Aprendendo na escola parte 1

Olá meu nome é Claudio (fictício), sou negro, tenho olhos esverdeados, graças a minha mãe, 1,85 de altura, 100 kg, 23 cm de rola.
Eu tenho muito contos para relatar, mas vamos começar do inicio.
Estudava em uma escola publica estadual, e desde pequeno sempre tive “problemas”, pelo tamanho do meu penis, se ficasse enrijecido apenas já chamava a atenção, os amigos me zoavam as meninas também, afinal eram outra épocas. Estava com 14 anos antigamente 7ª série, tinha 5 matérias, minha professora de Português vai chamar de Ofélia, morena de cabelos pretos e outros brancos deviam ter uns 55 anos, o rosto era bonito, mas o corpo normal, mas tinha um quadril largo. Ela vestia umas roupas muito estranhas e nunca me chamou a atenção. Um belo dia sexta-feira as duas ultimas aulas eram dela, os moleques, levaram umas revistas pornôs, e quando me passaram levantou um volume nas minhas pernas, e logo começaram a rir, a Sheila logo se ligou ela era a dedo duro na sala (eu comi ela depois, mas é outro conto), e falou professora os meninos tão vendo mulher pelada, a professora ficou horrorizada, e mandou-nos levantar, mas para mim ficou difícil naquele uniformes de escola com malha mais fina. Como ela mandou todos levantarem La fui eu, ela olhou o volume e falou espantada, esta escondendo a revista dentro da calça? E eu falei não professora, e ela brava falou e o que isso nas suas calças? Todos riram e eu fiquei super constrangido. E ela ficou vermelha e gaguejou, mandou todos para o intervalo faltando dez minutos ainda. Me chamou até a sala dos professores no andar de cima. E falou o que é isso que levantou todo esse volume da sua calça? Eu com muita vergonha respondi é meu penis professora, ela me olhou estranho e falou que não acreditava, e eu falei é verdade professora, e ela disse se você estiver mentindo vou te dar uma suspensão, e meu pai não me perdoaria, nem quero pensar. E ela falou abaixa a calça, por favor, e eu com vergonha falei, mas professora, ela mandou de novo anda logo, senão diretoria direto, e eu abaixei, já estava mole, e mole media uns 14 centímetros, ela esbugalhou os olhos e falou é verdade, mas ele não esta parecendo aquele volume todo, já falou com certa malicia, e eu falei, só quando fica duro professora, e ela ficou olhando e o que você viu quando ele ficou duro? E com vergonha falei os peitos da moça, esqueci-me de mencionar, mas ela era boobs seios bem grandes. De repente ela abriu a blusa e falou iguais esses? Na hora que vi os seios dela fiquei branco a pressão caiu e meu pau quase acertou o queixo dela, ela olhou espantada, ele deve ter ficado uns 19 centímetros, ela olhou, me olhou nos olhos e disse, Se você contar para alguém eu te suspendo e repito você de ano, daí eu falei ta bom professora, e ela me mandou sentar até ele diminuir e depois podia sair, pois chegariam os outros professores. Foi o que eu fiz. Eu precisava bater uma punheta, os seios dela eram maravilhosos, mas na escola não dava. O que eu não sabia era que não podia falar nada, mas ela alastrou para as professoras. Acabou o intervalo e a professora de matemática disse que precisava falar comigo muito sério, essa sim era jovem linda todos os meninos punhetavam por ela. Mas enfim voltei pra sala, meio assustado, e o clima era de medo, todos acharam que tomei bronca. A molecada começou a pegar no pé da Sheila, mas eu fiquei calado, mas na hora que ela dedurou os meninos de novo, já me soltou um muito bem Sr. Claudio não aprendeu a lição tudo bem ficará comigo após a aula, na hora tentei argumentar e ela me repreendeu, mas depois minha mente viajou será que veria aqueles seios de novo? Pois bem acaba a aula todos saíram menos eu. Ela apagou mais da metade das luzes da sala tirou o avental, e para minha surpresa ela esta sem o sutiã igual antes, ela veio em minha direção abri novamente a camisa e me pergunta já teve alguma mulher na vida? Eu respondi que não entendi, e ela me fala você já transou? E eu respondo não senhora, e ela pergunta, mas e a meninas nunca tentou nada, e eu falei que não. E ela perguntou seu pau gostou do que viu agora pouco? Vi que ele ficou bem duro. E eu respondi sim adorou, ela abriu toda a camisa, encheu a Mao nas minhas partes e disse me deixa vê-lo de novo? E ele já estava duro e meio melado, ela pegou nele eu estremeci, ela começou uma punheta, e disse pega neles são seus se você for bonzinho, não vai se arrepender, e ai veio o momento mais maravilhoso da minha vida, ela bateu meu pau na cara dela, cheirou e colocou na boca, quase gozei na mesma hora, e ela chupou lambeu, tentou engolir tudo, mas não conseguiu, e sem avisar nem nada gozei na boca dela fartamente como nunca fiz na vida, e apertei o seio dela, e ela continuou chupando e meu pau ficou meio mole. Ela levantou me deu tapa na cabeça e disse filho da puta quando for gozar avisa, e me deu um beijo de língua como nunca beijei antes, e ela riu e falou sentiu o gosto do seu leite? E me mandou embora.
Quando já estava quase no portão ainda anestesiado pelo o que aconteceu, minha professora de matemática me chama, com uma voz brava, e pergunta o que ainda fazia la na sala, pois ela estava me esperando a meia hora, e eu disse que estava de castigo, e ela respondeu vem comigo, me puxou pelo braço até o carro dela e falou, abaixa as calças e eu falei assustado como, e ela como nada, deixa ver uma coisa, quando ela sentiu o cheiro, ela disse estava de castigo né seu tarado? E eu falei professora, e ela me interrompeu brava a disse, faz ficar duro anda, e eu respondi, mas professora, e ela brava respondeu anda logo, abaixou minhas calças com força pegou nele e começou punhetar, e ele começou a ressurgir, e ela comentou aquela vaca te atacou primeiro né? E olha que é casada, e ai veio o segundo boquete, a professora Fernanda encheu a boca e engoliu quase inteiro melhor do que a professora Ofélia, e chupou demais e ele endureceu, A Professora Fernanda tinha entre 25 e 30 anos, uma mulata bunduda, alta de seios lindos e enormes, ela levantou e beijou minha segurando meu pau me punhetando, e pergunto se eu não era mais virgem, e eu disse que ainda era, e ela falou prometa que serei a primeira, mas nisso chegou a Professora Ofélia, e brava perguntou o que eu fazia ali, e quando ela olhou pra baixo viu a Fernanda de joelhos me chupando, ela ficou muito brava e disse larga já esse menino sua pedófila, A Fernanda levantou e disse o que você falou? E as sua me mandaram embora e ficaram discutindo, e acabei indo embora de pau duro. ….. Continua (espero que gostem)

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...