,

Novinho safado

10-06-16 1 ★ 5.00

Bem esse é meu primeiro conto aconteceu tem pouco tempo e é real. Sou leitora fiel do site, e foi por isso q tive coragem de fazer o que fiz. B om sou casada, tenho um filho de três anos, 25 anos, baixa, negra e falsa magra, tenho curvas deliciosas como dizem. Meu casamento já não anda bem desde que tivemos nosso filho, eu(Regina) e o Wesley nos conhecemos a 7anos mas a coisa toda esfriou entrenua… a gente, mas não nos separamos por causa do nosso filho. Não ligava pra nenhum homem mais, até que percebi olhares nada discretos de um rapaz que trabalhava numa farmácia perto do meu serviço. O rapaz era uma delicia, um pouco mais baixo do que eu, branco, com um discreto cavanhaque e uma cara de safado que me desarmava toda vez que eu passava em frente à farmacia. Era descarado, encarava e piscava o olho, meu Deus, ficava molhada na hora mas me dava raiva tbm por que só ficava nisso. Ate que um dia sentada na praca tirando o horário do almoço, ele passou de bicicleta pra fazer uma entrega, me olhou e piscou, decidi investir, fiz sinal e ele veio a mim. Tava cheia de vergonha, mas o tesao falou mais forte. Se apresentou como Vitor tinha 23 anos, e me perguntou se eu era casada, confirmei que sim, não podia negar apesar de não usar aliança. Perguntei se tinha algum problema, ele respondeu que não pro meu alívio, mas como eu faria pra nos encontrarmos. Não tinha pensado nisso ainda, ai ele me perguntou onde eu trabalhava e se fava pra ele passar lá. Eu respondi que sim, pois trabalhava de faxineira em um prédio. Trocamos números e me disse pra mandar um zap quando desse pra ele aparecer. Bom fiz uma faxina rápida no prédio tomei um banho no quartinho que ficava na garagem e quase não aparecia ninguém la naquele horário a tarde. Era perfeito para o nosso encontro. Mandei mensagem pra ele, e ele chegou em dez minutos. Abri o portão tomando cuidado pra ninguém nos ver, levei o para o quartinho e começamos a nos beijar, e que beijo ele tinha hein, uma delícia foi passando a mão pelo meu corpo, de forma até desesperada, mas com um tesao que meu marido nunca tinha me tocado, começamos a nos despir, e ele me colocou de quatro apoiada sobre a tampa do vaso sanitário, e entrou em mim de uma so vez. Eu estava encharcada pelos meus fluidos, e o pau dele tbm não era grande mas era grosso, entrou com facilidade e investidas fortes que me tiravao os pes do chão, mas não demorou muito ele anunciou que ia gozar tirou de dentro de mim Pra não gozar dentro, olhei pro pau dele minha boca encheu d’agua, nunca tinha feito um boquete, mas agachei e coloquei tudo dentro da boca, não entrava tudo por causa da grossura mas suguei a cabeça bem gostoso com voracidade, e olhei pro rosto dele com cara de safada, acho que ele ficou espantado com minha atitude, mas tava gostando segurando a minha cabeça
Pra ir mais fundo, ai sentir um jato quente meio salgado na minha garganta, engoli um pouco e o restante escorreu pela minha boca, o gosto não era ruim. Ai mos vestimos com medo de sermos flagados por alguém. Antes de ir embora me perguntou se tinha gostado, respondi que sim mas que foi muito, rapido enem tinha gozado, e e que ele tava me devendo. Ele respondeu que concerteza iria me pagar. Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)

,

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. drney

    gata eu poderia meter em ti sem pressa e te fazer gozar mto .
    [email protected]