, , ,

Surpresa atormentadora

20-10-16 4 ★ 0.00

Olá! Chamo-me Aline, e o que irei escrever realmente ocorreu comigo neste último sábado (15/10/2016). Eu e o meu marido (Jeferson), resolvemos passar o último final de semana num paraíso ecológico no sul do Maranhão, conhecido como Pedra Caída. Chegamos cedo, com a reserva já realizada, fomos para a piscina do Resort e passamos a beber. Jeferson, entusiasmado com o descanso, sem perceber bebeu umas 7 cervejas e como ele é fraco para bebida, logo se embriagou. Eu bebi apenas uma dose de vodka com suco de laranja, o que foi suficiente para me deixar tonta. Por volta das 18h, passei a sentir uma leve dor de cabeça, ainda tonta pelo álcool, falei a Jeferson que iria para o quarto descansar um pouco; enquanto ele, disse que iria para o salão de jogos. Concordamos. Ao chegar ao quarto, tomei um banho, vesti apenas uma calcinha confortável e me deitei, cobrindo o rosto com um lençol. Tinha deixado a porta encostada para que o meu marido pudesse entrar quando voltasse. Poucos minutos após me deitar, escutei o barulho da porta sendo entreaberta e logo em seguida o farfalhar das cobertas da cama, ao meu lado. Voltei a cochilar. Poucos minutos depois, comecei a sentir ser tocada, tendo sido a minha calcinha tirada. Excitada, pensando ser Jeferson, entrei no clima, e fui, naquele momento penetrada abruptamente. Quando percebi que não se tratava do meu esposo, mas sim de uma outra pessoa com um pênis bem maior. Sentindo dor, mas não querendo fazer escândalo, pensando que se tratava de um mal entendido, esperei o estranho ter o orgasmo (antes disso, acabei tendo). Assim, para provocar o estranho, chamei pelo nome do meu esposo… quando estranho percebeu que tinha entrado no quarto errado… sem jeito… saiu pela porta do fundo… momento em que meu esposo entra pela porta da frente, sem, contudo ver qualquer outro terceiro… não tirei esse fato da minha cabeça e continuei excitada, imaginando sendo fodida por um completo estranho que não vi o rosto, tive outro orgasmo sem me tocar, só com o semêm espalhado na minha buceta, enquanto meu marido adormecia do meu lado… se ele pelo menos sonhasse, infartaria… Enquanto a mim, guardo apenas na memória tal surpresa atormentadora… e gostosa…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

, , ,

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Para meu amigo Joel (traições)

  2. Para meu amigo Joel que gosta de contos traição

  3. Anônimo

    Grupo fechado, só entra mulheres, homens NÃO ok. Mulheres ousadas, sem frescuras, sem medo, sem vergonha. Com sigilo e discrição total. Deixe seu Num. Cel. What. no meu “inbox” facebook.com/coach.consultor

  4. 18x10

    posso ser seu outro estranho se vc quiser