# #

Virada de Ano Alucinante (real)

944 palavras | 2 |2.50

depois de fazer loucura na cama na vespera do natal , viajamos para uma cidade proxima de casa para um revelion em um hotel, a sensação da ultima transa ainda estava dentro de nós , mais o hotel que funcionava como afrodisíaco nos deixava mui acesos, assim que chegamos fomos para piscina, minha mulher deitada de bruços com sua bela bunda e um biquini pequenino, e ela ja tem 40 anos deixava sua bunda a mostra para todos, ela então me pede que eu desamarrar seu soutien para não ficar marcas nas costas, seus seios vazavam pelas laterais , esta deliciosa, eu falava em seu ouvida que queria ir pra o quarto e fazer amor , mas ela falava que eu tivesse calma pois mais tarde eu teria a melhor noite de todas, me controlei e fomos para nosso quarto nos arrumar para a festa de passagem do ano, e ela ficou pronta , um vestido amarelo no meio das coxas com um decote delicioso com duas final alças e um soutien tomara que caia que mostrava mais do que cobria e uma calcinha bem pequena que se via atravez do tecido , na festa ela era paquerada muito , bebemos muito e dançamos muito tambem , saimos para a parte da piscina e nos agarramos e nos beijamos , sentia sua bela coxas e sua bunda deliciosa , outros casais também se pegavam, e isso nos deixava com mais tesão e então os fogos estoraram era passagem de ano muita festa, muitos homens se aproveitando do momento tambem a agarravam, mas nosso limite do tesão chegou logo depois , ela vai ao toilete e volta se calcinha e soutien, e soltando as alças do vestido o deixa muito decotado e assim seus seios soltos ficam quase totalmente de fora , e fala em meu ouvido que quer começar o ano sendo amada e fodida , fomos para o elevador e dentro dele sentia seu corpo nas minhas mãos , seus seios em minha boca, logo que saimos no nosso andar , nosso apto era o ultimo e o corredor longo ela caminha na minha frente e começa a soltar os laços das alças do vestido e ele cai ao chão e ela continua a caminhar nua desfilando seu corpo delicioso , o perigo de alguem nos ver era fantastico , e então percebo as cameras de segurança, e pirei pois alguem nos via e deveria esta louco de tesão em ver aquela mulher nua, mal entramos no quarto a joguei na cama e nos beijamos longamente, ela então me deita e sobe em cima de mim , lá estava ela novamente era outra mulher algo de apossava dela suas expressões , ela vai me beijando e descendo até que começa a engolir meu pinto durissimo e começa a lamber e sugar , o beijava deliciosamente, e voltava a engolir ele novamente , eu quase gozei , mas me controlei, ela então tira ele da boca e beijando vai baixando e começa a beijar em baixo do saco e subir me lambendo e descendo me beijando , e então fez algo que nunca fizemos , ela levanta o saquinho e me dá uma linguada no cu , confesso fui a loucura , pela surpresa e pelo inedetismo, nunca ninguem chegou tãom perto do meu cuzinho assim, ela volta subindo me lambendo e chegando ao meu pinto , puxa a pele e expoe a cabeça vermelha e o abocanha , a sensação foi inexplicavel e deliciosa , quando eu achei que ia gozar novamente ela aperta na base dele e sinto meu gozo voltar , ela então se joga ao meu lado, pede que eu a faça gozar, e caio de boca naquela buceta molhada de tesão , acho seu clitoris e vou sugando e com meus dedos vou enfiando dentro dela , ela começa a gritar de prazer mas quando coloco meu dedinho dentro do cuzinho dela ela se contorce e goza gritando e gemendo sinto seu clitoris inchando em minha boca e recebo seus gozo farto, um deles pois ela teve varios orgasmos em sequencia , ela estava exausta de tanto gozar , eu então me levanto e encaixo meu pinto na entrada da bucetinha dela ela implora que eu a foda muito e entro de uma só vez , sentia sua buceta se abrindo ela grita de dor e prazer e gemendo fala que eu a estava estuprando , entrei fundo nela sentia bater no utero dela e saia e entrava desta mesma forma ela então me batia me xingava e fala que queria ser comida e fudida e em logo ela goza novamente, mas ela me surpreendeu , ela se vira e fica de quatro e manda eu comer sua bunda , eu então encaixo meu pinto naquele cuzinho, e o deixo melecado com o proprio gozo dela e começo a penetrar , com dificuldade e aos poucos ela vai se abrindo e gemendo de dor pede que eu a arrombe e joga o corpo para traz e eu enterro meu pinto nela, ela fala aos gritos que vai gozar novamente e eu não resisto mais e começo a gozar e gozamos juntos , sai de dentro dela , mas ela fica de quatro mais um tempo , e era delicioso ver o gozo sair da buceta dela e escorrer pelas coxas e minha porra saindo de dentro da sua bundinha, apagamos e dormimos.
Na manha seguinte ao acordar-mos ainda fizemos amor na banheira , mas ai minha mulher era outra , tinha voltado ao normal , o que tinha se apossado dela foi embora , e fomos tomar nosso café da manha , pois estava-mos famintos.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,50 de 2 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder morena ID:2xbuy5nnzrk8

    Delicia,

  • Responder macho ID:fygmlbkv23

    mentira do caralho