Essas mulheres

Esse conto é verídico, que prefiro chamar de memórias…

Tudo começou quando eu tinha 5 anos, ficava na casa da minha tia pois minha mãe trabalhava e era separada do meu pai.

Nessa época meu irmão era 2 anos mais velho que eu e não ficava comigo na casa dessa tia, ele ficava na casa da minha vó.
Foi uma maneira que minha mãe encontrou pra essa minha tia não ter muito trabalho com 2 meninos pequenos, e quando minha mãe chegava do trabalho primeiro ia buscar ele depois eu.

Deixando de rodeios essa tia nunca demonstrou ser safada kkk era uma total freira

No início ela me dava banho tudo normal mas quando passava o sabonete no meu corpo aí que a coisa era diferente…. me virava e ficava acariciando minha bundinha, apertava minhas nádegas com força e aquilo me dava cosquinha

Me virava de frente e passava o sabonete aí passava a mão na minha barriga carinhosamente até chegar no pintinho que ficava durinho por causa de tanto esfregão no meu corpo.

A ereção não era sexual obviamente, era as “carícias” que me fazia ficar assim, e ela ficava admirada olhando.
Essas minhas ereções tinha um curto período de tempo afinal nem sabia o que era aquilo.

Foi então que ela olhou pra mim e disse uma frase “você precisa ser lapidado”

Não lembro quanto tempo passou depois disso mas lembro que numa noite que precisei dormir na casa dela porque minha mãe não vinha do trabalho por fazer um plantão ela me botou pra dormir pelado, pois ela sabia que sempre que a gente quando dar pequenas mexidas fica com ereção espontânea aí numa dessas ela caiu de boca no meu pinto.
Sonolento sentia uma ótima sensação mas quando ela começou chupar com mais força eu acordei sem ela perceber, vi do espelho na porta do guarda roupa que ela também estava palada e com a mão na buceta

Ela percebeu que eu acordei e disse;
– Oi bebê, a titia tá te lapidando, vc deixa? Lembra que a titia disse que ia fazer isso?

Eu balancei a cabeça que sim mesmo sem saber do que ela tava falando (literalmente)
Então ela começou fazer carícias na minha barriga enquanto me chupava, eu estava adorando aquela sensação

Então ela me colocou pra mamar nos peitões dela, mamei mamei mamei até ficar com a marca da minha boca.
Só fazia o que ela mandava, então uma gota caiu de sua buceta grande e peluda na minha perna
Achei estranho, ver aquilo todo molhado, ela quis me por pra chupar o bocetão dela eu não quis por achar aquilo todo peludo feio kkkk
Ela percebeu e disse;
– se a tia tirar os pelos vc chupa?
– eu fiz a expressão de “não sei”

Então ela foi no banheiro, não demorou 5 min e voltou com a buceta raspadinha e lavada.
Caraca era muito linda, rosada e gorda
Me apaixonei na hora mesmo sem saber porque

Então ela me desceu da cama, eu tava sem ereção por ter passado um tempinho mas agora era a vez dela.
Se deitou na cama, abriu as pernas e me pôs pra chupar, mandava chupar o grelo e eu fazia, mandava por a língua no buraco da buceta e eu fazia.
Ela gozou e eu já tava de pauzinho durinho de novo
Foi então que partiu de mim subir em cima dela e chupar os peitões, minha pika roçava nela, ela então me pegou pela cintura me pôs mais pra baixo e ajeitou a cabecinha da pika na entrada da buceta

– Titia agora vai chegar a fase final da lapidação por hj tá?

– sim

Aí ela me ensinou comer a buceta dela, apertava meu bumbum e mandava ficar vai e vem, demorei uns minutos pra aprender mas depois já tava fazendo o vai e vem gostoso por conta própria, na verdade o “vai e vem” era pra cima e pra baixo minha pika era pequena ainda mas entrou até o talo lá e no movimento pra cima e pra baixo não saia de dentro daquela boceta grande gosmenta quentinha e rosada.

Fiquei nesse movimento por quase 30 min até sentir uma sensação nunca sentida antes.
Era o meu primeiro orgasmo
Fiquei paralisado e cansado

Meu pintinho tava até doendo de tanta estocada

Ela disse;
– gosto assim, meu marido traste fica igual vc com 5 min você comeu minha buceta por meia hora, me deu tesão, me fez gozar e teve orgasmo tbm

Depois a titia te ensina comer o “fedido”

Essa parte fica pra continuação pessoal, onde tbm entro na creche e lá a educadora tbm é uma safada

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...