tana- recuperação na escola

23-01-17 10 ★ 4.00

Continuação de Tana- 12 anos… boquinha de veludo

Era uma sexta feira, tana estava no colégio no último horário na aula de inglês. A professora anunciou:

Porfª: – hoje é o nosso último dia letivo, quem não tiver pegado recuperação vai ser liberado hoje, quem tiver pegado vai ter ainda uma semana de recuperação e na sexta será aplicada a prova final no valor de 100 pontos, sendo que para ser aprovado tem que obter 60 pontos. Eu vou devolver suas provas e em seguida vocês estão liberados. Pra quem passou direto, boas férias! E para os demais, vejo vocês semana que vem.

A professora começou a distribuir as provas, tana estava ansiosa, a prova valia 15 e ela precisava de 10 pontos para passar em inglês. Quando a professora entregou sua prova, se decepcionou: nota 7. Esperou a professora acabar de entregar as provas e foi conversar com ela.

Tana: -…mas professora, são só 3 pontos, eu vou ficar de recuperação por causa disso? Não tem como você me dar esses pontos?
Profª: – infelizmente não tana, o diretor está de cima da gente em relação a isso. Mas tenho certeza que se você se esforçar, você vai conseguir.

Tana foi embora muito mal, não suportava a ideia de ter que sair da escola e ir p outra… conhecer gente nova…

O filho do Geraldo havia nascido. Quando foi no domingo tana viu os meninos descendo a rua, amanda de short e um biquíni na parte de cima.

Tana- onde vocês vão?
Amanda- na casa do Geraldo. A gente vai nadar.
Tana- será que ele deixa eu ir também?
Eles desceram e bateram no portão.
O Geraldo abriu.
Geraldo- … sua mãe num vai vir não?
Amanda- vai, ela disse que daqui a pouco vem.
Geraldo- atah, pode entrar então…
Tana- eu também posso nadar.
Geraldo- pode uai- falou sem dar atenção a tana e entrou.
Amanda- vai la colocar seu biquíni
Tana: – vamos la comigo
Amanda: minha mãe não deixa. Vai lá te espero aqui no portão.

Tana foi correndo em casa, revirou suas coisas procurando o biquíni e com muito custo achou e vestiu. A última vez que usou o biquíni tinha 8 anos, agora com 12 o biquíni estava pequeno nela, na parte da frente ficou tão marcado que formava o formato certinho da sua xaninha e na parte de trás o biquíni sumiu na sua bunda que era grande demais. Depois disso vestiu a roupa por cima e foi p casa do geraldo.

Na casa estava o Geraldo, afonso e Paulo, tana ainda não viu aline esposa de Geraldo e nem o seu filho recém-nascido. Os meninos nadavam na piscina que tinha no terreiro, e os três homens tomavam cerveja e colocavam carne na churrasqueira. Quando tana ia pegar algum pedaço de carne os três ficavam olhando de relance p bunda da garota. Talvez não dava p evitar, chamava muita atenção.

Passou um tempo, os três homens estavam na sala da casa, a campainha tocou, Geraldo apareceu na beira da piscina e avisou à amanda que sua mãe estava chamando. Tana que estava tomando sol, resolveu entrar. Sentou na sala e ficou assistindo tv enquanto os três amigos conversavam. Não demorou muito e o afonso entrou em outro assunto.

Afonso: -… mas eu tô falando, essas meninas de hoje num brincam mais de boneca não, tão é fazendo marmanjo gozar…
Eles agora pareciam conversar sobre isso com mais liberdade.
Paulo: – tipo assim, eu acho errado é os cara pegar uma menina ai que não tem nem corpo e querer fazer as coisas, mas agora tem muita menina novinha aí que já tem peito e bunda, que já dá tesão cara.
Geraldo: – por esse lado eu concordo, tem menina que já chama atenção.
Afonso: – igual aqui ó- e fez sinal com a cabeça indicando a tana- tem 12 anos, mas olha o tamanho do rabo dessa menina. Por um lado eu entendi a cabeça do lucas.

O Paulo aproveitou a oportunidade para se gabar
Paulo- eu também entendo…. ela também bateu um boquete p mim.
tana ficou com vergonha, não do Paulo nem do afonso, mas sim do Geraldo, pois era seu professor e era um homem de respeito p ela. Mas fingiu não estar escutando a conversa e continuou assistindo tv.
Geraldo: ah cê ta zoando
Afonso: sério mesmo?
Paulo: – ah véi, num resisti não.
Geraldo: – como foi isso?

Paulo: – ela tava brincando la em casa. Tomei meu banho e fui p meu quarto, aí eu to lá peladão, ela entra no quarto e fica olhando p meu pau. Meu fi o gigante endureceu e eu coloquei ela p mamar. Sem dó.
O filho da mãe ainda conta mentira p piorar a situação de tana.
Afonso: – mas tá certo, tem que fazer isso mesmo. Se não faz vem um outro marmanjo vai lá e faz.
Paulo: – véi, a menina engoliu meu pau todo
Geraldo: – você deve ter pau pequeno p carai também né Paulo kkkkkk.

Afonso também riu.
Paulo: – o dó de você, aqui é negão sô.
Afonso: – e você num comeu não?
Paulo: não, fiquei cismado, ela é muito nova, num aguenta não.
Afonso: aguenta, olha o tamanho… quer ver… o tana vem cá.
Tana levanto e foi até os três. O afonso virou ela de costas p eles.

Afonso: – olha o tamanho do rabo dessa menina
Ele fez isso na tora, num tava nem ai p tana.
Com as duas mãos abriu a bunda de tana
Afonso: olha isso
Geraldo: – num faz isso não, a aline ta de resguardo, não to podendo nem ver cú escrito na parede.
Paulo: – gostosinha de mais

O três passaram a mão na bunda dela, iriam tirar o biquíni dela se a campainha não tivesse tocado.

Marli e amanda vinham trazendo um presente p o neném do Geraldo.
Tana saiu p terreiro. Não demorou muito p marli ir até ela.
Marli: – tana! Esse biquíni tá muito pequeno p você
Tana: – eu só tenho ele
Marli: – eu vou te dar um de presente ta bom? Porque esse aí ta muito pequeno.

No dia seguinte iniciou as aulas de recuperação. Por mais que tana se esforçava, não fixava nada em sua cabeça. Os dias se passavam e seu desespero só aumentava.

Quando foi na sexta, tana foi p escola. Todos sentados apenas com materiais p escrever. A prova foi entregue, no caso de tana duas provas (matemática e inglês). Ela deu uma olhada em toda a prova e pensou “ tô fudida”. Depois de uns 15 minutos de prova a professora abaixou na carteira de tana
Profª: o diretor pediu p você comparecer lá na sala dele.

Tana saiu de sala, a escola estava deserta, parou na porta escrito DIRETORIA e bateu.
“Pode entrar.”
Tana entrou, fechou a porta e se sentou.
Geraldo: – então tana, o que ta achando da prova? Você acha que consegue?
Tana: – tá muito difícil professor, se eu não conseguir vai ter outra chance?
Geraldo: – não, não… mas…

E se levantou. Estava de sapato social, calça social, uma camisa social e um relógio no pulso. Caminhou devagar pela sala.
Geraldo: – mas as vezes seu talento não é p estudo… fiquei sabendo que você chupa muito bem..

Ele trancou a porta, depois voltou e parou em pé ao lado de tana.
Geraldo: é verdade?
A garota olhou p lado, na calça do professor tinha um volume enorme apontando p esquerda.
Tana: – ah… acho que sim
Geraldo: – então eu vou te dar uma chance.
Tana animou
Geraldo: – você me chupa e se eu gostar, você passa de ano.
Tana: – sério? Só te chupar e eu passo? Então tá

Ela estava com o cabelo preso em um rabo de cavalo, a blusa e a bermuda da escola e de tênis.
O professor desabotoou a calça, abriu o zíper e tirou o pau p fora. Era branco, grosso com uma cabeçona rosada. Ele deu um passo p frente fazendo com que seu pau cutucasse a bochecha de tana. Logo a garota pegou o pau do professor e começou a chupar.

Ele teria que gostar, então ela deu seu melhor, fazia tudo o que fez com o Paulo…. chupava as bolas… passava a língua… fazia garganta profunda….
Geraldo: – enquanto as meninas de 12 anos mal sabem beijar, você já chupa igual puta.
O professor estava em pé parado com a rola dura e tana sentada na cadeira mamando igual um bezerrinho.

Então ele a pegou pelo braço e a colocou de pé, virou ela de frente p mesa, abaixou a bermuda com a calcinha de tana até no joelho. Depois forçou ela a abaixar, encostou a barriga e a cabeça dela na mesa, e ela ficou com a bunda empinada p ele.
Ele admirou por um segundo aquele bundão branco, depois abriu a bunda dela e ficou olhando o seu cuzinho.

Geraldo: – pode ser que na sua bucetinha, você ainda não aguenta. Mas aqui você vai ter que aguentar.
Ele cuspiu em seus dedos e passou o cuspi na cabeça do pau. Cuspiu no dedo de novo e passou no cu de tana.
Pincelou com o pau no cuzinho dela primeiro e depois começou a enfiar.
Tana: – ai professor, ta doendo
Geraldo: – vai ser uma dor só
E então deu uma bombada que entrou tudo de uma vez.

Tana: – AAAAAAIIIIIIII
Ela gritou… O professou tampou a boca dela…
Geraldo: – você é doida? Quer que alguém escute a gente?
Não meteu, ficou esperando ela se acostumar.
Depois começou a meter com calma… tirando e enfiando…depois começou a acelerar..
Geraldo: – num é todo dia que se tem uma putinha nessa escola não… tem que aproveitar

“ahh isso delicia…. que cuzinho apertadinho….
Ele fudia ela com prazer. Ela já não sentia dor, mas também não tinha prazer…
Ele segurava ela pela cintura e metia….TÁÁ… um tapão na bunda dela….TÁÁ…
Na medida em que ia metendo, aproximou sua cabeça na de tana e começou a falar baixinho…
“ eu te dei oportunidade de estudo, mas não tem jeito…. AHHH…. quando a mulher nasce p ser vagabunda começa cedo…. com 12 anos já é boqueteira profissional…. o lucas foi xingado…. AHH QUE DELICÍA…. mas a culpada é você…. enquanto as garotinha da sua idade estão estudando, preocupada com a nota que vão mostrar pros pais… você ta aqui, dando o cuzinho p seu professor p pode passar de ano….sua puta
“ahh eu vou gozar….”

E desacelerou… começou a gozar dentro do rabo dela… tana sentia a pulsação do pau dele enchendo seu cuzinho de porra…ficou ali por um minuto sem tirar….. e depois tirou bem devagar observando o buraco que seu pau fez. Em seguida sua porra que estava dentro de tana começou a escorrer pelo cuzinho dela.

Ele guardou o pau e fechou a calça.
Geraldo: – muito bem! Agora volta p sala e termina a prova
Tana: mas você diss…
Geraldo: termina a prova, você já passou de ano… pode ir

Ela puxou a calcinha e depois puxou a bermuda, se despediu do diretor e voltou p sala ainda com o cuzinho pulsando e terminou a prova.

Quando o resultado saiu: APROVADA!!

Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 3 votos)

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. demir

    cara adoro esse conto sempre leio ele .agora so falta a continuacao faz tempo que foi escrito o ultimo cade a continuacao.

  2. El_Macho

    Q delicia de conto, espero ansioso a continuação…

  3. Aline

    Esse é diferente, eu gostei

  4. Jessica

    adorei esse conto!!

  5. Mell Silva

    Escrevi a continuação pra saber com quem a Tana perdeu o cabacinho

  6. Anônimo

    cadê o restante não pode para

  7. Erick

    Que tesão. Faz a continuação.

    • Mell Silva

      Que conto gostoso faz a continuação com quem a Tanto perdeu o cartão

  8. Arzer

    a pessoa que escreveu esses contos tem o dom pra putaria ! continua logo

  9. Gozei

    Gostei muito do conto, espero continuação