, ,

Cunhada dos pés lindos engoliu meu leite

08-07-16 2 ★ 0.00

Me chamo André 20 anos, e minha cunhada se chama Samara, na época tinha 17 anos.
Sempre tive muito tezão nela, por ser linda, ter um corpo perfeito e ter lindoes pés.
Certa vez, contei a ela que havia sonhado que tinha beijado os pés dela, e ela não curtiu muito o sonho, falou que não gostava dessas coisas e tal, fiquei meio sem jeito, pois havia inventado para poder me aproximar mais. Foi então que tive a brilhante ideia de oferecer presentes a ela, sapatos da Melissa (marca que ela ama), inventei que tinha ficado apaixonado nos pés dela pelo sonho e que ela merecia ganhar presente pra deixa-los bonitos, mais que sua irmã não podia saber.
Ela de imediato falou que topava, que não iria contar nada pra irmã(minha namorada) e tal.
Perguntei o numero que ela calçava, ela passou, e de primeira comprei uma melissa pra ela, ela amou. A partir da i foi só alegria, ela começou a mandar fotos dos pés quando pedia, sempre falava comigo no whats e até mesmo usou uma mesma meia durante a semana toda no colegio, para me entregar no fds com chulezinho dos seus pés, do jeito que gostava.
Foi passando tempo, eu pagando cabelereiro dela, manicure e pedicure, dando presentes, até que então resolvi pedir pra beijar e massagear os pés dela.
Ela ficou meio sem vontade, porém falou que deixaria. Marcamos no dia seguinte, depois da escola dela, e combinamos que seria no carro, e que ninguem saberia.
Chegou outro dia, busquei ela na porta do colegio de carro, e fomos para uma rua deserta, ja era 18hs da noite, ja estava meio escuro e la ninguem iria ver a gente.
Ela estava um pouco com vergonha, confesso que eu também, porém puxei assunto sobre mais presente que ela iria querer e ficou de boa…
Chegamos no lugar que havia planejado, passamos para banco de trás do carro, ela estava de calça, tenis e camisa de escola. Me agachei e comecei a desamarrar seus tenis, e ja sentir um chulezinho maravilhoso, tirei suas meias e comecei a massagear e chupar seus lindos pés, cada dedinho, passando a lingua naquela sola lisinha maravilhosa.
No inicio ela estava rindo, mais depois parece que ela foi começando a gostar e então pedi ela pra ficar de costa pra mim, na posição de 4 e continuei beijando seus pés, até que não me aguentei de tezão mais e comecei a me masturbar.
Perguntei ela se poderia, ela falou que sim, portanto que não gozasse nela pra não suja-la.
Percebi que ela tava gostando da situação, tomei coragem e pedi ela pra punhetar meu pau pra mim, ela de inicio falou que era melhor não, por causa da irmã e tal, mais insisti e ela pegou no meu cacete e começou a punhetar maravilhosamente.
Até que falei que iria gozar, e perguntei se ela podia jogar nela, ela falou que não que iria suja-la, ai eu falei pra ela engolir, ela não quiz pois nunca havia feito, mais puxei a cabeça dela, e sem retroceder, ela abucanhou meu pau e joguei varios jatos de leite, ela engoliu todinho. Levantou meia com vergonha, abracei ela e falei que quardaria isso pra sempre entre 7 chaves.
Até hoje dou presente e banco ela, e sempre ganho boketes e chupo seus pézinhoos…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

, ,

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    ótimo conto

  2. Anônimo

    Caraio…me deu um tesão da porra!!!!