# #

Caio Raio e o Crush III

1252 palavras | 0 |4.20

Annyeong hasaeyo!! Bom, hj vou contar o que houve depois da noite do crush em minha casa.
No dia seguinte eu mandei várias msg pra ele no whats mas ele não respondia, eu fiquei com sede dele, eu queria vê-lo novamente! Então à tarde eu decidi ir a casa dele para vê-lo nem se fosse só de longe! Então eu fui.. Chegando lá eu parei o carro do outro lado da rua e fiquei um bom tempo observando e ouvindo “Missing You” de John Waite.
Um tempo depois, por volta das 15:00, vi um garoto saindo da casa dele, na hora fiquei irritado, pois achei que ele estivesse com outro, mas eu não podia ir lá faze nada pois eu e ele não tínhamos nada ainda, então só observei, o garoto saiu de bike e ao passar ao lado do meu carro notei uma certa semelhança nele com o Gui, talvez seje o irmão mais novo dele, já que o irmão tinha saído achei ki ele estaria sozinho então saí do carro e toquei a campainha da casa dele, toquei algumas vezes e nada, e quando eu partia embora ele abriu o portão, “E ae mano, onde ce vai?” “Achei ki não tinha ninguém aí” não , eu tava ocupado, entra aí” “não eu só vim te ver pq vc não me respondia então. .” “então mano, perdi meu celular ontem depois que sai da sua casa” por isso, fui tão tolo achando que ele não queria mais falar cmg, ele insistiu pra mim então eu entrei, ele me perguntou se eu queria beber alguma coisa, respondi que não, ele me levou até a piscina, que por sua vez era enorme, rs, ele então me disse: “Que bom que você veio, tira a roupa..” Na hora eu pensei em não ter nada com ele a não ser que ele me respondesse se queria ou não ficar cmg, ele já tava sem camisa só de bermuda, golpe baixo, ele sabe que eu não resistia a ele sem camisa, como eu não tirei ele veio até mim, e começou a tirar minha roupa, tirou minha camisa, suavemente, me beijou, e eu querendo sair dali, mas nossa ele era incrivelmente excitante, ele pôs a mão na minha bunda e apertou, nisso eu não resisti, enquanto ele tirava a bermuda eu tbm tirava, ficamos só de cueca e ele me beijando, e disse: “me perdoa” perguntei: “pelo quê?” E ele “por isso” ele me jogou na piscina!! Rs eu gritei: “Maldito!! Rsrs” depois ele riu e pulou tbm, ficamos ali, na água nos beijando tudo estava perfeito, ele então fez esse comentário: “você eh o primeiro cara que eu trago aqui.. Quer dizer.. Ei trago meus amigos quando tem churrasco mas eh diferente neh, você..” Nisso eu o beijei, do tipo “cala boca e me beija”, depois ele me disse: “vem cmg” saimos da piscina e ele me levou a um local onde era um tipo de sala de jogos, ainda na varanda. Ele me pegou pela cintura e me pôs sentado numa mesa de bilhar, meu deus como ele era forte, ele não era musculoso mas tinha uma força, ele então: “sempre quis fazer isso” eu só coseguia sorrir, não tinha palavras! Depois me deitou na mesa e veio por cima e tirou minha cueca, ele me beijava que eu esquecia de tudo era uma anestesia pra mim, eu virei a cabeça e ele chupou meu pescoço, dai ele tirou a cueca e ficou de joelhos por cima de mim e disse “mama eu?” Eu amava chupar ele, então, chupei devagarinho e como sempre ele jogava a cabeça pra trás e gemia, dai ele batia uma ainda com o pau na minha boca, alisava minha cabeça e eu alisava o bum bum dele, ai e bunda, era grande macia n tinha um só pelo, na vdd nenhum de nós tínhamos, ele não importava que eu brincasse com o bum bum dele, a maioria dos caras com quem fiquei nunca deixava, eu me amarro em bundas de macho, só pra brincar, ele depois me pediu pra deitar de lado ele então se deitou por trás e ergueu minha perna e falo : “deixa eu te comer?” N falei nada só empinei minha bunda encaixando no pau dele, ele então colocou pra dentro já não doía tanto, começou a penetrar bem devagar, e eu já sentia um tesão inexplicável, em pouco tempo ele já tava bombando bem rápido, ele e eu gemiamos como sei lá o quê, e como ele suava, aquilo me deixava louco, depois me pôs de quatro e eu mordia os lábios, enquanto isso ele fodia meu cu, nisso eu me masturbava e o tesão vinha em dobro.. Depois ele desceu da mesa e me pegou no colo me pediu pra segurar no seu pescoço e me comeu de pé, foi andando e me apoiou na parade e me comia, de repente ouvimos um barulho, paramos e ele me pediu pra esperar ali enquanto ele ia ver, depois eu falei: “o quê que era?” Ele: ” nada era só um gato..” Eu: “maldito gato!” Nós rimos e fomos pra dentro, ele segurava minha mão e eu pensava “uau! Como eu gosto muito desse cara” fomos ao banheiro e lá nós continuamos o que fazíamos, ele me pôs apoiado na parede e falo: “PQP mano, teu cu eh uma delícia” ele me comia tão bem, queria ser comido 24 hrs por ele, era um sonho! Depois de muito bombar ele tirou o pau e gozou na minha bunda.. O crush gemia, depois ele me virou e disse “posso faze vc gozar?” Balancei a cabeça e ele então começou a me masturbar.. Que mão.. Engraçado ele só olhava pra mim enquanto batia.. Acho que queria ver como eu iria reagir ao prazer, ele tinha uma cara de safado, em pouco tempo ele me fez gozar, eu gemia bem alto, ele não parava.. Depois com a mão dele melada passou o dedo na minha boca.. E me beijou..
Depois de tudo tomamos banho e ele foi lá fora buscar nossas roupas, que deixamos perto da piscina, depois ajudou a me vestir e eu perguntei: “quando cheguei aki vim um garoto sair da sua casa.. Quem era?” Ele se levantou e disse “era meu irmão.. Rsrs pq sentiu ciúmes?” “o quê? Ciúmes? não, pq eu teria ciúmes, se nós não temos nada.. Ainda!” Ele ficou sério e falo: “meu, eu não sei se eh uma boa idéia..” “pq n?” “vc sabe que até um tempo eu nunca tinha experimentado essa fita, então eu não sei bem o que eu quero.. Preciso de um tempo..” “tá, n vou te precionar, mas vou esperar até que vc tome uma decisão, seja ela como for..”.
Depois disso eu fui embora, como num drama, saí depois olhei pra trás (faltou a chuva) entrei no carro e fui.. No caminho fiquei triste e só ouvia “please don’t..” do K. Will, ouvi repetidamente até chegar em casa..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,20 de 5 votos)

# #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos