Casada Viajou e deu pro ex-Namorado

21-02-17 0 ★ 0.00

A única coisa nesse conto que não é verdade é o meu nome e o nome do meu ex-namorado, pois tenho medo que o meu marido leia a minha história.
Tenho 40 anos, sou casada e tenho dois filhos, atualmente moro na grande São Paulo, tenho dois filhos e um marido extremamente ciumento, a minha família é de um Estado do Nordeste.
Quando era mais jovem e morava com meus pais, namorei um rapaz por quem fui muito apaixonada, talvez o meu único amor, porem por ser muito nova e morando em cidade pequena, nunca transamos.
Meus pais decidiram vim morar aqui em São Paulo, e aquele grande amor ficou para trás, mas nunca saiu dos meus pensamentos, então foi quando conheci um rapaz e começamos a namorar, meus pais voltaram para o Estado de origem e eu fui morar com esse namorado com quem hoje sou casada.
Meu marido me sufoca muito com o seu ciúme, implica com roupa que visto não me deixa sair sozinha, e morre de ciúmes desse meu ex-namorado, uma vez que foi o único que tive, quando viajamos para visitar os meus pais, o meu marido não me deixa sair sozinha “Pra variar”, com medo que por acaso eu encontre esse ex-namorado, o tempo foi passando e eu passei a ter um pouco mais de liberdade, quando os meus filhos foram crescendo e o meu marido me deixou sair sem ele, mas na companhia dos filhos.
Porém o que eu nunca imaginei estava prestes de acontecer, pela primeira vez eu viajei para visitar os meus pais sem o meu marido, fui apenas com os meus dois filhos para passar “Oito” dias.
O meu marido mesmo sem ter viajado, não me deixava respirar e ligava para o telefone fixo de hora em hora, ligava para o celular da nossa filha e perguntava onde eu estava ou se eu havia saído.
No quinto dia, eu estava com minha irmã em frente a casa dos meus pais quando o meu ex passou me comendo com os olhos com o carro já parando, confesso que fiquei sem jeito, o coração disparou e eu gelei, quando ele passou a minha irmã que não é lá muito santinha, falou:
– Poxa “Fátima” não sei qual dos dois ficou mais nervoso!
Eu não respondi nada.
No outro dia essa minha irmã foi ao mercadinho e quando voltou foi logo me falando:
– Adivinha quem eu encontrei e me perguntou de você?
Eu já imaginando fiquei calada, então ela continuou:
– O seu ex amor, ele me perguntou quando você havia chegado e perguntou por seu marido, eu falei que dessa vez “Fulano” não veio.
Eu ficava cada vez mais apreensiva, faltando dois dias para eu voltar para São Paulo, acordei cedo e enquanto os meus filhos ainda estavam dormindo, eu fui com minha irmã a padaria, quando já estávamos voltando um carro prata com os vidro escuro começou a vim ao nosso lado, eu logo imaginei que fosse um paquera dessa minha irmã, afinal ela é separada e sempre foi de “namorar” muitos.
Foi quando baixaram o vidro e pra minha surpresa era o meu ex, eu fiquei parada sem saber o que falar então ele falou:
– Bom dia! Está intrigada de mim é?
Eu falei:
– Claro que não, só não imaginava que fosse você!
Ele sem cerimonia falou:
– Entra aqui, vamos conversar um pouco!
Eu automaticamente falei:
– Claro que não! Eu sou casada.
– Não vamos fazer nada, apenas conversar, o vidro é escuro, ninguém vai nos ver!
Minha irmã como se estivesse premeditado falou:
– Vai “Fátima” deixa de frescura e entra logo, aproveita que o teu marido não está aqui e vai conversar com o amor da tua vida, eu dou café aos meninos.
Ele abriu a porta do carro e eu sem reação, minha irmã me empurrou, eu entrei e saímos.
Ele parou o carro bem próximo a um motel, não falou nada e veio me beijar, não sei o que aconteceu comigo, nos beijamos e ele chupou meus seios, colocou o pau pra fora e eu chupei ali mesmo, depois ele ligou o carro e sem falar nada, entrou no motel, transamos muito e eu me esqueci do mundo, afinal estava com o grande amor da minha vida, depois ele me deixou na sua pro trás da minha casa e foi embora.
Quando cheguei em casa os meus filhos estavam jogando videogame e minha irmã perguntou o que havia acontecido, eu falei que não sabia de nada e que naquele momento não estava querendo falar sobre o assunto, ela apenas sorriu e falou:
– O marido segurou, segurou e na primeira vez que a esposa viajou sozinha comeram ela!
Eu em uma forma de confirmação sorri e falei:
– Posso tomar um banho agora?
Ela muito safada falou:
– Já vai tirar á “Gala” do amante? Risssss
Eu comecei a rir e falei:
– Então vou tomar café e só vou tomar banho à noite quando for dormir, tá bom assim?
– Agora sim, você vai passar o dia cheirando ao seu macho! Rissss
Então eu falei:
– Menina bem que ás pessoas fala que você é bem safada!
Ela respondeu:
– Fui fiel quando estava casada, depois da separação resolvi experimentar outras e não parei mais, e você depois de ter experimentado outra, vai parar?
Eu então falei:
– O que eu sei é que nascer, viver e morrer conhecendo apenas um homem, ninguém merece isso, e eu adorei está no motel com outro, agora me diz, quantos tu já tivesse?
– Muitos, eu já pequei pau grande, pequeno, já peguei muitos bom de cama, eu jamais ficaria apenas com um e não aguento passar 15 dias sem trepar, se você vier sozinha outras vezes, vamos sair juntas.
Essa foi a primeira vez que trai o meu marido, e sinceramente se voltar a visitar os meus pais sem o meu marido, não sei se vou me segurar, ou melhor: “Não quero me segurar”!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos