# #

Historia da minha vida real

1100 palavras | 0 |4.00

Eu tinha na época uns 13 anos trabalhava numa loja de um turco da minha Cidade, ele tinha três lojas, e eu trabalhava numa das lojas com um de seus filhos, na loja matriz era onde ficava o velho e seu filho mais velho seu nome Salim, era um turco bonitão, lá trabalhava um outro garoto amigo meu mais velho devia ter uns 17 anos, um dia eu soube que o Salim fodia nele, que o Salim era louco para foder um cu de garotos, nossa foquei exitado, já tinha uma admiração por ele depois de saber que ele gostava de foder um cu, nossa fiquei mais interessado ainda, eu já gostava de dar fazia troca troca com outros garotos mais eu mais dava do que comia.

Quando foi um dia o amigo teve que sair para servir o Exercito, o velho acabou falecendo, quem ficou com a loja foi o Salim, ele então pediu para eu ir trabalhar lá, nossa adorei, eu era um garoto bonito, corpo bem feito, umas pernas bonitas, uma bunda redondinha saliente gostoso mesmo, eu fui, logo senti que ele já veio com umas gracinhas para o meu lado, me encochando atrás do balcão, ate que um dia chegou umas mercadorias um pedido grande, e o deposito estava uma zona, não dava nem para andar direito, eu não é por falar desde garoto sempre fui muito bem organizado falei para o Salim que depois do almoço eu iria arrumar o deposito, trouxe uma roupa um shortinho bem apertadinho que mostrava bem a minha bunda, bem escandaloso mesmo, quasse não usava aquele shorts, levei só para provocar mesmo, e passei a tarde arrumando o deposito, de vez em quando ele ia lá ver como estava, e ficava vidrado vendo a minha bunda, que realmente estava bem a mostra com aquele shortinho apertadinho e curtinho, não me liguei no horário costumava fechar a lojas as 18 horas, já tinha passado do horário, ele apareceu no deposito e me disse deixa o resto para amanha já fechei a loja, eu estava realmente sujo negro de pó, ele disse eu vou tomar um banho, e saiu , dei um tempinho e fui ate o banheiro eu precisava tomar um banho, ele estava saindo do box, falou pode entrar estou saindo nossa quando eu vi ele pelado não acreditei ele tinha uma rola não tão grande mais muito grossa cabeçuda, e estava meio dura fiquei exitado quando fui entrar no box, tive que passar entre ele e a pia do banheiro, ele então aproveitou e passou aquela rola na minha bunda, nossa me arrepiei todo e disse nossa que bunda bonita você tem, eu dei uma risadinha tomei meio banho quando fui sair do box ele ainda estava no banheiro, fui passar por ele novamente ele me segurou com aquela rola na minha bunda e disse vamos ate o quarto vamos.

Na loja havia uma casa nos fundos e um quarto com cama preparado para foder mesmo, ele foi me arrastando eu também não fazia nenhuma força para não ir e claro, me deitou na cama e começou a chupar o meu cu, nossa aquilo era muito bom, eu me abri todo ele meteu o dedo, dois dedos, nossa eu estava maluco de tesão, na hora em que começou a querer colocar aquela rola dentro, nossa foi difícil eu não conseguia deixar dentro muita dor, a cabeça era muito grossa parecia um cogumelo gigante passava arrebentando eu ainda era virgem de uma rola assim só tinha dado para garotos e nenhum tinha o pau grande, mais o tesão era demais eu queria gozar com aquela rola dentro, mais queria ele todinha ate o saco, foi quando ele foi gozar não teve jeito nossa foi uma dor insuportável eu quasse desmaiei acabei gozando junto ele soltou o corpo dele sobre o meu e enterrou todinha lá dentro nossa que dor, saiu ate sangue fiquei uns dois dias passando pomada de assadura, nossa mais mesmo assim adorei, passei a foder com ele nossa o cara era insaciável tinha dia dele gozar duas vezes, ele gozava se lavava e voltava foder de novo, eu ficava assado de tanta rola, meti com ele ate os meus 22 anos fui servi o exercito mais as vezes a tarde ia na loja só para foder, me casei e mesmo assim ia lá para meter com ele, nossa ele era de mais eu já com os meus trinta anos ele ele já com uns 48 anos grisalhos bonitão casado também, mais a gente metia muito, eu trabalhava em outro local mais nos finais de semana fazia um bico lá ele me pagava comissão eu ganhava um dinheiro.

Normalmente no final do expediente a gente aos sábados, e domingo que ele abria ate as 12 horas, a gente comprava umas cervejinhas e bebia comprava alguns petiscos ele gostava de tomar Rum com coca cola, depois a gente fechava a loja para ir foder nossa era muito legal.

Ate que um dia a gente estava bebendo, minha mulher me aparece na loja para buscar o que não lembro, minha mulher é uma mulher bonita, morena , uma bunda carnuda, saliente , pernas bonitas, estava com uma saia ate o joelho mostrando bem as pernas e apertadinha delineando bem a bunda, ela adora também um Rum com coca coca ele ofereceu ela aceitou eu fiquei um pouco preocupado pois ela não sabia de nada, apesar de curtir tudo sobre sexo, anal, vaginal, oral, ela e bem sacana na cama, o Salim já meio altinho, começou com umas piadinhas umas gracinhas, eu fiquei com medo de ele comentar alguma coisa, só sei que ela pegou um dinheiro que na verdade eu não tinha foi o Salim que me emprestou, ela foi embora, fechamos a loja e fomos foder na cama ele começo a falar sobre minha mulher, dizendo que ele era gostosa, e perguntou o que ela gostava eu disse de tudo, ele então disse pó trás ela aqui para nos brincarmos, eu disse tu e louco se ele souber disso e capaz de separar de mim, mais fiquei exitado com aquilo, nossa metemos gostoso, ele dizia você vai deixar eu meter naquela boceta, eu na hora do tesão dizia que sim, você vai meter na boceta e no cuzinho dela, nossa e gozava gostoso. mais em uma outra oportunidade eu conto o que foi que aconteceu.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 4 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos