vanessinha parte 2

ola venho aqui pedindo descupas pelos erros e por ter contado uma historia legal tao sem graca.e que como foi o meu primeiro conto ainda tava meio timido.resumi td muito rapido.mas prometo que vao gostar do restante da historia. vamos la. depois daquele dia que a vanessinha foi embora passaram alguns dias sem eu ver ela.foi quando minha mulher e eu resolvemos ir ate a casa da mae dela pra jantarmos. foi quando minha sogra perguntou se nao tinhamos uma entera pra janta ai eu respondi que tinha uns peixes na geladeira ai ela respondeu: porque voce nao vai buscar para comermos juntos? entao eu respondi que se ela me esperasse eu ia buscar ela disse entao va.fui quando passei na esquina da rua que vai pra casa vi a vanessinha deitada em um sofa da casa de um homem que morava sozinho ali.parei a bicicleta e fiz sinal pra ela que quando me viu veio correndo perguntei? vanessinha vamos ali em casa buscar um negocio?ela respondeu: bora na hora subiu na garupa da minha bike.ai falei para ela so que minha mulher nao esta em casa ela respondeu: eu sei.entao eu pensei logo acho que ela ta afim porque alem de estar muito escuro ela sabendo que minha mulher nao ta em casa mesmo assim aceitou ir sozinha comigo? chegamos.eu mandei ela entrar e deixei a porta da frente aberta porque se derepente alguem nos viu entrar nao pensarao besteira.peguei os peixes na geladeira coloquei dentro de uma sacola e dei pra ela segurar nesse momento eu disse pra ela vamos aqui no quarto?ela disse: bora so fez deixar a sacola com peixe pendurado em uma cadeira e entrou comigo.fui logo tentando baixar seu short mas ela disse assim nao.puxou o short e a calcinha pro lado e disse pra eu chupar ai disse que nao gostava assim ai baixei o short e a calcinha juntos meti a boca naquela bucetinha tufadinha e branquinha quanto mais eu chupava mais ela ia tirando o short e a calcinha ate que tirou tudo.ai eu falei espera um pouquinho.levantei e fui dar uma olhadinha na rua e tranquei a porta voltei a chupar aquela bucetinha cheirosinha e lisinha ai fui subindo e beijando todo o corpinho dela ate chegar na boquinha que nao me deixou beijar ao inves disso me abracou forte. foi quando virei ela e fui pra cima tentando penetra-la mesmo sem ver onde meu pau estava ai ela comecou a rebolar como se fosse uma atriz porno.cavalgava gostozo mais sem o pau entrar ficou assim durante uns dez minutos ate que pegou meu pau com a mao posicionou bem na entrada da bucetinha e disse: que vontade que eu to de colocar ele aqui dentro ai falei: poe entao ela disse que estava com medo ai falou pra meu me masturbar que queria ver como era ai eu disse fica olhando.bati uma punheta bem gostosa com ela me olhando e gozei bastante em cima da cama mesmo pois parecia que ela ja havia gozado ai me limpei e fomos embora continua…meu zap nove oito um sessenta e tres zero um quarenta e oito

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...