# #

Minha pescaria Semanal II

968 palavras | 0 |3.75

Bem o que foi contar nada mais é do que a complementação da minha primeira historia, como contei para vocês acabei abrindo o jogo com minha mulher, falei que estava dando para o Claudio, um negro de uma rola de uns 23 cm e muito grossa.
Ela em vez de se aborrecer achou melhor querer conhecer o Claudio, ela é uma mulher bonita, loira, 1.65, 72 quilos umas pernas bonitas e uma bunda saliente carnuda, e adora sexo anal, pensei comigo mesmo, já que eu gosto de dar porque não oferecer este prazer a ela também, e resolvemos ir no Sábado.
Ela colocou um shortinho branco, nossa que delineava bem a sua bunda, um top zinho curtinho deixando a barriguinha a mostra, e fomos, passamos no mercado compramos umas bebidas, ela gosta de rum com coca, ou batidas, mais não aguenta muita bebida não logo fica saidinha, alegrinha, quando chegamos na casa do Claudio ele não entendeu nada, ele esperava eu para foder, mas arregalou os olhos quando viu a bunda dela, ele adoro um cu, e me perguntou o que estava acontecendo, eu não quis dizer a ele que ela havia ido lá também para foder, falei que ele quis vim junto, fui fazer uma batida e começamos a beber, o sol esta forte, ela resolveu tomar um sol, ela e bronzeada, tirou o shortinho e colocou um biquine, nossa o Claudio ficou exitado com aquela bunda, e me disse cara que bunda, eu perguntei gostou, ele disse nossa maravilhosa, ela gosta de dar o cu, eu respondi eu meto no cu dela, ela gosta, e ela tem um bocetinha apertadinha, ele disse você e foda trouxe ela aqui só para me atiçar, eu acabei pegando na rola dele que já esta dura e dei uma chupadinha, do jeito que ele tava não demorou muito acabou gozando na minha boca olhando para a bunda dela, nossa que delicia.
Como eu havia trazido uma coisas para comer fui levar mais um copo de batida para ela que já havia bebido um três, e disse a ela para comer alguma coisa, ela já alegrinha me respondeu eu vim aqui para comer ou ser comida, eu então falei e só você ir lá de biquine do jeito que você esta que com certeza vai entrar em rola, o Claudio já esta de rola dura só em olhar para sua bunda, ela tomou aquele como de batida levantou e foi no intuito de comer alguma coisa, e sem querer mais querendo esbarrou com a bunda no Claudio, ele me olhou eu fiz um sinal vai fundo, ele me perguntou posso mesmo, eu respondi e claro e nisso eu abracei ela e dei um beijo na boca dela, e com as mão fui tirando o biquine dela, nossa a rola do Claudio parecia que iria estourar, ele veio e colocou a rola no meio das pernas dela, por trás, como eu sabia que ele não tinha lubrificante pequei o meu e lubrifiquei a boceta dela e passei na rola dele levantei umas das pernas dela e ele foi tentando introduzir aquela coisa preta dentro dela, nossa ela gemia, pedia devagar, esta doendo, ele foi com jeitinho e acabou penetrando tudo nossa, eu me sentei numa cadeira ela debruçada chupando a minha rola e ele com a rola todinha lá dentro, ela acabou gozando, ele tirou de dentro ela tomou mais batida e foram para a cama, ele deitou na cama com aquele mastro em pé ela enfiou ele todinho na boceta cavalgando, nossa meteu para caralho, de todas as formas o Claudio acabou gozando, nossa nem pensamos em camisinha ele esporrou dentro dela, eu chupei a rola dele melada de porra e chupei aquela porra todinha da boceta dela, levantou foi tomar um banho, incrível ficamos os três ali pelados, ela não estava nem ai, continuou bebendo, peladinha, ele abraçou ela por trás levou ela para a cama, e começou chupando o cu dela, ela se contorcia toda, se abriu todinha, ele tem as mão grande grossa, uns dedos grande, passou lubrificante e introduziu um dedo depois outro ela rebolava no dedo dele, ele foi e começou a pincelar o cu dela com a rola e foi tentando, na primeira estocada ela deu um grito e saiu fora, ele passou mais lubrificante, tentou de novo, novamente ela gritou ele consegui colocar ate a metade, ela pediu para ele tirar que estava doendo, ele tirou mais ela não desistia ele de novo tentou foi novamente ate a metade, ela pediu novamente para ele tirar ele deitado sobre seu corpo dizia deixa assim um pouco vai passar, e deitado ele foi mexendo ela se mexia de baixo dele tentando aliviar a dor, eu já sabia o que ela estava passando pois toda vez que ele coloca em mim doí muito, quando eu vi a rola estava todinha lá dentro e ela rebolava a bunda nele, ele devagarinho tirava e colocava tudo, de vez em quando ela dava uns gritinhos quando a cabeça saia fora e ele empurrava tudo, nossa maravilhoso ela já havia gozado umas quatro vezes, ela nem sei quanto, eu já tinha gozado umas três só na punheta, mais adorei, ele ainda meteu no meu cu ela queria ver ele me comendo, nossa foi uma delicia este final de semana, agora sempre que podemos vamos aos Sábados lá meter com o Claudio, maravilhoso, minha mulher e outra outra pessoa, virou uma putinha adoro meter e não temos segredos, e ela encara qualquer coisa, eu tenho uma outra passagem que contarei numa outra outra oportunidade depois de ver este conto ser publicado. agora virei corno mesmo.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,75 de 4 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos