Meu padrasto Leo 2

Durante dois anos eu continuei tomando leite na boca do pau do meu padrasto até que fiz 13 anos, eu já não estava tão interessado em chupar o pau do Leo, e sempre que ele me chamava eu inventava algo pra fazer, Leo então me chamou e perguntou se eu queria aprender a brincadeira nova, falei que sim. Leo me disse que iria me levar pra da uma viagem onde só iria nos dois, ele falou com minha mãe que iria viajar a trabalho e como ela trabalhava todo o dia ele iria me levar com ele passaríamos um final de semana fora. Minha mãe concordou e lá fomos eu e Leo viajar. Ele me levou para uma casa no sítio de seus pais onde só residia o caseiro, um cara negro com mais ou menos trinta anos , um tipo bem rústico, forte alto não tinha uma barriga de tanquinho mas era completamente enxuta, só não tinha aqueles gomos, tinha um pouco de pelo abaixo do umbigo que corria até suas partes de baixo, de resto era liso, os braços tinha umas veias que pareciam que iria estourar. Enfim um cara gostoso pra Caralho, rsrsr se chamava Assis, Leo falou para o Assis que agente ia ficar o fim de semana no sítio e que no último dia ele podia entrar na brincadeira como sempre. Fiquei sem entender até então, Assis deu um sorriso e falou. Eita seu Leo será que o garoto aguenta? Leo respondeu que iria me preparar direitinho pra o jogo…
Assis saiu e ficamos eu e meu padrasto que logo me chamou pra tomar banho, eu falei que sim mas n queria leite não, ele disse que iria me ensinar a outra brincadeira, entramos no banho e Leo já estava com pau totalmente duro e o meu ficou duro também depois de ver aquele ponto indo, e já tinha crescido mais, mas ainda era um pintinho, Leo pegou no meu pintinho e disse é BB você n vai ter um pinto de macho n, seu negócio vai ser virar minha putinha mesmo, Leo me pôs de costas pra ele é passou a mão na minha bunda, dando leves dedadas em meu cu, eu estava adorando aquela sensação e comecei a gemer baixinho, Leo percebeu e falou que eu estava pronto mesmo pra brincadeira, então ele começou a penetrar o dedo em minha bunda, pós um dedo inteiro q entrou com facilidade, eu senti um prazer enorme com aquele dedo me invadindo, pós um segundo dedo q entrou com mais dificuldade e doeu um pouco, foi onde eu tentei sair mas ele me segurou contra parede com força e falou calma minha putinha relaxa que vc vai adorar o q tem por vim, depois de um tempo ficou muito gostoso e comecei a gemer novamente, Leo então força mais um dedo que doeu de início mas aguentei já esperando aquela sensação gostosa novamente, Leo fala q está na hora estou bem abertinho pra ele. Leo então encosta seu corpo nas minhas costas e fala no meu ouvido agora vc vai ser minha putinha e vou arrombar esse cuzinho gostoso , ele enfia a cabeça do pau e logo em seguida o corpo todo de uma vez, vem aquela dor enorme e n aguento solto um grito junto de choro pedindo pra parar, Leo me empresa contra parede e fala calma safada logo vc vai pedir mais pica putinha, como n tinha como sair, o que eu podia fazer era aguentar e esperar mais uma vez à dor passar, enquanto isso vendo q já relaxei mais Leo começa a beijar meu pescoço e alisava minhas pernas e meus mamilos, aquilo começou a ficar gostoso novamente, ele falou ta vendo putinha como vc gosta de pica, ta gostando da brincadeira? Eu respondi que sim. Ele falou que iria me Rider muito esse fim de semana e que de agora em diante eu seria sua vadia, Leo começa a tirar a pica toda e enfiar novamente até que ele falou que iria me encher de leite já que eu n queria mais beber começo a sentir aquele valor me invadir e Leo gemer feito um cavalo ele puxa minha cabeça pra trás me beija na boca e diz agora se banha pura que agente vai dormir. Leo termina o banho e são do banheiro sem falar nada, eu fiquei no banheiro mais um tempo e comecei a pensar porque ele me chamava de puta agora e n me tratava mais com carinho como antes, começo a sentir que meu cu estava ardendo e coloco o dedo pra sentir , quando vejo meu dedo bem com o leite do Leo junto de sangue, fiquei com medo chorei um pouco depois me lavei e fui pra cama pelado mesmo, Leo n estava no quarto ele falava no telefone com minha mãe, com umas meia hora depois ele entra no quarto deita na cama beija meu pescoço e fala meu BB, e me abraça com carinho, me sinto bem novamente, depois disso Leo me comeu mais umas vezes até chegar o dia de irmos embora, ele chama Assis e fala pra ele que deu tudo certo que ele tinha uma nova putinha e um dia ele deixaria Assis provar.
Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,67 de 3 votos)
Loading...