Doença VS consciência

Autor

Assim que o dia nasceu fiz um café bem reforçado e fui chamar a Camila .
Aí chegar no quarto vi ela alí lindinha peladinha pois elá tinha tirado o lençol e seu corpinho esposto ao meu prazer ,confesso fiquei ali admirando pôr alguns minutos até que ela acorda e olhando para mim diz .
Tio a mamãe já chegou
Eu não querida e pegando ela no meu colo do jeito que tava mesmo pôr quê era outro dia quente .
Pondo elá sentadinha na mesa pedi para ela comer pois tinha que ir na casa dela pegar uma roupa para ela vestir mais elá não queria voltar lá .
Então ela ficou na casa pelada para meu desespero.
Pôr volta das duas da tarde a mãe e a Val voltaram mais o paí ficou no hospital .
A moite chega e as três sozinha estava com medo de ficar sozinhas e mais uma vez lá vo eu ser o bom vizinho peguei mes cachorros e disse que ficava na avaranda delas .
Eu me acomodei em um banco balanço que tinha ali foi quando a Camila e a Val com medo vieram conversar comigo quando eu vi tava entre elas a Camila quê já tava íntima de mim deita ali no banco e pom sua cabeça no meu colo ,não demorou muito e a Val começou a chorar eu não me contive e abraçando ela ficamos is três alí com um lenço cobrindo a gente .
Depois que paí delas voltou a vida volta ao normal na medida do possível
Mais a cerca que me esperava das meninas caiu pois a Val se antes ela desconfiava da minha índole agora confiava plenamente em mim ao ponto que elas estavam em férias do meio do ano e agora quando os país está trabalhando ficava alí na minha casa .
E agora quando ia nadar queria minha companhia e a Val agora nada só de calcinha com seus seios a minha visão distorcida pela minha doença.
Comecei achar que elá queria ter algo comigo, isto. só uma mente doentia como a minha podia achar .
Minha relação com as meninas e a família delas fico íntima demais .
Eu comecei a fantasiar coisas com as meninas pois se antes eu tinha minhas vontades só na Camila agora a Val tmb me deixá excitado ao ponto que quando brincando com ela já me peguei encaixando ela .
Volta as aulas eu tinha aguentando 10 dias sem passar do limite ,eu só usava minhas amizades. Com as meninas para usar minha fantasia cada dia a punheta era melhor pois não precisava ver de longe eu tinha elas perto .
Foi quando a Camila ficava tempo integral na escolinha e a Val ía a tarde e eu comecei a ficar com ela na parte da manhã sozinha e a tarde a Camila volta 2 horas antes da Val voltar eu tenho 2 hora sozinho com ela já os pais delas confiava em mim parecia que eu era parente .
Para piorar a Camila gostava de ficar pelada ,foi un dia que tava quente quase 35 na sombra ela queria que eu desse banho nela eu como só tava nois pensei não custa nada e aquele corpinho me chamava então no chuveiro eu ensaboando ela virá e pede para eu tmb tomar banho então eu entro de calção ela fala .
Assim não vale tio tirá deixá eu ver .
Falei ver o que menina .
Ela queria ver o pipi do senhor eu sempre quis .
Fiquei paralisado então ela chega e puxa o calção fazendo meu pau ficando a mostrar .
Ela ao ver pon a sua pequena mão e puxa para baixo soltando ao ver balançar da risada .
Minha perversão sexual agora estava incontrolável .
Peguei ela no colo e abraçando e elá grudada no meu corpo levei minha boca para dar o beijo que tava sonhando dês do primeiro dia que a vi .
Eu achei que era que ela queria ,quando cheguei em sua boca olhei nos seus olhos castanhos e na última hora desviei a boca minha até sua testa onde minha razão falou mais alto porque quem era o adulto ali era eu e a Camila não passava de uma criança.
Sai e fui me trocar .

Mais uma vez ganhei da doença mais eu sei que meu tempo ali naquele sítio tinha acabado erá hora de ir embora.