Aos 11 Penetrado e Apaixonado(Part6) OBumbum de Vitinho sangrando e como estamos hoje

Bom… Chegamos ao final de minha história, que contei de forma resumida, para que não ficasse chata, e ruim de ler…
Para quem está lendo pela primeira vez, sugiro ler a 1ª Parte, 2ª Parte, 3ª Parte, 4ª Parte, E a 5ª Parte
Parte de minha vida, para uma melhor comprienção.
Bem: depois que eu tirei o cabaço do Vitinho, comendo aquele bumbumzinho tão febril, algo mexeu comigo…
A sensação do meu pintinho entrando e acabando com aquelas preguinhas tão puras foi muito forte…
A verdade é que só quem teve a responsabilidade de comer um cuzinho de um moleque que se entrega totalmente sabe do que eu too falando.
Eu tinha gostado mesmo era de comer… Mais do que dá…
Uns 3 dias depois que eu tinha comido o Vitinho, meu pai falou que agora era a vez dele comermeu irmão.
Durante esses dias meu pai estava muito mais próximo de mim… Me beijava e abraçava toda hora… Eu era o seu filho tão desejado…
Vitinho era só seu filho que gostava de levar no cu… Vitinho era magrinho, frágil, e como já falei seu pintinho aos 11 mais parecia com o do Mateuzinho que só tinha 4 anos… Mas sua Bundinha era muito carnuda, dura e impinada…
Eu comi Vitinho umas duas vezes quando tavamos no banho, sempre com a ajuda de papai pra minha mãe não ralhar com a gente por estar demorando tanto no banho.
Então chegava o grande dia… Vitinho iria experimentar os 18x5cm de papai no bumbum.
Como seria? Minha mãe iria para a casa de minha avó no dia 28 com minha irmã e meu irmão cassula passar ano novo, e papai ficaria com Vitinho e eu em casa, e iriamos dia 03, pois passaríamos 15 dias direto… Então a oportunidade e o meio estavam prontos.
Mamãe viajou logo as 06h00 da manhã… Nem vimos papai levalos na rodoviária, pois eu comi Vitinho até as 4 da madrugada, e ficamos dormindo em casa.
Umas 07h30 papai me acorda com todo cuidado pra não acordar Vitinho, e me chama pra conversar:
Filho… Eu quero que aconteça da mesma forma que você e Daniel… Você vai convencer seu irmão pra deixar vc comê-lo, e eu vou chegar… E você já sabe o resto…
Eu falei para papai:
Ta bom… Mas…
Fala filho… O que você quer me falar?
Já faz uns dias que eu percebi que você tem algo pra me falar…
Papai… É que…
Tomei coragem e falei:
Papai eu senti uma coisa quando meu piru entrou no bumbum do Vitinho…
O que foi Filho?
Ele não era mais cabaço?
Alguém tirou o cabacinho daquele viado safado?
Ele não tinha mais nenhuma prega? É isso?
Não papai…
É que eu gosto mais de comer do que de dar…
Papai me olha com o rosto muito sério naquele momento…
Falei:
Papai você ficou com raiva de mim?
Papai suspirou muito fundo e falou:
Não filho… Não too com raiva de você…
Só too triste…
Por que você não vai fazer eu realizar meu sonho de fazer com vocês 3… Vitinho, seu irmão Mateus e você…
Não papai…
Não é isso não…
Eu deixo você meter sua rolona em mim… Mas só você… Não quero deixar Dane nem ninguém mais certo?
Papai abre o maior sorriso pra mim, e beija minha boca, mete a mão dentro do meu pijama, e pega no meu piru, que foi ficando duro na mão dele, enquanto ele começava a bater uma punheta deliciosa em mim, eu pegava no seu pinto por cima do short…
Papai fez eu gozar sem nem tirar meu piru do pijama…
Ele mandou eu ir me deitar com Vitinho todo melado, e acordá-lo e falasse pra ele que tinha sido o tezão da bundinha dele que tinha deixado meu pinto assim…
Sabia que o bumbum do Vitinho estava dolorido pela noite anterior, pois quando eu não estava metendo meu pintinho nele, eu metia meus dois dedos…
Fiz o que papai pediu…
Deitei com Vitinho, e acordei ele com meu dedo no seu bumbum…
Acorda belo adormecido…
Ele abriu os olhos e assustado falou:
Cadê todo mundo?
E tira logo teu dedo maluco daí… Já pensou se papai pega nós dois assim…
Seria uma surra que eu nem quero pensar…
Falei que papai só iria chegar as 12h00, pois ele falou pra mim na hora que voltou da rodoviária…
Falei:
Tira a roupa que eu vou meter em você na cama do papai e da mamãe.
Ele falou você ta doido? Lá nunca… Nem mortinho..
Então beijei ele e coloquei meu dedo no pintinho dele massageando pois notei que tava duro no pijama dele…
Então fui tirando o shorte do pijama dele, depois a blusa, e puxei ele pela mão que resmungava:
Para Igor… Você ta ficando doido… Não quero la não…
Chegamos no quarto do nosso pai, e empurrei ele na cama e comecei chupando seu pintinho, e ele se tremia todo… Ele tava com a barriga pra cima, então levantei as duas pernas dele, e comecei cheirando o seu bumbum que tava cheirando a cu de menino, e meti minha língua na portinha que tava pegando fogo…
Ele começava a gemer igual a uma puta… Senti a presença do nosso pai, que nos observava..
Então falei a frase que todo viadinho que tá sendo iniciado mais gosta de ouvir:
Vira… Vou meter agora…
Ele falou:
Ta bom… Mas quero que você diga que só vai comer meu bumbum…
Que eu sou o único que você gosta de meter…
Ele se virou e com aquele bumbunzinho lisinho, falou a frase que os moleques ativos mais gostam de ouvir dos viadinhos:
Mete logo… Mas com cuidado pra não me machucar…
Então subi na cama, ficando de juelhos e comecei a fazer a coisa que eu mais gostava…
Mirar meu pintinho na portinha do cuzinho dele… Pincelava passando pra cima e pra baixo, até que ele não aguentando mais de tezão falou:
Vai Igor… Mete logo cara… Eu j´a tou doido de mais…
Eu meti de uma só vez nele, o que fez ele gritar…
Aiiiiii… Doeu…
Comecei a comer ele com violência igual a Daniel fez quando papai chegou no quarto…
Então papai teve certeza qual era o filho machinho dele, e qual era o filho viadinho dele…
Papai entrou no quarto e Vitinho tava tão ligado na nossa foda que nem percebeu… Falei vou goooooooozzzzzzzaaaaaaaaaarrrrrrr… Enchi a bundinha do Vitinho com meu leitinho, que a essas alturas já saia em uma quantidade razoável… Então Vitinho oolha pro lado e ver nosso pai de braços crusados rindo pra nós…
Juro que naquele momento me veio a cabeça tudo que uns 10 dias antes eu tinha vivido…
Vitinho dá um grito:
P.p.papai…
Desculpa…
E começou a chorar escandalosamente…
Papai pega ele pelos braços e sacode…
Então era isso que sua mãe queria me falar… Você é viado… Gosta de pica de homem né seu moleque…
Papai deu um tapa na cara dele que fez ele se deitar na cama…
Eu não entendia nada…
Papai falou:
Você vai levar a maior surra da sua vida seu viado… Eu vou te matar…
Vitinho só pedia perdão, desculpa, e prometia que ia se ajeitar… E virar homem como papai queria…
Papai foi no armário e pegou o seu sinto… Eu me tremendo de medo sem entender nada me abraço com ele e falo:
Papai por favor não faça isso com ele…
Papai eu também fui culpado e comecei a chorar esperando que ele me batesse também…
Então papai me dá um beijo na testa e diz:
Igor… Você só me dá alegria… Eu tenho orgulho de ser seu pai… Mas desse moleque não…
Eu chorando falei:
Mas papai… Nós gostamos de fazer isso…
Papai bota o dedo na minha boca e fala:
Eu sei o que too fazendo Igor… Confia no papai…
Ele olha pra Vitinho e fala…
Vitinho… Chupa a rolinha do Igor…
Vitinho arregala os olhos e pede:
P.P.papai por favor…
Papai pega ele pela mão e manda ele ficar agachado em minha frente…
Papai direciona a cabeça dele pra meu piru que aquelas alturas assim como eu já sabia que era mais um plano de papai…
Vitinho começa a me chupar, e papai manda ele ficar de 4 mas não tirar meu pinto da boca…
Papai começou a chupar o cuzinho do Vitinho provocando um susto tão grande no moleque que ele mordeu minha piroca na hora…
Eu grito de dor… Papai pergunta:
Igor o que foi?
Eu falo:
Vitinho mordeu… papai já estava com sua rola de fora do shorte batendo uma, e a cara de Vitinho era de puro choque…
Com o tamanho da rola de papai, e por seu próprio pai estar fazendo aquilo…
Papai me chama pra perto dele e coloca meu piru na boca e mete o dedo no meu cu…
Vitinho caiu sentado no chão perplexo…
Papai fala:
Vitinho eu mandei seu irmão lhe comer por que na verdade era eu quem queria lhe comer…
Igual a seu avô fez comigo, igual a eu faço com Igor…
Vitinho colocou a mão na boca com cara de quem estava entrando em uma dimensão paralela…
Eu falei:
Vitinho… Tu num sabe como é bom deixar o papai meter na gente…
Ele coloca dentro da nossa bunda um montão de leite quente…
Papai levanta vitinho pelos braços e beija aquela boquinha… Papai começa a bater uma punhetinha e faz sinal pra eu dedar o bumbum dele…
Papai fala:
Igor… Deixa o papai comer o seu irmão só…
Então eu sai do quarto e deixo eles… Da sala ouvia os gritos do Vitinho de dor… Lembrando de como foi dolorida a primeira vez que papai meteu em mim..
Mais ou menos uma hora depois Vitinho saia do quarto deles chorando, com as pernas abertas quase sem força, e com um filete de sangue escorrendo pelas pernas…
Igor… Me ajuda… Acho que eu vou…
Ele cai em cima de mim desmaiando…
Eu grito por papai que sai correndo do quarto… Levamos ele pra o sofá… E papai pega o álcool e dá pra ele cheirar…
Bem Vitinho se recuperou, e uns 3 dias depois papai já metia novamente nele, agora revesando as metidas em nós dois…
A situação era a seguinte:
Eu e Vitinho estávamos deitados lado a lado na mesa da cozinha, com as pernas abertas e papai metia nos cuzinhos de nós dois…
Então papai urrava de alegria dizendo:
Eu sou um homem realizado… Comendo meus dois filhotes igual a meu pai me comia junto com meu irmão…
Bem… Uns 6 meses depois pedi pra papai pra só comer Vitinho… Não queria mais dar meu bumbum nem pra ele, o que ele respeitou de pronto…
Daniel nem voltou das férias com sua mãe, pois ela arrumou um outro emprego na cidade da família deles…
Já tava com 13 anos, Comia Vitinho todo dia, as vezes com papai, que até levou nós dois pra um motel escondidos na mala do carro pra comermos Vitinho… Nessa época Mateus já tava com 6 anos, e durante o banho fiz Vitinho chupar o piruzinho dele, que com 6 era bem maior e mais grosso do que o do Vitinho com 13…
Foi nessa época que papai teve que fazer uma viagem as pressas, saindo de casa a meia noite depois de ter trabalhado o dia inteiro…
Nessa noite eu comi Vitinho e fiz ele segurar o pinto do Mateus que dormia… Gozei feito um louco…
As quatro horas da madrugada minha mãe recebe um telefonema… Comunicando que papai perdeu o controle do carro batendo de frente em uma carreta… Papai nos deixava aos 39 anos…
Nossas vidas se transformava dali por diante…
Minha mãe e a mãe do Victor deixaram as diferenças de lado, e se aproximaram fazendo que nossas famílias fossem uma só…
Vitinho mora hoje nos EUA, onde é professor de história em escolas primárias, e as vezes eu passo uns dias por lá… Ele não tem namorado, pois ele diz que não gosta de ter fixo…
Ele é assumido gay, mas não tem jeito afeminado nem nada…
Ele me fala que as vezes tem uns alunos de 12, 13 anos que pede concelhos pra ele pois querem se assumir pra seus pais, mas não sabem como…
Uma vez até rolou de um moleque de 12 ir até a casa dele escondido dos pais, e lá deixei ele me chupar e dedei o bumbum dele…
E sempre que estou lá como Vitinho ainda… Confessso que além do bumbum de Daniel e Vitinho nunca comi outro… Nem dei mais minha bunda…
Bom é isso… Espero que tenham gostado de minha história…
Tentei resumir o máximo possível.
Sou bi Mas só com Vitinho…
Mateus nosso irmão cassula comeu uns moleques quando criança e adolescente, mas ficou só nisso… Até hoje ele jura que nunca deu… Mas sei que teve um japonesinho que comeu ele
#Aos11anos …

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,60 de 5 votos)
Loading...