Descobri meu filho. Sequencia

Quem leu o conto inicial, Descobri meu filho, entendeu que eu descobri que meu filho com 9 anos ja estava bem esperto. Tinha um amigo alguns meses mais velho, o Davi de 10 anos, que costumava chupar e dar pra um garoto de 14 anos. E meu filho costumava assistir.
Claro que eu desconfiei que meu filho não ficava só assistindo. E depois de tudo que aconteceu na piscina. Depois de os dois garotos terem me chupado e compartilhado a minha porra. Eu estava ciente que meu filho gostava da coisa tanto quanto o amigo Davi.
O dia correu normalmente. Nem parecia ter acontecido algo tão intenso. Os meninos agiam normalmente. Fomos ao shoping, comemos no Mc-Donalds, tudo de acordo com a vontade deles. Mas minha cabeça não parava de pensar no ocorrido. Toda hora que eu lembrava eu ficava de pinto duro. Mas tambem com muito receio de como as coisas seriam dali pra frente. Como ficaria a minha relação com meu filho? Como seria se o Davi passasse a frequentar nossa casa? E esse outro garoto de 14 anos? Quem seria ele? Como interferir nas aventuras sexuais desses meninos? Se é que eu deveria interferir nisso!
O melhor era deixar as coisas seguirem normalmente. Ja a noite, os menino jogavam video game no quarto. Eu liguei a tv do meu quarto pra me destrair e deixei minha porta aberta pra escutar o movimento deles. Ja era meio tarde e depois de alguns cochilos eu percebi um grande silencio. Fui ate a porta do quarto do meu filho e vi que ele esta na sua cama dormindo todo largado. Parecia cansado. O Davi estava dormindo num colchão ao lado da cama. Os dois estavam só de cueca e o quarto estava claro com a luz que vinha do corredor e do aquario que meu filho tem no quarto.
Fui ate a cama do meu filho e o cobri com um lençol, como de costume dei um beijo na sua testa e ele se mexeu ajeitando o corpo e continuou dormindo. Olhei no colchão e e o Davi estava acordado me olhando. Fui ao lado dele e me abaixei. Ajeitei o lençol cobrindo ele e fiz um carinho no seu cabelo. Ele sorriu e se virou de bruço para dormir. O lençol fino marcou seu corpo e eu fiquei um tempo olhando sua bunda redondinha e saliente. Fiquei de pinto duro na hora e morri de vontade de acariciar aquela bundinha. Mas me contive e fui pro meu quarto.
Tirei a cueca porque minha ereção estava apertada. Deitei na minha cama e fiquei vendo tv pra tentar baixar minha rola.
Poucos minutos depois meu pinto estava meia vida. Foi quando o Davi chegou na porta, parou e ficou me olhando. Perguntei se tinha acontecido alguma coisa e ele disse que não conseguia dormir. Nesse momento o Davi olhava fixamente para o meu pinto, que ja voltava a endurecer. Perguntei se ele queria assistir tv comigo e, sem responder nada, ele subiu na minha cama e ficou ao meu lado olhando pro meu pinto.
Eu tb não conseguia me controlar e meu cacete estava cada vez mais duro. Mesmo assim eu fingia estar assistindo a tv. Mas aquele garoto branquinho, levemente gordinho, quase pelado e deitado ao meu lado encarando minha rola!
Coloquei minha mão no braço do Davi, deslizei ate a sua mãozinha e a levei ao meu pinto. O menino não perdeu tempo e começou a me punhetar. Minha rola enchia a sua mão e ele foi se empolgano. Eu tambem estava muito excitado e falei pra ele me chupar. Ele não perdeu tempo e abocanhou minha rola. Sua boca umida e quente me levava a loucura. Mas minha vontade era deflorar aquele cuzinho!
Perguntei se era verdade que ele ja tinha sido comido pelo pai dele. Ele parou de me chupar e me olhou, confirmou com a cabeça e voltou a me chupar. Perguntei se ele aguentou a rola do pai e ele confirmou novamente com a cabeça. Aquela conversa estava me deixando louco, então perguntei se o pau do pai dele era maior que o meu. Ele parou, sorriu e me disse que o pinto do pai dele era um pouco menor que meu. E não era tão grosso. Antes que ele voltasse a me chupar, perguntei se ele aguentaria minha rola, se ele queria dar o cuzinho pra mim. Ele olhou minha rola medindo com os olhos, voltou a me olhar nos olhos e sorriu.
……..
Continua!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 3 votos)
Loading...