#

Meu dia de Véspera de Natal, o fim foi ótimo

1152 palavras | 5 |5.00

Bem o que vou contar para você aconteceu agora neste dia 24 de Dezembro, véspera de natal, meu nome e Valdete, fícticio, sou casada, já a 20 anos, meu marido um homem muito bom, e bem safado, se damos muito bem, no sexo, e na vida também, sou um pouco tímida, adoro sexo também, principalmente anal, meu marido não tem o pau pequeno mais e grossinho, cabeçudo, e adora sexo anal, me acho uma mulher bonita, tenho um corpo bonito, umas pernas grossas bonitas, uma bunda saliente carnuda, seios grandes, sou bem assediada, fico ate exitada quando os homens me chamam de gostosa, gosto de roupas bem provocantes,. calças justas, saias curtas, em fim, de uns anos para cá, meu marido começou a me chamar de puta, vagabunda, mais isso na hora do sexo, no começo achei meios estranho mais depois comecei a gostar, e falava sobre amigos deles, que o cara tem a rola grande, que e grossa, que adoram comer um cu, estas coisas me deixava exitada, ele dizia que eu estava dando a boceta para fulano bel trano, que eles me arrombavam toda, nossa aquilo me deixava louca de tesão, mais ficava só mesmo na cama, nunca conversamos sobre o assunto, mais eu ficava pensando que ele estava querendo ser corno, queria que eu me interessasse por algum e desse a boceta para ele ou ate mesmo a minha bundinha.
Quando foi agora no Natal fomos convidados a passar o Natal na casa de uns amigos, pessoal muito bacana, mais muito devagar já depois da meia noite jantamos já tínhamos bebidos bastante, os amigos quiseram se recolher resolvemos irmos embora.
No caminho nos não estávamos a fim de ir para casa, já com umas na cabeça, eu não sou de beber muito, pouca coisa já fico bêbada, ele também já tinha bebido todas, resolveu fazer uma visita a um amigo dele o Jurandir, um negrão, mais negrão mesmo, parece um gorila, mais gente muito boa, cara legal, muito brincalhão, safado, quando bebe então nossa fica saidinho, chegamos na casa dele esta tudo em silencio, mais as luzes acessa, meu marido resolveu tocar a campainha, ele nos atendeu já meio bêbado, de shorts sem camisa, nos abraçou cumprimentamos ele mandou entrar, eu procurei pela sua esposa, ele me disse que ela havia ido passar o natal na casa de sua mãe e que só voltaria no Domingo, e já tratou de nos servir umas bebidas, nos já estávamos para lá de baguidá, bebemos mais conversa vai conversa vem, eu estava vestida com uma sainha curta, uma blusinha degotada onde mostrava bem as poupas dos meus seios, acabei me sentando numa poltrona e de onde o Jurandir estava dava ate para ver minha calcinha, comecei a imaginar que esta visita meu marido havia planejado alguma coisa, pois o Jurandir não tirava os olhos da minhas pernas, e teve uma hora que ele se virou de frente e deu para ver o volume no shorts, ele estava exitado, e pelo volume a coisa era grande, comecei a pensar o que meu marido falava na hora do sexo, comecei a ficar exitada e relaxei, abria as pernas, já de fogo, também, perdi a vergonha, e pensei se ele me trouxa aqui para isso ele vai ter, nisso Jurandir foi buscar na cozinha mais bebida, eu então falei para o meu marido que era melhor irmos embora, e falei o Jurandir esta de rola dura, a coisa não vai acabar bem, ele me respondeu não esquenta, eu então pensei nossa eu transar com este gorila, eu sou branquinha ele bem negro mesmo, grandão, ele voltou com as bebidas e veio me servir e fez questão de me mostrar que estava de rola dura, eu na hora sem pensar falei nossa que mala, ele disse você acha, nisso meu marido saiu foi ao banheiro, fiquei sozinha com o Jurandir na sala, eu respondi estou vendo, ele disse quer ver melhor e tirou a rola para fora, nossa não acreditei, que rola grossa e grande, 22 cm por 9 cm, cabeçuda, cheia de veia parecia a rola de um cavalo, preta, mandou eu pegar nela, peguei e tentei colocar na boca, quasse não conseguia chupar aquela rola, ele ficou pelado, tirou a minha roupa, e começou a chupar a minha boceta, uma boca quente não demorou muito para eu gozar na boca dele, já estava toda meladinha, olhei e vi meu marido observando tudo, e batendo uma punheta, nossa me deu mais tesão ainda, o Jurandir veio e começou a forçar a passagem daquela cabeça na minha boceta, e foi colocando tudo, nossa que coisa de louco, parecia uma barra de ferro quente entrando em mim, eu gemia me contorcia toda e recebia aquela rola todinha lá dentro, me arreganhei todinha para receber tudo aquilo bem fundo, como ele estava meio bêbado nossa demorou muito para gozar, eu gozei uma três vezes, ou mais, perdi ate o sentido, mais foi muito bom, não pensamos em nada ele meteu sem camisinha e gozou lá no fundo, senti ele jorrar aquele leite quente dentro de mim, maravilhoso, ele levantou foi se lavar estava muito calor, meu marido veio e chupou a minha boceta toda melada de porra, sugando a porra todinha, eu levantei fui tomar um banho quando eu estava tentando colocar a roupa o Jurandir não deixou, dizendo não eu quero este cu, eu disse a ele que não iria aguentar, mais o tesão era de mais acabei sedendo e ele me colocou deitada com a bunda para cima e começou tentando colocar, lambuzou de lubrificante, foi difícil , doeu muito mais acabou entrando, nossa saiu ate sangue, ele fodeu tanto que eu mesmo não estava aguentando mais ate que ele encheu meu cu de porra de novo, nossa fiquei toda assada, não podia nem lavar o cu, todo dolorido, mais foi muito bom, na hora pensava estar sendo estrupada por um gorila, coisa de louco, acabamos indo embora.
No caminho de casa meu marido perguntou se eu havia gostado, nossa foi maravilhoso, em casa transamos mais um pouco ele me chupou, eu então perguntei esta satisfeito de ser corno e ainda chupar a porra do meu macho, nossa ele adorou também, no Sábado o Jurandir ligou queria mais, mais eu disse que não dava que eu ainda estava dolorida, e ficamos de nos encontrar em outro dia aqui em casa mesmo. Foi muito bom este natal gozei gostoso, vamos ver hoje se pinta alguma coisa para a gente foder novamente, entra o ano com a boceta e o cu arrombado seria uma maravilha.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 5 votos)

#
Comente e avalie para incentivar o autor

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Done ID:81rd8ennhjq

    Adorei gostaria de ter uma mulher assim também adoro mulher casadas principalmente se o marido congorda me imaginando eu comendo o cu dela junto com o marido comendo a buceta que loucuras gostosas [email protected]

  • Responder Índio safado ID:hecya6w8iq

    Adoro mulheres casadas e safadas e solteiras safadinhas chame no zap 6596172215

  • Responder Anônimo ID:yspwkdsh6

    vc sao de onde

  • Responder Aldo ID:2xbuy5nnv9j1

    Boa noite.
    Que delicia este conto, sou negro também do mesmo perfil do Jurandir, se quiser me conhecer.
    Meu e-mail é: [email protected]

    Bjs

  • Responder marcos ID:2xbuy5nnv9cr

    nossa gata, conto delicioso , se kiser tc via zap 63-9291-1030