Rose – Eu Dando Banho na Minha Guria

Oi, me chamo Rose, tenho 24 anos e meu marido Arnaldo, 26, temos juntos uma filha de 9 anos, somos gaúchos, eles loiros e eu morena. Moramos atualmente num condomínio novo daqui de São Paulo. Já contei uma experiência que tive com a minha guria, o conto foi publicado no dia 10. Depois do último acontecimento, fui tomar banho de novo com a minha filha, lavo beeem a bucetinha dela e ela com aquele rostinho angelical com uma cara de safada me deixava louca! Terminei de dar banho nela e sentei no chão do banheiro mesmo e comecei a tocar uma siririca na frente dela mesmo, o tesão não me deixou esperar, ela então se senta na minha coxa com uma perna pra cada lado e começa a fazer igual, eu achei aquela cena linda…ainda mais uma adepta recente ao pedo como eu, ter essa loirinha linda como a Lúcia pertinho de mim se masturbando, ela se adora, enfiava os dedos, adorava aquilo, toda a babinha da sua bucetinha escorria pela minha coxa, eu sentia o seu cuzinho ficando molhado, ela percebeu isso também e começou a esfregá-lo com força na minha coxa, nisso ela deu uma rizada beeem safada…eu adorei ver aquilo, a água quente da ducha deixava tudo mais maravilhoso. Ela me admirava e me imitava, então eu escuto meu marido, Arnaldo chegando:
-Rose? Tá dando banho na Lúcia? Eu quero fal… – essa pausa dele foi ao ver a nossa cena no banheiro, eu achei que tudo havia acabado, que ele ia me denunciar, que estava acabada – Rose? O que vocês estão fazendo?
-Gozando, pai! – a Lúcia diz isso na maior naturalidade e continua o que estava fazendo.
-Ah, você está ensinando ela a se masturbar, então depois eu falo contigo, Rose. – ele fecha o box e sai do banheiro, naquele momento eu vi que havia uma brecha pra eu convencê-lo à embarcar nesse meu estilo de vida.
Então eu esperei minha guria gozar, depois ela me abraçou, sentir ela contra o meu corpo foi delicioso, a bucetinha dela, ensopada e bem quentinha, eu então liguei o foda-se e meti o dedo no cuzinho molhadinho dela, ela apertou o abraço, silêncio no banheiro, eu começo a massagear com o dedo dentro, sinto a respiração dela ficando mais forte em meu ombro:
-Humm! Iiisso…tá muito bom na bunda…
Ela diz isso com uma vozinha baixa e arrastada, eu adoro, ela leva a mão direita pra bucetinha e começa a se masturbar, eu no cuzinho e ela na buceta, ela goza e fica batendo com a buceta contra o meu peito de tanto prazer, depois disso eu lavei ela e saímos pra sala, nuas, meu marido já estava nu, então não ia ter nenhuma reunião naquele dia, falou comigo sobre uns elogios que a Lúcia tinha recebido na escola, o resto do dia foi normal.

Se eu tiver mais experiências assim, trago pra vocês, beijos, Rose.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...