,

Gustavo

Há 2 anos 2 ★ 5.00

Entrei neste site de contos, e estou adorando ler alguns que me parecem ser fatos verídicos Outros mesmo sendo fakes, são bons.
Tenho 3 postos de combustíveis em SP Capital (Zona Oeste), e um deles por incrível que pode parecer é o que mais me dá lucro, justamente onde menos podemos esperar pois está a poucos metros de uma grande favela. Nunca tive problemas com assaltos e cheques devolvidos. Aqui as pessoas param e pedem para abastecer R$ 10,00 ou R$ 20,00 e pagam em dinheiro vivo.
Eu ajudo a comunidade como posso, sempre dou camisas, bolas e até algumas chuteiras para o time de futebol, etc.
O que vou relatar agora aconteceu começou em Janeiro/2016, e até agora me proporciona muito prazer e sexo.
Em um sábado quando eu e os funcionários já tínhamos fechado o posto e estávamos indo embora, uma mulher acompanhada de uma menina vieram conversar comigo. Eu já conhecia esta mulher, ele sempre passa pedindo dinheiro e comida. É uma nóia que vive perambulando pela região e querendo dinheiro para comprar drogas.
Um frentista me olhou e falou: E agora patrão, eu tenho que ir para casa, vou para a igreja…
Eu mandei ele ir e disse que eu abriria o banheiro que tem do lado de fora para elas usarem e depois iria embora.
Peguei a chave e pedi para elas serem rápidas.
Primeiro entrou a mulher e a menina ficou fora esperando. Só aí reparei bem na criança. Magrinha, baixinha, sem seios e com uma carinha linda. Logo perguntei:
– Ei gatinha qual seu nome ?
– Rayanne
– Você tem quantos anos ?
– 9
– Você é linda, uma princesa..
Ela só deu uma risadinha.
Nisto a mãe que estava no banho saiu e mandou a menina ir tomar banho.
Então a mãe da Rayanne veio conversar comigo:
– Obrigado por deixar a gente tomar banho.
– De nada – respondi
– Sabe, eu vi o senhor conversando com a Rayanne, ela é linda né ?
– É sim, uma gatinha..
– O senhor gostou dela ?
– Sim, ela é linda
– Sabe, vou fazer uma proposta pro senhor
– Proposta .. qual ?
– Mas se o senhor não aceitar, tudo bem… só não pode abrir o bico.
– OK… qual proposta ?
– Eu deixou o senhor levar minha filha hoje e fazer o que quiser com ela, e o senhor me dá quanto ?
– Como assim ?
– É o senhor pode fazer o que quiser com ela, mas me paga quanto ?
– Acho que a senhora está brincando… eu nem sei quanto custa
– R$ 500,00 e ela dorme com o senhor
– É sério esta proposta, ou a senhora está brincando comigo ?
– Dá o dinheiro e leva a menina
– Não sei
– O senhor não quer ?
– Não sei se quero
– Ela é cabacinha
– Eu quero, mas ela é pequena e se ela não quiser…
– Ela vai querer sim, eu já tinha conversado com ela, por isto viemos quando o posto tava fechando.
Aquela conversa me deixou com muita vontade de ter aquele docinho na minha cama, mas estava tremendo de medo, quando a nóia falou:
– Vem ver ela tomando banho… vem que ela vai abrir a porta… vêm logo !!
Fui e ela deu uma batidinha na porta e falou:
– Rayanne abre a porta que o homem está aqui pra te ver
Nisto escuto o trinco da porta e ela abriu um pouco. Foi o suficiente para eu ver aquela bebê nuazinha, bocetinha sem nenhum pelinho, sem seios… que tesãozinho…
– E aí o senhor vai me dar a grana ou ela vai dormir com outro homem hoje ?
– Estou com medo de dar B.O.
– Tá maluco, se alguém aqui descobrir os homem da favela me matam…
Olhei para a menina que estava ainda na porta e perguntei:
– Princesa, você quer sair comigo ?
A resposta veio como um tiro: “ Ahamm”
Então perguntei: Você já fez isto antes ?
– Fiz com meninos pequenos…
– Quantos anos tinha o menino ?
– 10
– E você quer transar comigo ?
– Ahamm
– E vai agüentar, você sabe que a primeira vez dói bastante ?
– Sei eu guento sim
Nisto a nóia interrompeu e falou: Ela agüenta sim, dá logo o dinheiro que eu to precisando…
Peguei minha no carro o dinheiro do movimento do dia, e dei os R$ 500,00 para ela.
Ao pegar o dinheiro ela me disse:
– Obrigado, o senhor quer trazer ela quando ?
Então pensei e respondi: Vamos fazer o seguinte, a senhora vai com a gente para um motel e depois trago a senhora de volta, pode ser ?
– Tá bom, mas espera eu ir buscar uma pedra… eu não agüento esperar.
– Vai e volta logo.
Assim que ela saiu de perto eu entrei no banheiro com a gatinha, ela ainda estava debaixo do chuveiro. Que tesão, quase gozei só de olhar para aquele corpinho infantil ainda, mas muito gostosa.
Pedi para ela desligar o chuveiro e ajudei ela a se secar. Me abaixei e dei um beijinho na xoxotinha, quentinha ainda do banho, e passei a língua.. chupei gostoso o pequeno clitóris.
Ajudei ela a se colar a roupa e fomos para o carro esperar a nóia mãe dela.
Pedi para ela sentar no banco do carona e colocar a cabeça no meu colo.
Fiz carinhos e todo seu pequeno corpo, aquilo estava bom demais.
Já estava pensando em não esperar a nóia e ir só com a menina para o motel, até que ela chegou. Estava bem alterada. Ela trouxe além de pedras de crack, uma garrafinha de pinga.
Partimos para um motel que tem na Rod. Raposo Tavares (rodovia do amor). Perguntei se a nóia tinha algum documento com ela e ela estava com o RG.
Meu carro grande (Tucson). E pedi para a menina se deitar no porta malas e ficar quetinha lá.
Escolhi um bom motel e pedi uma suíte com piscina, por ser a maior suíte.
Parei o carro e peguei a Rayanne no colo. E entramos.
Pedi para a nóia ficar na mesinha que tem no quarto, e ali ela ficou bebendo a pinga.
Pedi para a menina tirar a roupa e tirei a minha.
Meu pau estava tão duro que parecia que ia explodir.
Levei a menina para a piscina, bem quentinha…
Ela ficou abraçada no meu pescoço. Pedi um beijo e ela me atendeu. Que delicia sentir aquela boquinha infantil, e aquela lingüinha doce…
Coloquei meu dedo na sua pepeka e fiquei alisando enquanto beijava aquele docinho de menina. Ao lado da piscina tem as espreguiçadeiras, uma até parece uma cama.
Tirei a menina da piscina e a levei para lá. Nos secamos e coloquei ela deitada. Caí de boca… chupei seu pescoço, peitinhos, barriguinha e a xoxotinha. Eu mandei ela se virar e chupei até seu cuzinho.
Pedi para ela me chupar, e mesmo com nojo ela colocou a boca e ficou ali paradinha, logo tirou.
Levei a menina para a cama, perto de onde sua mãe estava. A nóia estava apagada num canto da cama e a garrafinha de pinga vazia.
Coloquei a Rayanne deitada. Por sorte no motel tinha camisinhas e um frasco de gel KY (para vender). Peguei o gel e lambuzei muito a xoxotinha e meu pau. Lentamente coloquei um dedo, a Rayanne se contorcia toda e pedia para ir devagar.
Sempre passando o KY, fui empurrando o dedo até entrar inteiro. Eu já estava quase gozando.
Tirei o dedo e pincelei meu pau, ela só me olhava com um pouco de medo.
Brinquei um pouco assim e fui empurrando e forçando, até sentir que a cabeça do pau entrou. Ela soltou um gritinho de “aiii tio, para, para.. ta doendo, para…” Fiquei parado só com a cabeça do pau gravado na sua pepekinha. Fiquei assim até gozar. Enchi ela de porra.
Só tirei quando o pau começou a amolecer.
Me deitei do seu lado e a abracei. Pedi desculpas, e disse que na próxima vez não iria doer mais.
Passados uns 15 minutos ela me pediu para voltar para a piscina.
Ficamos abraçados e nos beijando.
Passamos 8 horas neste motel e foi maravilhoso.
Até hoje eu saio com a pequena, e sempre tenho que dar dinheiro para ela e para a sua mãe. Mas posso afirmar com todas as letras: ESTÁ SENDO MEU MELHOR “INVESTIMENTO”.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...

,

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Tarado por novinhas

    Nossa que investimento mais delicioso hem Kk

  2. Rola dura

    Kkkkkkk da hora. Sou empresário também é entendo de investimentos. ….posso participar desse investimentos no e fundo especial. .me chame