Me entreguei para o Tio do meu marido 2

Bem gente sou belinha tenho 43 anos casada a 16 sou da zona leste de São Paulo eu meu marido nos damos super bem e ele sempre teve fantasias comigo apesar de sempre nega-las, esse é o segundo conto o primeiro foi Me entreguei para o Tio do meu marido.
O tio do meu marido veio num domingo para fazer uma pintura em nosso Ap e uma semana meu marido já tinha combinado com ele comprou a tinta e o Douglas se prontificou em trazer as ferramentas necessárias no sábado transamos muito imaginando o outro dia.Ele chegou por volta das 9 da manha recebemos ele e ficamos conversando bastante eu estava como sempre com uma legging que deixava minha buceta bem a mostra com uma blusinha curta ele me sempre estava olhando minha frente parecia querer me devorar ai na hora da pintura tinhamos afastado tudo do lugar e ele se deu conta que na pressa de sair tinha esquecido suas ferramentas meu marido falou pra não se preocupar que ele iria no deposito comprar o que faltava ele desceu e esqueceu o cartão que abre o portão e me ligou do celular pra eu abrir o portão pra ele e que quando chegasse me ligaria de novo para abri-lo no celular falou pra mim que iria em outro depósito mais longe pois o da região é muito careiro e falou que demoraria pelo menos uns 40 minutos e eu falei ta bom quando voçe chegar me ligue e ele falou aproveite e desligou o celular nessa o Douglas me perguntou o que estava havendo e expliquei para ele ai não deu outra ele ficou doidinho e já começou a me agarra me beijando, passando as mãos nos meus peitos eu tentava resistir mas na hora que colocou a mão na cona não aguentei ele começou a tirar minha roupa e fiquei peladinha ele também foi rápido puxamos o sofá ele me jogou e começou a esfregar minha buceta depois chupou ele todinha e me perguntou: esta gostando e eu respondi que sim ai ele falou: vem aqui Belinha vamos aproveitar antes que ele chegue se ajoelha e chupa meu pau, vamos cai de boca logo engole tudo até chegar na garganta e eu chupava muito aquele pau grosso e roliço ai ele me colocou de quatro no sofá e começou a colocar devagarinho e falando pra mim vou te foder muito essa bucetona inchada e apertada vou te comer muito e eu falei não perca tempo me fode muito gostosão.
Eu gemia muito naquela rola grossa ele deitou no chão e mandou eu sentar na sua vara nossa que delicia no começo doeu um pouco sentar naquela rola minha buceta estava sendo toda aberta pela grossura do seu pau e eu estava adorando seu pau estava todo melado ai ele deitou no chão e me pegou no frango e falava vou te foder bem gostoso vou arrombar sua buceta apertada ele bombava com muita força a cada estocada gemia de tesão e ele começou a aumentar a velocidade ai não aguentei gozei muito e ele metendo mais e mais até quando ia gozar tirou pra fora e me deu um banho de leite me levantei e fui tomar um banho rápido estava esgotada minhas pernas tremiam que delicia de sensação passado quase uma hora meu marido me liga para abrir o portão e rapidamente me perguntou: então amor aconteceu? eu respondi sim meu amor ele me comeu muito não estou aguentando ficar em pé.
Meu marido chegou como se nada estivesse acontecido entregou o que faltava para o seu tio e começou a pintura nesse decorrer quando eu passava o Douglas passava a mão em mim e mandava beijos meu marido sabia e fingia que não via nada o dia passou e o Douglas foi embora meu marido estava louco tentou me foder mas não tinha forças estava esgotada.Bom até mais espero que tenham gostado quem sabe não conto a ultima vez com seu tio.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...