Viadinho desde novinho parte 2

ola, eu novamente para dar continuidade ao primeiro conto, viadinho desde novinho.
ja falei que moravamos numa casa de parede e meia com o visinho ( colada uma a outra, naquela época se falava parede meia )falei também que nossos banheiros eram do lado de fora da casa, no final do quintal, falei que minha mãe teve 8 filhos mas que nessa época, eram eu com 7 anos, minha irmã com 5 anos e outra irmanzinha com 2 aninhos.
conforme já relatei no primeiro conto, quando nós nos mudamos para essa casa, o visinho do lado ja morava la com sua esposa, eles não tinham filhos e sua esposa fazia unhas nas casas dos visinhos no bairro, que saia sedo e voltava tarde todos os dias, inclusive aos sabados, meu pai so vivia trabalhando, chegava em casa todos os dias tarde da noite e muito cansado, tinha que descansar porque no outro dia tinha que acordar cedo para ir para o trabalho, nessa época as crianças so começavam a estudar aos 7 anos, então passavamos o dia todo brincando em casa ou nas casas dos visinhos, eu brincava muito de papai e mamãe com minha irmã de 5 anos e de cavalinho com meus amiguinhos, eles mandavam eu tirar o chortinho, trepavam na minha bunda e eu tinha que ficar engatinhando com eles engatados na minha bunda até todos se saciarem, então, como eu ja tinha esperiencia dos dois lados, comia minha irmã e dava para meus amiguinhos, nossa vida era simples, e praticamente igual todos os dias, eu comia minha irmã e dava para meus amigos todos os dias, foi então que minha irmã quando estava me chupando, perguntou porque meu piruzinho não saia leite…
conforme relatei, eu não sabia o que responder e então perguntei como ela sabia que saia leite do piru; ela então me falou que desde o primeiro dia quando chegamos para morar nessa casa, ela foi ao banheiro e notou que tinha um tijolo solto na altura da cabeça dela quando estava sentada no vaso, falou, curiosa como ela era, afastou o tijolo um pouquinho e viu nosso visinho tomando banho e ficou olhando até que derrepente apareceu um piruzão no buraco que ficou encostando no rosto dela e o visinho mandou ela segurar e ficar punhetando e depois mandou ela chupar ate ele encher a boca dela de porra, falou que estranhou mas como era cremoso e mesmo salgadinho ela gostou e engoliu tudo.
ja tinham se passado uns 3 meses que estavamos morando ali e praticamente davamos para o visinho todos os dias, depois de algum tempo entravamos no quintal dele através de um portão que ele fez na cerca e ele comia eu e minha irmã ao mesmo, assim que saiamos da casa dele, depois dele encher o meu cu de porra e a boca da minha irmã, minha mãe mandava a gente para o chuveiro e ia dar banho na gente, ela ficava bastante tempo lavando meu piruzinho meu cu e a xana da minha irmã e o cuzinho dela, nesses momentos ela enfiava o dedo no meu cu e no da minha irmã, notava que o meu estava inchado e abertinho e ficava brincando e falando que eu estava quase uma menina, falava que meu cuzinho estava delicioso e que a minha irmã precisava aprtender para ficar gostosinho igual a mim, nos enchugava, mandava a gente ir brincar e avisava que ia na casa do visinho passar as roupas deles, como a nossa visinha trabalhava o dia todo, ela pegou com eles o serviço de lavar, e passar as roupas deles…ela passava as tardes la na casa dele quando ele trabalhava de meia noite as 8:00 hrs da manhã, assim que ele chegava do trabalho de manhã, ela ja tinha nos dado banho, brincado com meu cu e com o de minha irmã,trocado nossas roupinhas e mandava nós ficarmos brincando sem nos sujarmos esperando ele chegar, minha irmã todos os dias ela colocava uma sainha bem curtinha e não vestia a calcinha nela, em mim era só um chortinho, em um desses dias ele falou que ia brincar com nós dois juntos e assim que entramos na casa dele, ele ele mandou nós irmos para o banheiro que ele ia tomar banho e queria brincar um pouquinho com a gente e depois iriamos para a cama dele…
assim fizemos, nós obedeciamos tudo que ele mandava a gente fazer, quando fomos para o banheiro nossa mãe ficou olhando da porta da cozinha e depois entrou e não falou nada, quando entramos no banheiro, ele ja estava de pica durona no buraco e nos dois fomos brincar de chupar com ela, cada um chupava um pouquinho e ele gemendo do outro lado e nós chupando, ai ele mandou eu virar a bunda, passar bastante sabonete que ele queria me arrombar e encher meu cu de porra e que depois iriamos para a casa dele para minha irmã chupar meu cu e tirar a porra toda la de dentro e engolir… hummm eu adorava quando ele falava assim, obedecia na hra, nem passei muito sabonete, porque meu cu ja estava bem arrombadinho e ele quando colocou o cabeção entrou tudo na mesma hra e ele ficou socando e mandou a minha irmã ficar olhando, falou que nesse dia ia meter no cu dela, ela não tirava os olhos, quando ele tirava o pau para enfiar novamente ela segurava e ficava balançañdo ele para alargar mais ainda meu cu, ele continuou socando até gozarrrrr, gozou muito, mandou a gente ir em casa e depois ir na casa dele.
assim que entramos em casa, minha mãe mandou eu tirar o chortinho e ficar de 4 no sofa que ela queria ver uma coisa, eu obedeci e ela ficou olhando passando o dedo, depois a lingua e ria muito, falava que hj meu cu estava perfeito, que ela queria ele assim todos os dias, lambeu bastante e mandou vestirmos a roupa e ir na casa do visinho que estava nos esperando, eu como era um garoto grande e ja dava para quase todos os garotos do bairro, e ja houvia bastante comentarios deles sobre a minha mãe, comecei a pensar coisas, tipo será que ela sabe que ele brinca com a gente e me come a muito tempo? será que ele come ela tambem? ai passei a prestar mais atenção nela, ficava mais em casa brincando ao invés de ir para a rua, eu chamava uns garotos que estavam acostumados a me cumer e ficavamos la em casa brincando de cavalinho, eu peladinho com minha bunda linda e eles encravados em mim e eu engatinhando em cima da cama, várias vzs ela ficava na porta olhando e não falava nada, so dizia para ficarmos brincando que ela ia passar roupa no visinho, nessa altura do campeonato, minha irmã que ja estava louquinha de vontade de dar, brincava tambem e eles efiavam o piru nela e ela adorava, enquanto brincavamos, prestavamos a atenção na nossa mãe e ela demorava muito a voltar e quando voltava, passava no quarto via nossas brincadeiras, um enfiando o pau no cu de minha irmã e o outro me colocando para chupar e depois invertiamos, ela passava a chupar e eu a dar meu cu, tinha vez que tinha, 5 garotos, ela ficava olhando e sorrindo, eles nem ligavam mais quando ela ficava olhando, quando eles iam embora ela mandava a gente ficar de 4 e ficava olhando nossos cuzinhos, nessa época nenhum deles ainda gozava e ela só ficava enfiando o dedo e examinando e depois comentava com a gente, hoje a brincadeira de voces foi muito gostosa, eu gostei de ver, os dois aproveitaram bastante e eu adorei saber que a aninha ( minha irmã ) ja estava prontinha para deixar alguem enfiar tudo em seu cuzinho, minha irmã ouvindo isso, perguntou? quem mamãe? ela respondeu, quem voce quiser, mas acho que ja sei quem vai ser, depois te falo, se voce sentir dor, da um gritinho que eu vou te acalmar, ai minha irmã falou, então só pode ser o nosso visinho, ela riu e acenou com a cabeça que sim, minha irmã então falou que estava com muita vontade que ele enfiasse a muito tempo, mas ele dizia que não chegou o momento ainda e ficava so brincando, ai minha mãe falou, é mais agora você ja está prontinha para aguentar o piruzão dele e eu vou gostar muito de ver, se você deixar… ai eu falei, mãe, mas será que ele vai deixar a senhora ver…ele nunca comentou que a senhora sabia, inclusive pedia segredo, ela riu e falou que sim, que ele não ia ligar e se fosse preciso ela ia ajudar e participar.
mandou a gente tomar banho e depois ficar brincando no quarto porque ja estava escurecendo e ela ia no vizinho terminar de passar roupa, esperamos ela sair e fomos escondidos no quintal do vizinho, ficamos em baixo da janela do quarto dele, e houvimos tudo que eles conversavam, era uma gemeção e muito barulho de cama ranjindo e olhei rapidamente na janela e vi minha mãe de 4 e ele em pé atras dela socando aquele piruzão no cu dela e ela gemendo que nem uma loucaaaaaa, ai houvimos ela falar como ele, amor, voce coloca devagar porque ela so conhece piruzinho pequeno e vai estranhar esse colosso seu entrando, vai reclamar, falar que ta doendo e você não machuca a menina, vai metendo aos poucos porque ela está doidinha de vontade, mas se ela sentir muita dor vai ficar com edo e não vai deixar mais… ficamos houvindo e de vez em quando olhavamos e eles metiam muito, ele então falou com ela que ia gozarrrrrr, mandou ela virar de frente e chupar que ele queria gozar tudo na boca dela, ela mais que depressa, saiu da pica dele que estava toda atolada em seu cu e sentou-se na cama e colocou o pauzão dele na boca e ficou sugando ate ele encher a boca dela de muita porra, ela bebeu tudo e lambeu o restinho que caiu no lençol, ficaram conversando mais um pouco e ela foi para casa e nós fomos embora tambem, ela desconfiou que tinhamos visto alguma coisa e ficou fazendo pergunta mas logo se acalmou e foi tomar banhoooooo, meu pai como sempre chegava cansado, foi tomar banho e depois se deitou para dormir, quando ela entrou no quarto ele ja estava dormindo e deitou-se a seu lado sem fazer barulho e dormiu profundamente e nós tambem fomos dormir e eu aproveitei que minha irmã dormia comigo e meti meu piruzinho nela e dormimos agarradinhos, ja era bem tarde, vimos ate quando nosso visinho saiu para trabalhar, devia ser por volta de 11 e 30 da noite, quando acordarmos no outro dia meu pai ja havia saido para o trabalho e minha mãe não estava em casa, ficamos brincando no quintal e derrepente ela saiu do quintal do visinho e veio ao nosso encontro, ela estava suada e com os olhos brilhando, mandou a gente ir lanchar e depois tomar banho para irmos brincar na casa do visinho…
lanchamos, ela nos dei banho, enfiou como sempre fazia o dedo em nossos cu e falou ta tudo legal, vão la brincar que vou fazer umas coisas aqui depois vou ver, esperamos ele sair do banho e quando ele entrou em casa so de toalha nos chegamos junto com ele e ja começamos a brincar, no mesmo instante o piruzão dele ficou duro e meu irmão virou o cu para ele meter, ele passou guspe na portinha e na cabeça do pauzão e meteu a pica e mandou eu ficar olhando porque ja ia chegar minha vezzzzzz, fiquei olhando e meu cuzinho não parava de piscar, socou muito, meu irmão gemia de mais e ele socando, meu irmão estava de 4 e ele de pe atras dele com a pica toda enterrada no cu de meu irmão, nesse momento minha mãe chegou e ficou assistindo, ficava passando a mao na minha cabeça e no meu corpo e derrepente ele começou a uivar, como se fosse um bicho e encheu meu cu de porra, ficou com a pica enterrada dentro por uns 5 minutos e tirou ainda durona aquele monstro babando de dentro e mandou minha irmã ficar de 4 que ele queria enfiar tudo nela, ela nem se fez de rogada, estava louquinha de vontade, ficou de 4, colocou as duas mãozinhas para tras e abriu bem a bunda dela para o cuzinho ficar bem exposto, ele se posicionou atras dela, colocou a cabeçona na portinha e foi forçando e minha irmã dizendo que estava doendo, ele então parava de forçar, mas como o pau dele estava babando muito, foi lubrificando meu cu e ele forçando devagar e foi entrando um pouquinho de cada vez, ele foi forçando, eu gemendo e reclamando de dor mas não pedi para pararrrrrr, ate que entrou tudo e ele pegou minha mão e mandou eu ver e comprovar, parou um pouco para a dor passar e minha mãe ficava me fazendo carinhos e me acalmando enquanto eu estava com aquele mastro dentro da minha bunda, foi socando, socou muito, demorou bastante a gozar e quando gozou soltou uma enchorrada de porra la dentro no meu cu que estava completamente inchado e arregaçado cheio de porra pingando so depois de muito tempo ele tirou o pau de dentro e mandou minha mãe chupar na nossa frente, ela chupou muito deixou ele bem limpinho e mandou irmos para casa, minha mãe continuou la e só depois de uma hora ela voltou, estavamos sentado no sofa quetinho esperando ela para nos examinar, assim que ela chegou mandou nos ficarmos de 4 e ficou examinando e risto muitoooooo, ai falou… hoje sim foi completo, os dois arrombados e com muita porra no cu para eu beber e começou a chupaçaõ em nossos cu ate ficar limpinho e caimos os tres no tapete sa sala e dormimossssssssssss, no proximo vou contar como ele cumeu a buceta da minha irmã e como minha mãe engravidou dele… ate mais!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...