Daniela em – A prova do fim do ano na quinta série

bom que aconteceu na quinta serei tds sabem mais no final de ano na prova final foi o começo minha vida pregressa .de hoje
depois do ocorrido passo 3 meses quando meu primo o caio e o Ricardo viram que eu fiquei quieta eles tentavam puxar conversa mais eu muito nervosa com eles não falava nd e virava a cara
nas ferias de julho foi quando o caio começo a contar vantagem sobre aquele dia para os demais meninos da classe ele conto que eu tinha transando com os 3 do modo dele eu seria quem chamo eles pro bacanal que se deu não foi mencionado nd que eu tentei gritar pois não queria e ele me seguraram quase rasgaram minha roupa tamparam minha boca isto nd saiu pra eles foi eu que chamei e eles aproveitaram
então quando voltamos da ferias lá tava eu com fama de puta ão 12 anos
dai pra frente começo minha cruz tinha sempre um menino fazendo gracinha outro me oferecia dinheiro e assim se passo ate o final do ano mais na prova final eu tive que ceder a uma chantagem vó explicar melhor e com detalhe
bom isto só chego a este ponto digamos a culpa foi minha
eu sempre foi razoável em quase tds matéria mais em matemática eu era o ho
então na minha classe tinha o José um gordinho feio mais era muito bom em matemática
então ele sentava uma carteira atrás de mim mais eu nunca dava muita bola pra ele mais nos dia da meteria eu puxava conversa e o bobinho caia
e nas prova ele passava gola e quando falo cola bom ele fazia minha prova eu só colocava o nome
o coitado fazia td e no dia seguinte eu fazia que nem o conhecia afinal eu era uma das mais bonita da classe e ele com certeza era o mais feio e além disto muito gordo ele tinha quase 69 k com 12 anos
mais mesmo sendo bobinho era um cara legal eu é que fui a má pessoa desta trama
ele muito sólito me ajudava durante estas aulas e na prova do terceiro bimestre foi que eu vi que de esperta passei a bobinha no dia da prova ele como sempre fazia rápido sua prova e eu quando ele terminava eu ia ate a professora para tirar uma duvida neste momento ele trocava as folha que não tinha nome ainda eu esperava mais um pouco e entregava minha prova feita por ele e ele coitado tinha que fazer td de novo e ainda minha prova sempre tinha uns 2 erros que ele mesmo fazia para não parecer idêntica a dele ele tirava A em tds as prova eu me contentava com um B
mais neste dia foi diferente eu esperando ele dar o toque para eu ir distrair a professora qual foi meu susto quando ele se levanta e entrega a prova pra professora e saiu eu fiquei desesperada já tinha passado metade do tempo e eu ainda não tinha feito nd mesmo por que aquilo ali que tava na prova não parecia matemática pra mim parecia grego
dai no outro dia eu fui conversar com ele
o José me disse eu sempre te carreguei na costa desde o segundo ano e vc sempre a mesma só me da atenção perto das prova no dia seguinte faz que nem me conhece e ainda saiu com estes otário do teu primo e seus amigos que tmb só se acha eu mesmo vc nem da bola pois bem se quer a cola da prova do quarto semestre vai ter que transar comigo senão vai estudar para passar o a filhinha da mamãe vai ficar de recuperação eu tentei dialogar mais ele disse pra mim tanto faz estuda e td bem.
logo na primeira aula de matemática quando a professora entrego as prova já tive problema para explicar por que fui tão mau pois a dona Janete queria saber por que eu que sempre tirava B tirei um E só tinha acertado uma e errado tds outras bom joguei a culpa na menstruação que tinha decido pois eu já era mocinha bem cá pra nos eu tinha tido esta menstruação fazia uma semana antes por que depois do trabalho de casa tive menstruação pois 2 meses daquilo
ela engoliu a isca e ate falo td bem mais vc sabe que se não tirar uma nota azul na ultima prova vai ficar de recuperação mesmo tendo notas boas vc não pode relaxar e nos ultimo bimestre piorar se empenhe mais eu disse vo tentar D Janete
então tetei estudar mais esta matéria não era minha praia pois já tava acostumada a ter td feito pelo gordinho
perto a uma semana da prova final já em novembro eu tentei negociar com o José disse que se ele me passasse cola eu sairia com ele depois nas ferias ele foi firme e disse se não me der antes não to nem ai vai ficar por tua conta então resisti ate 2 dia antes da prova eu disse a ele ta bom eu transava com ele mais tava muito perto e não tinha como arranjar um lugar e ali na escola não dava ele de supetão me disse eu já tenho o lugar na minha casa eu fico sozinho meus pais trabalhão e só volta a noite e na parte da manha vc vai la e gente faz senão vc se vira então no outro dia eu pedi para minha mãe deixar eu estudar na casa de uma amiga pra prova que seria naquela tarde ela deixo e eu fui pra casa do José lá chegando era uma casa simples mais limpinha ele td alegre e tremendo eu apavorada me sentindo usada mais não queria repetir de ano ele tava limpinho cheirosinho tinha se produzido td para aquele dia eu já não tinha me produzido só pus um roupa e fui pro matador
ele pergunto se eu queria beber um sugo eu não vamos terminar isto logo então fomos pro quarto dele ele chego perto não posso reclamar pois ele foi um amor pois minha experiência anterior foi muito apavorante mesmo estando ali forçada o José foi carinhoso tiro minha blusa com carinho tento me beijar eu virei a cara e ele desceu a boca nos meus seios que já tava pra chupar então com todo carinho fico ali eu tremia não sei se de terror o se de trazer então ele desabotoou minha calça e desceu a mão pra dentro dela por cima da minha calcinha e começo a acariciar ele era calmo e eu comecei a relaxar e ate a gostar ele logo que viu que eu tava aceitando os seus carinho se agachou e acabo de tirar minha calça e por cima da calcinha começo a cheirar minha bocetinha e disse dani eu sonho com este dia desde o segundo ano eu sempre amei vc e não mi importa que aqueles moleque diz eu sei que vc não e aquilo e eu pesquisei muita para que este nossa primeira vez não deixasse vc constrangida dai ele .pedir posso ficar pelado e tirar tua calcinha eu vendo ele assim só balancei a cabeça ele tiro a roupa dele eu logo olhei pro pintinho dele fiquei assustada pois não sei se ele tava nervoso mais quase não dava pra ver era pequeno e ainda tinha a banha dele que cobria ele era redondinho de cima abaixo ele pediu pra eu chupar ele eu disse não ele tá bom eu não vo forçar mais eu posso chupar vc eu balancei a cabeça dizendo sim ele então abaixo minha calcinha deitado do lado contrario de mim e chupo com vontade eu já com tesão vi o pintinho dele crescer um pouco não resisti e comecei a massagear ele que com o incentivo fico firme então eu já td melada pela chupada dele coloquei o pintinho na boca e começamos um frenético 69 ate que nos 2 gozamos eu quando vi o sêmen saindo direi o boca mais ele chupo td que saiu de mim
passamos neste chupa chupa uma hora e meia eu disse vc não vai transar comigo ele não Daniela já to satisfeito não vó forçar vc a ter relação comigo não se vc quiser a gente volta a brincar mais td depende de vc eu logo disse mais a cola vc vai dar ne ele não se preocupe eu vó passar como antes agora vc ve se eu mereço ter mais que hoje eu quero namorar vc e é serio quero casar com vc
eu nunca olhei para outra menina eu sempre quis vc hoje eu matei minha vontade de ter vc pertinho de mim só tive vc assim nos meus sonho então me vesti e fui embora e nem olhei pra traz na provo do dia seguinte ele fez td como combinado nas ferias do fim de ano eu não ia viajar ele disse se poderíamos sair para passear no parque eu ….
mais já fica pra outro dia.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 3 votos)
Loading...