# #

Minha baixinha

1392 palavras | 11 |3.00

Ola oque passo a narrar foi fato real pois tenho uma esposa muito gostosa 1.55 de altura e 65 kg mas bem distribuídos uma bucetinha linda kkk bom eu acho e uma bundinha deliciosa de se ver e fuder bem vamos aos fatos temos uma casa simples mas na frente ela construiu um ponto de venda de salgados para ajudar na renda da família e tempos depois tudo aconteceu ok eta pressiso fazer umas reformas e como eu trabalhava fora tivemos de co tratar um profissional como aqui em recife e verão o ano todo minha esposa tem o habito de ficar dentro fr cada com tou o as bem leves e sem sitian e eu tendo fe trabalhar num fi al de semana fui fakar com o pedreiro e combinar os pormenores fo trabalho até ai tudo certo minga esposa ficou responsavel de comprar os matriais nesscesario bom na segunda como de costume me arrumei e fui para o trabalho e minga esposa ficou em casa , e drpois fiquei sabendo o peftrito chegou logo que sai bem minha rsposa ainda gicou deitada pois levantava mais tarde ok e o pecreiro ficou fora r edperando bom ela levantou quando ele petcebeu a chamou e el foi atende lo e conversaram um pouvo e rla fru a chave pata rle abrir o ponto e dar inicio a os tralhos bom la não tinha banheiro como et algo pequeno e de cada srmpte udava o banheiro nosso deu a hora fo almoço e ele peciu pr se lavar pois edtava meio empoeirado ela pto tamente lhe mosyrou o banheiro mas nem pet ebeu como ele a olhava depois quê saiu do ba.heiro kkkkk é que ela O se levantar foi tomar uma ducha e drixou A calcinha no banheiro e drpois ela contou pra ela oque tinha avontecifo ele cheirou a calcinha e fivou tarafo com o odor maravilhoso que sentiu depous tudo transcorreu nayuralmente como um dia de trabalho ele foj com ela no deposito comprar os materiais e ficou de voutar no outro dia para continuar o trabalho e falou pata minha edpisa que viria cedo e como rl levanta sempre mais tatde disse pata ele wue a porta da sala ficatia emcostada para ele entrar e pegar a chave pois entregariam o matetial ainda aquela tarde e se ele prezsisa se usar o banheiro estRia so dispor no fia seguinte sai como de costume e minha edposa não me faou que tinha combinado dele entrar em cada e ru sai e nem me preocupei fe fevhar a porta do nosso quarto o pefreito chegou bem devagar quando petcebeu tudo quieto e minha edposa estava do jeito que tínhamos transado anoite nuazinga e entrou e quando viu isto nós imaginamos ele ficou parado olhando ela e ela esyava dormindo ai da pois quando ela ezcutou o barulho drle na cozinha pegando as chaves levou um susto ao ver a porta abrte e ficou sem geito de levantar e so puchou o lençol para se cobrir mas ficou fe olho ele retornou e parou na porta do quarto ea comprimentou e saiu com um sorriso meio intrigante mas não demorou muito e voutou e didse que itia ao banheiro na volya parou na porta e so olhou par ela e sorriu novamente e foi trabalhar bom asi. Que ela se levantou e fou tomar sua ducha ele veio novamente e ficou na porta do banheiro esperando ela sair e fisse que estava apertados Kkkkkk Kkkkkk ela petcebeu ele de benga dura ala daiu ele entrou e logo saiu na hora do almoço ele perguntoy se podia tomar banho pois r a tava muito suado ela didse que tudo bem e la foi ele para o banheiro ela petcebeu wie eke não tinga toalha e foi lhe oferecer ele aceitou ai ela foi ao quar tu o e oehoy a toalha ea levou par e Kkkkkk e na porta do V anheiro ele abril mais wue o necessário para pegar a toalha e a olhou nis olhos e percorreu o corpo drla com o alhar instigante e ficava olhando par ela sempre de canto de olho como quem queria ver algo mais e depous do almoço ela foi e tomou um banho e colovou uma roupa leve e deitou se para relachar mas derrepente ouviu que o pedreito retornou para o banheiro e demorou um bom tempo ai ela se ontrigou e foi para a cozinha e rle saiu do bamheiro estava bem duafo e ofegante ela estranhou e perguntou se estava tudo bem ele a lhou nos olhos e fisse mais o menos ela petguntou de ele estava pressisando de algo ele d e u um rizinho de ca to de bocae falou hoo ela perguntou se eta algum matetial ele redpondeu que não ai ela intrigada perguntou oq era e le meio sem jeito fslou olha a senhora vai me desculpar mas é que tem uma coisa que está me incomodando muito ai ela perguntou oq ele disse bom não queto lhe faltar vom o respeito e se eu eztiver errado asenhora esquece pode ser ela balançou a cabeça sem entender ele Comessou a falar bom eu cheguei aqui e estava entrando e sem querer vi a senhora nuaxinha e não resisti e fiquei olhando por um bom tempo com muita bontade de tocar na senhora ela gelou na hora e gicou sem saber oque diser ele continuou e fui ao banheiro e senti o cheiro de tua calcinha que drlicia e ai tive de bater uma punheta pra senhora e estou de um jeito que a senhora nem imagina passamdo ate mal a esta sltira ela ja estava com a bucetinha molhafa ouvindo o relato e vom os bivos fos seios eriçados ele percebeu e logo partiu oata o ataque e disse se a senhor drichar eu ficar só olhando bem pertinho pra sentir teu cheito juro que nunca ninguém vai saber disto ja soou como chantagem ela por instinto de femea com desejo olhou e disse que se fosse só isto srm problemas e o chamou para o quarto pois sabia que eu só chegava depois das20:30 da noite e sentou se na cama e disse pronto pode se aproximar ele olhou e disse mas edta faltando algo ela o etguntou oq ele disse a srnhora tirar a calcinha ela estremeceu ela edtava hostanfo da situação mas gicar sem calcinha era perigoso ele fisse olha se fosse o pra eu lhe faser algo eu ja teria feito quando estava peladinha e com as pernas abertas quanto te vi e la relutou mas tirou ai ele se sproximou e comessou e cheirat e esfregar a rola enquato A cheirava e comessou a abrir o ziper da calça e tirou rola par fora não eta uma rola muito grande mas normal mas a situação eta inusitada e derrepente ele se aproximou mais e deu uma lambidinha foi a gota dgua ela gemeu e caiu pra traz por instinto e ele vendo isto caiu de noca chupando pra valer e ela gemia alto e se contorcia toda até patecia uma cobra e sem ela perceber ele ja estava acaricia no seus seios e ela sentiu que algo furo e quente lhe roçava as coxas mas os sentidos só estava querendo o prazer e ela nem notou mas wuando se deu por si ele ja estava beijando a e encostando a cabeça da rola na entrada da buceta e ai ja não tinha mais como resistir e goi se deliciando com cada centímetro de rola que entrava e depois disto ele a cmeu mais duas vezes antrs de voltar oata o trabalho bom um trabalho que eta pata ser feito em no máximo 5 dias levou 3 semanas para acabar pois ele chegava e primeiro ia colocar a rla pra trabalhar drpous fo almoço novamente e antes de ir embora ia tomar banho la pelas 5 horad e só ia embora pelad6:30 bom foi minha esposa que me narrou tudo e petmitiu que eu compartilhasse com vcs ok tem mais drtalhes b se durou tudo isto né mas drpous conto ok bjos amigos a amigas dos contos de desejo

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo ID:xlq8dl1q

    E muito burro

  • Responder Psicopata ID:1dagnw8kpupo

    Du nada o cara começa a falar grego kkkkkkkk se fuder

  • Responder Rob ID:g61u3w2v0

    Nem perdi meu tempo pra ler pq já vi q não dá pra descifrar as palavras… Burro

  • Responder Puto da vida ID:e9q2i8d9d

    Aprende a a escrever viado

  • Responder Anônimo ID:8kqvk7xwd1

    Porra man oh cara não sabe nem escrever

  • Responder Anja ID:fygmlbkv1

    Santa mãe da pica dura, não entendi nada.

  • Responder macho ID:fygmlbkv0

    porra alem corno não sabe escrever kkkkkk mais e um babaca mesmo kk idiota

  • Responder macho ID:fygmlbkv0

    porra alem corno não sabe escrever kkkkkk

  • Responder sacudo ID:fygmlbkv1

    Cara mais imbecil

    • bronha ID:2xbuy5nqb0a

      E vc por ler otario escrebe o teu

  • Responder job ID:3tlp9ywbk09

    Se não fosse os erros de digitação setia um delicioso conto Kkkkkk