# #

A Liberação Parte 1 (real)

605 palavras | 0 |3.20

omo minha mulher ia viajar na vespera fomos para um bar nos despedir-mos , depois de muita bebida e de nos beijar-mos muito , fomos para casa no caminho ela fala que estava louca para ser comida e me beijava , ao entrar em casa eu começo a tirar seu vestido e sua calcinha a deixo de soutien 1/2 taça e sapato de salto alto ,este fetiche me exita muito, ela uma mulher de 45 anos deliciosa e fico admirando aquela delicia e ela se abaixa tira minha calça e abocanha meu pinto que delicia de chupada , ela me deita e sobe em mim e me come engole com sua buceta , depois de gozar-mos ainda no chão eu falo que estava liberando ela durante a viajem, ela pergunta como e eu falo que não se preocupasse com fidelidade , mas queria lealdade , ela tinha que me contar tudo caso acontecesse algo, ela se exita e fala que se era assim ia dar muito pois ia sentir muito a falta do meu caralho fodendo ela , nos comemos novamente e arranco dela uma bela gozada.
Ela viaja , mas aquela conversa não sai da minha cabeça , me exitava imaginando ela fudendo com alguem, nos falamos durante os primeiros dias mas tudo tranquilo.
Mas lá pela sexta noite fora ela me liga de madrugada, sua voz mostrava que tinha bebido e sinto um frio nas costas e ela começa a falar , que tinha ido a um bar com conhecidos do curso que estava fazendo , e colocou um vestido que eu adoro, era tomara que caia , que ela usava sem soutien, todos dançavam com todos mas derrepente ela viu um cara que a chamou para dançar , como o vestido era colado no corpo sentiu o pinto do cara colado na testa da sua buceta e se exitou , como já tinha bebido sua libido estava a mil, e durante a dança ele espalma a mão na bunda dela e ela sente sua buceta se encharcar de prazer, quando ela percebeu ele a estava beijando e em seguida ela foi para o carro dele no estacionamento , ele puxa o vestido para baixo e seus seios saltam direto pra a boca dele , nada podia fazer estava entregue , teve o vestido tirado e sua calcinha rasgada , ele enfia a mão na buceta dela e a toca fazendo ela gozar nos dedos dele , e em seguida ela senta no pau dele que a penetra com força e violencia tem sua buceta sendo fodida ela gemia e gritava de dor e prazer , e goza novamente e ele goza tambem , depois de instantes de descanso ela se veste e volta meio zonza para o bar e o deixa no carro , o grupo volta para o hotem e no caminho ela fala que sentia uma mistura de tesão pois sem calcinha sentia seu prazer escorrer nas coxas , vergonha pois achava que todos sabias que ela era uma puta por dar para um estranho e medo que o que eu falei não fosse de verdade, falo para ela parar de falar e falo que estava tudo bem , pois foi eu que fez a proposta e pergunto se ela gostou de ser fodida por outro e se ela gozou gostoso, ela diz que sim e eu então falo que enquanto ela me contava eu me mastubei imaginando ela sendo comida ela então fala que ia tomar um banho e dormir , e eu falo que se até o final da viagem tivesse mais emoção eu estaria do lado dela , desligamos e eu terminei de me masturbar e gozar

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,20 de 5 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos