# #

virei uma verdadeira mulher Part. 2

901 palavras | 2 |3.67

Na manhã seguinte eu estava nervoso, tomei um banho pra tentar me acalmar, enquanto isso minha mãe estava limpando a casa, terminei o banho, fui ao meu quarto e me vesti normalmente, disse a ela que iria fazer um trabalho da escola na casa de um amigo, e poderia demorar pra voltar, ela não desconfiou de nada então fui até a casa de roberto, enquanto eu caminhava eu pensava no que tinha acontecido no dia anterior e começava a imaginar o que aconteceria, parei em frente a casa dele, era bonita, tinha um portão enorme na frente e um carro muito bonito estacionado na garagem, toquei a campainha e alguns instantes depois Roberto abriu o portão, um sorriso malicioso surgiu em seu rosto.
– Oi Daniela, estava ansioso pra te ver!
– Oi Senhor roberto
– Não me chame de Senhor!
– Tudo bem vou te chamar só de Roberto.
– Entre Daniela tenho um presente pra você!
Entramos, ele me levou até a sala e pegou uma caixa não muito grande que estava em cima de uma mesa de vidro no centro da sala, entregou em minhas mãos e pediu para que eu a abrisse, levantei a tampa da caixa e peguei uma calcinha fio dental e um sutiã vermelho. Ele olhou pra mim e ordenou com uma voz dominante.
– Tire suas roupas e vista as que eu comprei!
– Não, eu disse.
fiquei com medo e devolvi a caixa a mesa, virei as costas para ir embora, mais ele segurou meu braço e me puxou, me deu um tapa e me jogou no chão e falou que se eu não vestisse todo mundo ia saber meu segredo, me levou até o banheiro e me entregou a caixa novamente e fechou a porta.
– Saia dai vestida como uma mulher Daniela.
Percebi que não haveria outro meio de sair, então tirei minha roupas e vesti a calcinha e o sutiã, no banheiro havia um espelho grande e eu pude ver meu corpo
praticamente inteiro, fiquei boquiaberto com tamanha semelhança com uma mulher, então um tesão tomou conta de mim, sai do banheiro e fui ao encontro de roberto que estava me esperando com seu pau duro na mão, quando ele me viu, veio e me deu um abraço pelas costas, senti seu pau duro encostando na minha bunda e perdi completamente a noção do que estava acontecendo, segurei a base daquele pau com a mão e comecei a masturba-lo devagar, ele puxou meu cablo para trás e disse no meu ouvido: engula meu pau agora putinha safada!
cai de boca feito uma louca, mamando com força sugando aquele pau, lambia toda a extensão daquele pau duro, ele gemia de prazer e batia com o pau duro na minha cara, chupava enquanto olhava nos olhos dele isso estava deixando ele louco! então ele disse:
Fique de quatro minha putinha!
fiquei de quatro e empinei bem a bunda redonda e grande, eu podia ver o desejo em seus olhos, ele puxou a calcinha com as duas mãos deixando meu cuzinho virgem completamente exposto para aquela vara dura e grande, ele montou em mim e encostou a cabeça do pau no meu cuzinho, estremeci nesse momento, o pau dele estava bem babado e lubrificado, ele foi metendo devagarzinho senti a cabeça começar a entrar, empurrou mais um pouco e a cabeça entrou estava doendo um pouco mais o tesão era maior, falava no meu ouvido como eu era uma puta e como me comeria a partir daquele momento, como eu seria só dele, ele continuou empurrando num vai e vem devagar até eu sentir as bolas dele encostarem na minha bunda, então percebi que estava com um pica de um macho no meu rabo e estava gostando, ele começou o vai e vem no inicio devagar e depois foi amentando a velocidade, até que finalmente eu já estava aguentando estocadas rápidas e sentia suas bolas baterem na minha bunda, ele dava tapas fortes na minha bunda, me deixando cada vez mais puta, eu estava cheio de tesão então comecei a me soltar e pedir pra ele me foder, para ele dar o que uma puta realmente merecia, ele fodia com força e vigor, comecei a me sentir uma mulher de verdade e comecei a chama-lo de meu macho, meu dono ele me levantou e me fez ficar de quatro no sofá para ele, metia cada vez mais fundo eu sentia seu pau pulsando enquanto ele metia, parou me puxou pelos cabelos e gozou muito na minha cara, estava exausta ele me levou ao banheiro e tomamos banho juntos ele me limpou inteira deixou minha bunda bem limpa e cheirosa, nos enxugamos e fomos para a cama e ficamos deitados enquanto ele passava a mão na minha bunda, ficamos assim por alguns minutos até que eu disse que precisava voltar pra casa poque já estava ficando tarde, pegou minhas roupas e me devolveu junto com uma pequena caixa. E me disse para voltar quando eu quisesse mais. então disse a ele que eu não ia demorar a voltar! virei as costas e fui pra casa com a bunda cheia de marcas de tapas, e o pensamento naquela rola grossa. continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 3 votos)

# #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo

    estou loucar para dar bundinha quem topar me comer eu moro em mg

  • Responder Ninho17cm

    sou da mooca me responda se quiser sentar na minha rola [email protected]