A mulher do meu pai

Meu pai se separou da minha mãe, eles tinham 60 anos de idade. Meu pai logo arranjou uma mulher de 45 anos pra morar com ele. (Eu tinha 35 nessa época e bem casado e com dois flhos). Eles viveram juntos por 15 anos e meu pai faleceu. Ela continuou morando sozinha e já com 60 anos eu ia sempre lá oferecer alguma ajuda, conversar e até ajudar um pouco financeiramente. Ela sempre agradecia e dizia: “poxa vc é um bom filho e eu nem sou nada sua e vc se importa comigo”. Uma tarde de muito calor, eu vinha de uma cervejada depois do futebol e parei lá pra uma ducha e um papo com ela. O calor era forte e ela estava bem a vontade e várias vezes eu vi o biquinho do peitinho, que até que pra idade dela era muito bonito, ela era daquelas baixinhas de bunda grande, perna grossa e peitos bonitos. mas era feia, isso era.. kkkk Bem, eu já meio alto entrei no papo de “Pqe vc não arruma outro namorado?” E ela, Ah! não estou na igreja e não quero mais saber de homem. Aquilo meio que soou como uma ducha, mas insisti “Vc tá inteirona ainda…pernas, peitos e a bunda ainda firmes”. Ela riu e faloiu “Vc acha?” . Bom não me contive muito e cheguei perto dela que estava sentada na beira da cama e deixei o pau encostar no seu braço (eu estava de short). Ela sentiu mas não fez movimento algum. Saí por um instante e fui a varanda fumar. Ela veio e ficamos conversando. Nisso ela estava bem posicionada do meu lado e com o braço solto pra baixo e eu me virei um pouco e roçei de novo no braço dela. Ela gostou e como a gente estava na varanda ela se colocou na minha frente e colocou a mão pra trás e apertou e alisou minha pica por cima do short. Aí o bicho ficou muito duro. Aquela sensação de medo, de alguém ver ou saber, aquela adrenalina tava bom demais. Peguei na mão dela e entramos na casa. Já fui abaixando o short e dando pra ela mamar. A coroa era boa boqueteira e mamou muito. Depois deitei ela na cama e dei um banho de lingua naquela buceta, ia até o cuzinho e voltava pra buceta, subia e mamava os peitos e descia…..e ela delirou e gemeu tanto que gozou duas vezes e me apertava contra a buceta dela. depois abri bem as pernas dela e comecei a penetrar. ela ficou louca e falava que eu era um puto e se minha mulher descobrisse? Eu dizia, ninguém vai saber. Todos já sabem que venho aqui te prestar ajuda, é só entrar e fuder vc sua puta gostosa. Ela riu e ainda completou…é, quem vai desconfiar que “um senhor de 50 anos”, filho de meu falecido, vem aqui comer a velha do pai dele, né?
Bem depois desse dia não paramos mais e até as 5h da manhã, antes de ir trabalhar eu passava lá pra dar leitinho pra ela. Iniciei ela a dar o cuzinho e a beber minha porra no copo. A coroa ficou uma puta. Mas não deixou a igreja. Na minha ausência era irmã e na minha presença era puta.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 1 votos)
Loading...