcia a senhora é uma mulher linda e que desperta desejos, volte a sentir emoções, sentir aquele friozinho na barriga, volte a ser mulher.
Eu então falei que há muito tempo que não desperto mais a atenção dos homens e que desde que casei vivi exclusivamente para minha casa e minha família.
Mariana chegou bem perto de mim e falou:
– A senhora desperta os meus desejos.
Eu fiquei parada sem reação alguma, então ela me desejou boa noite e foi embora. Eu fiquei imaginando coisas malucas, coisas que eu jamais havia imaginado, confesso que não dormi direito e a angustia do meu marido não está em casa diminuiu muito.
No dia seguinte quando levantei a Mariana já havia preparado o café da manhã, eu então dei bom dia e perguntei se o meu marido ainda não havia chegado, ela falou que não, mas que com certeza ele já estaria chegando, então foi pra cozinha. Eu estava começando a tomar o meu café quando o meu marido chegou e logo sentou a mesa falando que o plantão foi puxado e que estava faminto, depois foi dormir.
Foi então que fui até a cozinha e perguntei para a Mariana se ela havia ligado para o hospital, ela então falou que não, pois não via motivos e mais uma vez saiu.
Após o almoço o meu marido saiu para trabalhar e eu subi para dormir um pouco, virava para um lado e para o outro, mas não conseguia adormecer, por volta das 16h00 sai do quarto e não encontrei a Mariana, então fui até o quarto dela, ela não dome no serviço, mas tem um quarto de apoio, bati a porta e a chamei, ela falou que eu poderia entrar.
Eu então entrei e perguntei:
– Mariana porque você me falou que não viu motivos para ligar e saber se o meu marido estava de plantão?
Ela então respondeu:
– Dona Márcia se ele não estivesse de plantão, como a senhora iria reagir? Caso ele não estivesse à senhora ficaria feliz?
Então eu respondi que claro que não ficaria feliz, mas teria uma certeza!
Ela então falou:
– Que certeza? Pois a senhora só ia deduzir, podendo está certa ou não, então eu não liguei para não lhe ver triste.
Então a Mariana respondeu e foi saindo, então eu perguntei se ela estava me evitando, pois toda vez que eu falava com ela, ela respondia e saia.
Então ela me respondeu e foi ainda mais ousada:
– Eu já disse que gosto muito da senhora e que a senhora mexe comigo, não por que iria lhe evitar? Estou saindo do quarto, pois vou tomar um banho para ir embora.
Quando ela foi passando por mim eu segurei no braço dela e falei:
– Menina você deve está louca, eu sou uma coroa e você é uma gatinha, você e eu somos casadas e somos mulheres, você está ficando louca?
Ela então pegou minha mão, soltou do braço dela e falou:
– Eu sou casada, a senhora é casada, somos mulheres, e eu sou sim mais jovem, mas é a senhora quem me causa desejos, o que eu posso fazer?
Então eu com a voz forte perguntei se o marido dela sabia dessa fantasia dela por mim? E ela respondeu:
– O seu marido sabe que a senhora está pensando em mim? Que a senhora está desejando tirar minha roupa e me ver nua? E que a senhora ainda não fez amor comigo por medo? Se a resposta for Não, então porque o meu marido tem que saber? Então se a senhora me dê licença eu vou tomar banho e vou deixar a porta do banheiro aberta.
Eu fiquei no quarto sem saber o que fazer, sem ter um só pensamento na mente, fui bem devagar e parei enfrente a porta do banheiro escutando o barulho da água, dai escutei quando a água parou de cair e em pouco tempo a porta se abriu, Mariana me olhou e falou:
A senhora realmente adora perder tempo!
Deu-me um beijo na boca tipo selinho, eu continuei parada e ela foi embora.
A noite o meu marido veio me cheirando e fizemos amor, mas antes, durante e depois da relação, a Mariana não me saia do pensamento, no outro dia logo sedo eu saiu com o meu marido e ele me deixou no supermercado e foi trabalhar, estava fazendo ás compras quando encontrei o marido da Mariana, ele veio me cumprimentar perguntando se eu estava bem, eu falei que sim então ele falou:
– A Mariana fala sempre na senhora e diz que lhe acha linda, e eu concordo com ela a senhora é de chamar a atenção.
Eu agradeci e falei que precisava ir, nos despedimos e ele pediu para eu dá um beijo na Mariana por ele.
Quando cheguei em casa a Mariana me perguntou se eu queria almoçar, mas eu respondi que estava sem fome, pois havia lanchado e falei para ela ir almoçar, pois o meu marido almoçaria fora, então ela falou que ia me ajudar a guardar ás compras primeiro, foi então que eu falei que havia encontrado o Jonathan e que ele havia mandado um beijo pra ela.
Guardamos ás compras e eu falei que iria ao meu quarto tomar um banho, então a Mariana me perguntou:
– E o beijo?
– Que beijo?
– A senhora falou que o Jonathan lhe pediu para me dá um beijo por ele, não vai dá?
Eu então falei:
– Mariana você é uma mulher linda, pare com isso para que a gente não faça o que não devemos fazer.
Quando fui saindo ela me perguntou se eu iria tomar banho agora e eu respondi que sim, então ela falou:
– Deixe a porta do banheiro aberta!
Eu não respondi nada e fui ao meu quarto, não pensei em nada que pudesse acontecer, tirei minha roupa e entrei no banheiro, mas não fechei de chave, estava tomando o banho bem quente quando ouvi o que eu já esperava a porta do banheiro se abrindo, depois o Box e para minha surpresa a Mariana estava nua em pelo. Morena linda, seios perfeitos, bucetinha com poucos pelos, ela entrou embaixo do chuveiro e começamos a nos beijar.
Transamos até a hora de ela ir embora, ela me fez gozamos várias vezes, desse dia em diante todas ás tardes ás nossas transas são indispensáveis, a minha relação do o meu marido melhorou muito, pois parei de pegar no pé dele, um vez após a transa ainda nuas e deitadas eu falei para Mariana:
– Você já imaginou se os nossos maridos sonham uma coisa dessa? Rissss
Ela então respondeu:
– O seu marido não pode nem se quer desconfiar, em relação ao meu, ele adora me comer com eu falando como são ás nossas transas.
Eu então dei um pulo da cama e perguntei se ela era louca, se o Jonathan realmente sabia das nossas transas?
Ela falou que sim e falou:
– O Jonathan adora me comer me chamando de dona Márcia, ele fode a minha bucetinha imaginando que estava comendo a sua.
Eu falei que não acreditava nisso e perguntei se ela não sentia ciúmes.
– Ao contrário dona Márcia, isso me dá muito tesão e pra lhe falar a verdade, eu adoraria ver o Jonathan trepando com a senhora.
Então eu assustada fale que ela era louca mesmo! Então ela falou:
– Dona Márcia, toda terça é a folga do Jonathan, deixa ele vim aqui na terça á tarde?
– Mariana e o que o seu marido viria fazer aqui?
– Ás nossas transas são gostosas, imagine se tivesse uma pica entre nós duas?
Hoje, exatamente hoje dia 07/03 Está fazendo um ano que transamos. Apesar de eu ter uma condição financeira boa, eles jamais me pediram um real se quer, e a Mariana continua cumprindo ás suas obrigações como se nada acontecesse entre a gente.
Hoje posso afirmar que estou muito feliz com o meu casamento e muito satisfeita em relação ao sexo.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,25 de 4 votos)
Loading...