Engravidei do Pedreiro!

meu conto é grande porém peço que tenha paciência para ler. tenho certeza que você vai se excitar ao máximo)
meu nome é lohanna, tenho 17 anos. minha mãe é divorciada à 3 anos e desde então vivemos sozinhas em opobo (cidade litorânea da nigéria, que é muito rica em produções em geral e minha mãe conquistou uma grande oportunidade de emprego) na nigéria a lingua oficial é o inglês e, no começo foi muito dificil se adaptar aos costumes e a lingua. bom, mas vamos parar com a ¨aula de história¨ e vamos ao que interessa.
sou natural do rio grande do sul (porto alegre), sou loirinha bem bronzeada, tenho olhos castanhos claros, meus cabelos são loiros bem lisos até a cintura, tenho 1,64m e 58kg. por ter morado durante 3 anos no litoral, praticava surf, malhava todos os dias enfim, vivia na praia. tinha um corpo bem desenvolvido pra minha idade (16 anos na época) minha barriga era bem sarada, meu bumbum era grandinho, mas nada desproporcional , e bem redondinho. e a parte do corpo que eu mais gosto, são os meus seios. são siliconados (115ml) bem redondos duros e grandinhos com os bicos da cor da minha pele, modéstia a parte são perfeitos. por morar no litoral e o clima nigeriano ser berando os 32º as roupas que eu usava eram sempre biquini, saias, vestidos e etc.
a história começa em uma tarde que, eu estava voltando da praia, minha casa ficava meio escondida, cercada por muita vegetação e uma ou outra casa nas redondezas. eu estava com uma tanga amarela por cima de um biquini cinza. chegando em casa, eu percebo uma pequena movimentação nos fundos do terreno, me aproximo e me deparo com 2 nigerianos altos e fortes trabalhando na construção da lavanderia de minha casa, no momento que olhei, os dois homens também olharam pra mim e ficaram estáticos por uns 30 segundos, eu sorri disfarçadamente e me virei para entrar em casa, mas com a cabeça virada para atrás até aquela vista sumir de meus olhos. percebi que os dois se entreolharam e percebi um ar de ¨sacanagem¨ no ar.
almocei e logo após, minha mãe pediu para que eu fosse até lá trás servir o almoço aos rapazes da construção (meu inglês não era fluente, porém eu conseguia conversar na normalidade com as pessoas) . chegando lá trás, ao me verem, os rapazes prontamente cessaram seu trabalho e vieram em minha direção, estavam pingando de suor, e eu lhes entreguei o almoço e certamente fiquei um pouco lá ¨conhecendo¨ aqueles homens.
richard tinha 28 anos, era muito alto (+ ou – 1,95m) e muito forte (musculoso , com um tórax bem definido) paul tinha 30 anos e era praticamente igual ao outro, porém um pouco mais baixo (+ ou – 1,83m). soube que iriam ficar ali por mais 2 dias pois a finalização da obra seria realizada por outras pessoas, eles eram os ¨pedreiros¨ rsrs…
ficamos conversando por uns 15 minutos e richard (principalmente) não tirava os olhos dos meus seios que mesmo por dentro do biquini de tecido fino, não conseguia tapar os bicos que moldavam o tecido cinza.
rolavam alguns toques, nada escancarado, uma risava seguida com um toque no ombro, uma empurrada de leve no tórax e etc. mas que para os 3 já acendia um fogo de desejo que alguma hora iria se extinguir. os rapazes estavam com um calção bem fino quase igual a uma sunga, que deixavam seus penis bem desenhados. bom, me despedi dos dois e entrei em casa para fazer alguma coisa qualquer, descansar um pouco e me aprontar para uma festa que iria logo mais a noite.
mamãe já havia me dito que teria que ficar no turno da noite na empresa pois havia um problema com o estoque de mercadoria e que não era para eu ficar muito tempo na festa pois a casa ficaria sozinha. prometi que 02:00h estaria em casa, pois também não estava muito animada para ir a tal festa porque eu seria uma das unicas solteiras da noite e provavelmenteteria muitos casalzinhos e aproveitar que é bom, eu não iria mesmo né! mãs mesmo assim, me aprontei (confesso que nunca havia ficado tão sexy e linda como naquela noite). coloquei um shortinho branco meio transparente e bem fino e por cima uma sainha dourada de seda com rendinha até a metade de minhas coxas, uma blusinha dourada de alcinha meio apertada amarrada nas costas por apenas 1 fio sem sutiã, e os meus seios ficaram bem apertados e redondos (iguais a duas bolas) quase saltando da blusinha. passei uma maquiagem bem forte ao redor dos olhos para realçar meus olhos escuros, passei gloss nos lábios e coloquei algumas pulseiras além de um tamanco prateado. fui a festa e realmente não aproveitei nada. eram quase duas da manhã quando cheguei em casa, abri o portão, estava muito muito escuro, quando fui abri a porta, ouvi um chamado. – lohanna! eu logo percebi que era a voz de richard e respondi: richard é você? ele então veio em minha direção no meio da escuridão e me prensou na parede erguendo um de meus braços e dizendo: não pude deixar de te ver saindo desse jeito pra festa, fiquei morrendo de vontade de trepar com você.
ele então continuou segurando o meu braço erguido e me deu um beijo de lingua bem demorado dobrando uma de minhas pernas enquanto apertava e passava a mão em minha coxa bem forte. depois disso eu ergui a minha outra perna, as duas ficaram encaixadas em suas costas e nessa posição ele me levou para o meu quarto, fomos para a parede ele estava vestindo apenas uma sunga vermelha e seu penis já estava bem ereto quase furando a sunga, enquanto ficamos naquela posição ele roçava seu penis bem na minha vagina, me beijava e apertava meus seios por cima de minha blusa, eu então abaixei uma de minhas mãos peguei sua sunga e descobri seu penis deixando seu saco dentro da sunga e o penis pra fora (nossa que glande vermelha e inchada ele tinha, sem falar no penis de mais ou menos 21cm totalmente endurecido e cheio de veias), richard então começou a roçar cada vez mais forte na entrada de minha vagina, (qualquer homem sentiria dor ao ficar precionando o penis em algum tecido, mesmo o tecido de meu shorts sendo muito muito fino, porém, richard sentia prazer ao fazer isso e de repente depois de uma bombada bem forte, seu penis furou o tecido do shorts e entrou de uma só vez dentro de minha vagina, a glande foi abrindo passagem e parou apenas quando foi de encontro ao meu útero. quando senti ¨aquilo tudo¨ invadir minha vagina até o final eu soltei um gemido bem alto e logo em seguida sorri olhando para richard. ele começou a estocar forte e dar uma pausa, estocar forte e dar uma pausa, e no intervalo de cada bombada eu gemia alto e sorria, gozei pelo menos umas 2 vezes naquela posição. richard então me deitou na cama e me penetrou de frente, bombava forte e rapido, parecia insaciável. e eu estava achando incrivel aquilo pois estava transando com um ¨desconhecido¨. richard bombava bem forte, eu gemia, gritava de tesão, era uma sensação fora do comum em cada estocada sentir sua glande encostar em meu útero. ficamos transando de frente por uns 15 minutos, então depois disso, richard aos poucos foi me colocando de ladinho, abaixou as alças de minha blusa, se colocou deitado atrás de mim e desamarrou o fio das minhas costas. com a mão esquerda abaixou o meu shorts até o meu joelho, apoiou a mão direita no colchão, e penetrou seu penis novamente em minha vagina, sua mão esquerda foi subindo de minha barriga até meus seios e enquanto socava em mim, apertava –os hora forte, hora apenas encaixando sua mão deles, sentia o bico de meus seios na palma de sua mão, e a descia até a minha barriga, passava por minhas coxas e subia até os seios novamente. suas estocadas eram firmes e ele gemia baixinho em meu ouvido, eu derilava de tesão e gemia que nem louca, sua glande tocava em meu utero, querendo entrar mais fundo ainda, seu penis entrava até o talo e preenchia todos os espaços dentro de mim… eu fechava os olhos e gemia que nem uma garotinha na sua primeira masturbação, richard começou a apertar meus seios e a bombar forte, forte e de repente deu uma estocada violenta e eu gritei alto e ele gemeu em meu ouvido, porém richard se contia, queria aproveitar ao maximo aquela trepada, ele então tirou meu shorts e minha saia, me deixando totalmente nua, eu tirei sua sunga e ele deitando de barriga pra cima, me fez cavalgar bem gostoso em seu penis, com uma das mãos ele segurava minha cintura, e a outra encaixava em meus seios, que mesmo eu cavalgando permaneciam rigidos em formato de bolas por causa do silicone, eu cavalgava e ele apertava meus seios, enquanto eu gemia, mordendo os lábios com os olhos fechados. ele então levantou seu corpo e começou a chupar meus seios apertando com as duas mãos meu bumbum. meus cabelos batiam em meu bumbum por causa da movimentação de meu corpo pra cima e pra baixo, sentindo seu penis cheio de veias dentro de mim.
ele chupava e lambia o bico de meus seios com muita vontade, era maravilhoso fazer sexo com aquele negro, principalmente com um penis daquele tamanho. me completava! eu então parei de cavalgar, peguei o penis dele e puxei a pele toda pra trás, ele gemeu forte e a glande ficou mais inchada do que o normal, agora parecia um cogumelo pulsante e por causa do liquido lubrificatório ela ficou bem lisinha. eu então fiquei deitada de bumbum pra cima e richard deitou em cima de mim, ele gemeu um pouco, parecia que estava doendo pois agora sim tava realmente, carne com carne. ele disse que tava doendo um pouco, mas de uma só vez, penetrou de novo em mim e gritou de dor, mas começou a bombar rápido e forte, ele gemia que nem louco, parecia que tava insuportável a dor, eu segurei com as duas mãos na cabeceira da cama e ele ficou bombando forte, e gemendo de dor, começou a bombar rápido, bem rápido e a gritar de dor, a cama começou a ranger por causa dos movimentos rápidos. ele acelerou, acelerou (parecia um touro) e eu disse: isso, ejacule um jato bem forte na minha vagina, ejacule, ejacule vai! ele acelerou mais e bem forte, mais mais mais, acelerou, acelerou, acelerou e disse: eu vou te engravidar loirinha! e sua glande jorrou primeiramente um jato bem forte, grosso e quente de sêmen direto no meu útero, naquele instante eu dei um grito de tesão que parecia que eu iria morrer de tanta excitação, ele também soltou um gemido bem forte, a dor foi muito intensa por sua glande estar totalmente sem pele e ficar raspando nas paredes de minha vagina numa velocidade fora do comum, depois do primeiro jato, richard soltou mais uns 3 jatos com intensidade um pouco menor, mas muito semen quente foi jorrado dentro de mim. a gente ficou exaustos deitados na cama… foi a transa mais completa que eu tive até agora, e concerteza vai ser a melhor. porque depois disso, eu fiquei grávida dele, mas lógico, não disse que havia engravidado de um ¨desconhecido¨ eu namorei um nigeriano de 20 anos e tudo bateu como que se ele fosse o pai da criança, mas essa é outra história… hoje vivo com minha mãe em lajeado, e o luca (meu filho está com 7 meses). espero que tenha agradado o conto!aaa, e se alguém vier perguntar o que aconteceu com o paul, não sei, ele apenas não estava junto com o richard naquela noite. e perdeu a ¨diversão¨ quem sabe poderia ter rolado uma dupla penetração, sei lá né! mãs…)

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...