Rayanne, 9 anos

Eu não conhecia este site, e confesso que já estou viciado em ler alguns relatos.
Noto que alguns de fato são reais e outros frutos apenas da imaginação fértil das pessoas.
Vou me apresentar:
Meu nome é Fernando, tenho 38 anos, moro em São Paulo (Zona Oeste). Sou dentista. Separado há quase um ano.
Após muitos anos trabalhando sem férias, resolvi ficar 20 dias sem trabalhar.
Pensei em viajar, mas por ser separado e estava sem namorada, resolvi ficar em SP e colocar algumas coisas em ordem na minha casa.
No dia 19/12/2016 (uma terça feira) eu fui até um hiper mercado para fazer compras.
Ao andar nos corredores, observei que uma menina estava me seguindo. Onde eu ia, a menina vinha logo atrás. Fiquei observando e vi ali uma menina vestindo saia bem curta e uma camiseta e usava chinelos. Parecia mais uma menina de rua.
Parei e chamei ela para conversar:
– Menina, você está me seguindo… quer alguma coisa ?
– Eu não senhor…
– Mas se você quiser alguma coisa, pode pedir que eu compro para você
– Ahhh senhor, então eu quero sim
– O que você quer ?
– O senhor pode comprar um miojo ?
– Posso sim, você sabe onde tem miojo ?
– É lá no final daquele corredor.
– Vamos fazer assim, você me ajuda e eu compro o que você quiser
Falei e já fui andando empurrando meu carrinho.
Fui pegando produtos de limpeza, bebidas, e comidas.
Passando no corredor dos doces eu peguei uma caixa de bombons e perguntei se ela queria, ela só balançou a cabeça que sim.
Peguei outras coisas para ela, inclusive o miojo.
Pedi para ela esperar na saída do mercado, que eu iria pagar as compras.
Ao sair fui ao encontro dela e perguntei:
– Garota, qual seu nome ?
– Rayanne
– Rayanne, suas coisas estão nestas sacolas
– Obrigado
– Mas vou fazer uma proposta para você… eu moro aqui perto, você não pode me ajudar a ir lá em casa e guardar as compras ?
– Ahh não sei tio…
– Eu pago para você me ajudar
– Quanto o senhor paga ?
– Não sei, quanto você quer ?
– É pra fazer o quê tio ?
– Me ajudar a guardas as compras, e se você aceitar lavar a louça para mim.
– Tá eu vou com o senhor
Abri a porta e ajudei-a á entrar no carro.
Mal podia acreditar… eu estava saindo com uma criança.
Olhei para ela e elogiei a saia que ela estava vestindo (estava escrito frozen na frente). Sentada eu até via parte da calcinha da menina.
Coloquei minha mão na coxa da pequena, e elogiei a beleza dela.
– Rayanne você é linda…
– O senhor também tio
– Você tem namorado ?
– Não
– Que bom, eu quero namorar com você
Notei que ela ficou calada.
Ao chegar no meu condomínio, entrei pela garagem e subimos pelo elevador de serviço. Tem câmeras, mas não me importei com isto.
Entramos e fomos direto à cozinha. Deixei as compras na mesa e peguei na mão dela.
– Rayanne venha conhecer minha casa.
Mostrei a cozinha, a lavanderia, a sala e os quartos. Ao chegar no banheiro eu perguntei:
– Rayanne, aceita tomar banho comigo ?
– Ahh tio eu tenho vergonha
– Vergonha de quê meu amor, só estamos nós dois aqui, ninguém vai saber
Segurando na mão dela eu a puxei para dentro do banheiro, me sentei no vaso e a abracei.
– Rayanne você é linda. Eu já fiz isto com muitas meninas, mas igual a você nunca
Ela retribuiu o abraço.
– Rayanne você já transou ?
– Aiiii tio não sei se falo…
– Já transou né… é normal meu amor, todo mundo transa porque é gostoso, dá tesão. Com quem você transou ?
– Com um menino lá da favela
– Delícia… quantos anos tem este menino ?
– 12
– hummm que bom, e você tem quantos anos ?
– 9
– Já agüenta meu amor. E você só fez com este menino ?
– Fiz com outros meninos também
Nisto eu já estava tirando a camiseta dela. Lisinha, sem nenhum sinal de peitinhos ainda.
Coloquei minha mão por debaixo da saia e toquei sua bocetinha por cima da calcinha.
Fiz com muita calma e carinho. Fui alisando e passando os dedos de cima para baixo e a todo momento elogiando ela.
Rayanne você é muito gostosinha
Levantei a saia e abaixei a calcinha. Iniciei uma siririca e fui brincando.
Até que ouvi:
– Tio, o senhor vai me dar quanto ?
– Quanto você quer ?
– Pra fazer estas coisas, o senhor pode me dar R$ 50,00
– Posso sim. Vou te dar até mais. Depende de você ser boazinha comigo.
Liguei o chuveiro e terminei de tirar a saia dela.
Coloquei ela para tomar banho e fiquei olhando.
Tirei minha roupa e entrei no Box com ela.
Que tesão.
A menina só olhava para meu pau.
– Rayanne você já viu um pinto de adulto ?
– Só vi em filme um grandão assim. Dos meninos o pinto são menor.
Peguei sua mão e coloquei para segurar e pedi:
– Bate uma punheta
Ela fez direitinho, sinal que já tinha feito para alguém
Lavei bem todo o corpinho dela, principalmente a bocetinha e o cuzinho.
Pedi para ela me chupar e fiquei supreso.
Sem falar nada, ela só abriu a boca e começou a chupar.
Que tesão senti.
Mal podia acreditar que aquela criança estava fazendo…
Deixei ela chupar por uns 10 minutos e gozei na boquinha dela, que cuspiu logo que sentiu os primeiros jatos de porra.
Me sequei primeiro e depois enrolei ela com minha toalha.
Levei ela no meu colo para a cama.
Coloquei ela deitada e chupei a pequena bocetinha.
Por incrível que pareça descobri que ela era virgem. Bocetinha pequena, rosinha, fofinha e deliciosa.
Tentei colocar um dedo, e ela reclamou de dor.
– Tio não empurra com força que está doendo..
– Relaxa meu amor
Tentei novamente a colocar um dedo, e ela voltou a reclamar.
Fiquei pincelando meu pau até gozar e deixar ela toda melecada de porra.
Me deitei do seu lado e ficamos conversando.
– Rayanne, você quer namorar comigo e vir aqui outras vezes ?
– Eu quero tio. O que eu vou ganhar ?
– Hoje vou te dar as compras do mercado, e R$ 100,00
– Tá bom. Tio eu posso vir amanhã ?
– Pode sim meu amor. Amanhã vou te dar um presente.
Ajudei ela a se limpar e se vestir. Depois fui deixá-la onde a peguei.
Marcamos de nos encontrar na esquina, as 11:00 hs do dia seguinte.
Depois conto mais detalhes de como consegui penetrar na bocetinha fofinha dela.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,27 de 15 votos)
Loading...