, ,

Um padrinho na lua de mel

Há 2 anos 6 ★ 5.00

Oi meu nome é Janus, sou estudante de engenharia, minha esposa é estudante de medicina, fomos noivos durante cinco anos, nosso namoro sempre foi com muito respeito. Quando ela passou no vestibular resolvemos casar, mas ao invés de gastarmos com festa resolvemos viajar para as cataratas de Iguaçu, como estávamos com a grana curta fomos de ônibus pra gente ir apreciando a paisagem.
Só tínhamos feito sexo duas vezes, mas com aquele ambiente dentro do busão deixava a gente muito excitado, e aí começamos a pegação. Já à noite na parada para jantarmos minha esposa comentou que um senhor de cabelos grisalhos ficava sempre olhando pra ela e sorrindo, eu olhei e conheci, era um professor de educação física que treinava vôlei e minha irmã era atleta, ela vivia elogiando ele. Quando o cumprimentei ele nos convidou pra sentar a sua mesa e ao descobrir que estávamos em lua de mel fez questão de passar por nosso padrinho desde que minha esposa Sara fizesse o papel de sua filha.
Já em Fós. o padrinho alugou um carro e disse que estava indo estudar no Paraguai e que lá era tudo mais barato, recomendou que fosse junto com ele e se não gostássemos ele nos traria de volta. Quando comparamos os preços aceitamos na hora, foi aí que ele deu a cartada. Olha minha filha, eu sei que é a sua lua de mel, mas se vocês não se importarem a gente divide o quarto, e como vou estar à manhã toda na universidade vocês podem curtir bastante durante a manhã, e a tarde a gente vai passear nos pontos turísticos. Sara topou, então eu achei que não era nada de mais, topei também.
Tudo ocorria normal durante aquela semana, na sexta feira a tarde Sara foi em um salão fazer as unhas, e ficamos eu e o padrinho no quarto, quando escutamos a batida na porta levamos um susto, meio suado fui abrir a porta pra Sara… Ela logo estranhou a tv estar desligada e a gente só de cueca, padrinho não falou nada, pegou a toalha e foi pro banheiro tomar banho.
Sara muito curiosa quis saber o que estávamos fazendo, e eu falei brincando que o padrinho estava me ensinando como eu deveria fazer pra comer sua bundinha, já que eu tentava há quatro dias e ainda não tinha conseguido. Sara então sorriu e disse: eu sei que você está brincando, se o padrinho não fosse um homem sério eu achava que isso seria verdade.
Padrinho saiu do banheiro só de toalha, e na nossa frente colocou a cueca sem suspender a toalha e ainda continuou com ela na cintura. Foi quando ele propôs de eu ir até um lanche ao lado do hotel comprar alguma coisa, me deu o dinheiro e eu desci e demorei mais de meia hora para voltar… agora era Sara que parecia estar soada, quando indaguei ela disse que estava exercitando… sorriu e entrou no banheiro para tomar banho.
Não satisfeito perguntei ao padrinho o que tinha acontecido… e ele brincando respondeu que tinha amansado Sara e agora ela já estava pronta pra me dar a bunda… eu não acreditei que ele tinha falado do nosso segredo… ele disse: eu não falei nada e não fiz nada, mesmo que minha filha diga algo eu vou negar tudo.
No outro dia padrinho saiu cedo, Sara curiosa quis saber se tivemos alguma conversa sobre alguma putaria, então sabendo que ela não acreditaria eu contei que tinha comentado com padrinho sobre minha frustração de comer sua bunda… então ele deitou de costa e mandou-me deitar por cima dele, mesmo estranhando fiz o que me pediu… ele então fez eu deitar sobre seu corpo e beijando meu pescoço foi passando a mão na minha bunda… tentei sair ele então disse: calma eu só to demonstrando o que você tem de fazer. Eu caí na dele, quando dei fé a sua mão já estava dentro da minha cueca alisando meu cu.
Eu pulei e disse: o sr está doido! Ele sorriu e disse: agora vai até a janela e fique olhando pra fora: fiz o que ele me pediu, então ele me encoxou por traz enfiou a mão pela minha cueca e ficou brincando com meu pau, nesta hora achei gostoso e fui deixando… quando dei fé de novo minha bunda já estava toda de fora e ele esfregava seu pau no meu rego. Fiquei quietinho deixando acontecer. O resto da história não tive coragem de contar, o certo é que ele não me comeu, mas disse que queria meu cu com Sara ao lado. Essa era a aposta e nosso segredo.
Sara então disse: já que vamos fantasiar eu vou contar o que aconteceu. Depois que você desceu eu resolvi indagar o que ele estava fazendo com meu maridinho, ele respondeu: treinando pra comer sua bundinha… eu disse que não tinha coragem de dar o cu, então padrinho me diz: vem que eu vou mostrar como é gostoso… do jeito que estava soltou a toalha deitou de costas e me chamou, pediu pra eu fingir que era seu marido… na brincadeira deitei sobre ele, quando dei por mim já estava beijando o padrinho e dizendo… não amor, na bundinha não… isso porque seu dedo já estava dentro da minha bunda.
Eu pulei e disse: que loucura padrinho, já pensou se o Janus descobre! Ele então disse: vai até a janela e vê se nosso corninho ainda está no lanche… fui até a janela e te vi sentado na mesa tomando um suco enquanto esperava o lanche. Padrinho chegou por traz e ficou beijando minha nuca… quando dei por mim ele já estava com o dedo esfregando minha xereca enquanto a cabeça do seu pau forçava a entrada do meu cuzinho… gozei e disse: enfia tudo e goze também padrinho, ele então respondeu: não minha filha, esse cuzinho é de seu marido, mas depois você me paga a aposta, esse vai ser nosso segredo.
Naquela fantasia ficamos fudendo a manhã e a tarde toda do sábado, padrinho só chegou na boca da noite, nos convidou para sairmos e ele bebeu bastante, como eu não bebo vim dirigindo. No quarto padrinho só foi o tempo de tirar a roupa, ficar só de cueca e caiu na nossa cama deitando no canto. Não quisemos acordá-lo, então deitei no meio, Sara na ponta e ficamos assistindo tv, não resistimos e colocamos no pornô, e ficamos na putaria debaixo da coberta.
Sara toda hora olhava para ver se o padrinho estava dormindo, como ele estava todo encolhido ela disse: joga a coberta por cima do padrinho também amor! Fiz o que ela pediu, não dei um minuto e senti a pau de padrinho em minha bunda, ele então abraçou a gente e fizemos um trenzinho com ele atolado no meu cu e masturbando Sara. Acabamos gozando os três e assim ficamos dormindo padrinho engatado na minha bunda e eu engatado na bunda de Sara.
Quando acordamos o pau de padrinho endureceu dentro do meu cu, quando pensei que ele iria ficar socando de novo ele tirou e falou: vem Sara agora é a sua vez de pagar a aposta, Sara então passou por cima de mim deitou com a cabeça no pau de padrinho, que cheirava forte a bosta, parece que ele tinha feito uma lavagem no meu cu. Sara sugou aquele pau melecado de bosta até padrinho gozar enquanto eu gozava no cu dela. No domingo a ultima noite resolvemos ficar no quarto então mudamos a posição e foi assim que senti o gosto da bosta de Sara melecada no pau de padrinho.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...

, ,

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Souza

    huuuuuu

  2. Pauzudo

    Que bom come um cu..gostei do conto..eu sou coroa.sou tarado por cu..quero encontrar mulher casada..solteira..novinha e casal liberal..tenho pau muito gostoso..se tive algumas afim de ser comida por mim..me chama no zap..41-9730 1324..como buceta e cu..espero resposta..vc vai gosa muito no meu pau..

  3. Lorenzo

    Estou criando um grupo “CNN News” só de mulheres ousadas, sem frescuras.
    Com sigilo e discrição total “contos, fotos e videos”. WhatsApp (19) 9 83090717

  4. Jordane

    Só para lembrar, para comer bosta não precisa dar o cu.

  5. anonimo

    caralho que cara babaca. vai toma no cu

  6. correa

    Parabéns adorei seu conto fiquei com muitíssimo tesão me chamem no wat 12981959266 casais e casadas . Sigilo absoluto