Aninha, a criada 2

continuação de Aninha, a criada
Depois de algum tempo, o clima era de preparação na casa da Sueli, por um lado Jai e Sueli preparando p uma vigila na igreja que aconteceria no sábado, e por outro os meninos, que aproveitariam a ausência dos pais p dar uma festa. Uma terça feira antes da festa, o Breder me chamou p dar uma volta de carro, estranhei o convite, pois, já era tarde, mas fui.
Ele me levou p uma rua, parou o carro e começou a falar.
Breder- está vendo aquelas moças¿ – perguntou apontando p umas prostitutas. Eu apenas olhei e ele continuou.
Breder- é isso que você quer p sua vida¿
Eu- claro que não, de jeito nenhum.
Breder- eu sei que você fica com o danilo… e sei que ele te dá dinheiro em troca disso, já vi ele te dando dinheiro.
Na hora eu gelei, fiquei com uma sensação de medo e ao mesmo tempo vergonha.
Breder- isso que você está fazendo é o mesmo que essas moças, mas de um modo diferente. Não fica nessa não, basta você querer que eu te coloco em uma escola boa…. Pensa em seu futuro…e se tornar um alguém na vida… e me deu a maior lição de moral. Depois fomos embora. Na época a única coisa que me preocupava era dele me dedurar, os conselhos entrou por um ouvido e saiu pelo outro.
No outro dia, eu fui p quarto do danilo e fiquei com ele, sai o quarto e novamente dei de cara com o breder, ele só me olhou e balançou a cabeça com um sinal de desaprovação.
Finalmente chegou o sábado, o churrasco dos meninos começou por volta de umas 17:00, os convidados só iam chegando, um pagode de fundo, os convidados todos blayboys e patricinhas estavam na varanda. Como a Sueli e o Jai ainda não tinham saído, a festa estava em rumo tranquilo. Mas quando eles saíram, a festa ficou com outra cara, colocaram um funk, aumentaram o som, misturaram bebidas, as meninas começaram a dançar e eu só ficava sentada no sofá, comendo churrasco e observando eles.
Umas 22:00 todos já estavam chapados, o danilo começou: vomitou…caiu no sofá o meu lado e dormia…levantava e vomitava de novo … e depois foi dormir, aos poucos o pessoal foi indo embora e ficou bem pouquinhas pessoas, então eu fui tomar meu banho.
Ao sair do banheiro percebi que não tinha mais ninguém na casa, por causa do silencio, eu estava com a toalha enrolada e fui em direção ao meu quarto, quando passei pelo quarto do breder:
Breder- psiu!
Eu voltei e fui até ele. Ele já tinha se trocado, estava sentado na cama sem camisa e um short de dormir.
Breder- senta aqui que eu quero bater um papo com você.
Eu sentei de lado dele, ele estava com um bafo de cerveja e os olhos muito vermelho.
Breder- acho que peguei muito no seu pé, ganhar um dinheirinho a mais não impede ninguém de ter um bom futuro né
Balancei a cabeça afirmando que sim.
Breder- então, eu terminei meu namoro, já tem um tempo que to na seca, vamos fazer igual você faz com o danilo¿
Apenas afirmei com a cabeça.
Breder- então vem cá.
Ele me colocou na frente dele e tirou minha toalha… começou a chupar meu peitos… ficou enfiando dois dedos na minha buceta, depois tirou o short e me mandou chupar. O pau dele tinha a cabeça mais rosada era maior e mais grosso que o do danilo. Ele estava ali sentado de pernas abertas e eu de quatro chupando ele, quando de repente percebo alguém entrando no quarto.
Breder- falei com vocês que ela era putinha.
Olhei p trás e vi três meninos, todos muito bêbados.
Um deles comentou:
“kkk cara mas ela é novinha demais, vc num perdoa mesmo hein breder kkkkk…”
O outro começou a cantar:
“ vai mamar o bonde…vai mamar o bonde…”-
E começaram a tirar a roupa.
Eu- com eles não breder.
Ele me puxou pelo cabelo e falou:
Breder- para de fazer cú doce, ou fica com a gente ou eu falo com meu pai e ele te põe p fora de casa. E se é dinheiro que vc quer, preocupa não que você vai ter.
Eu pensei que todos iam me dar dinheiro naquele dia, ai juntou a ganancia e o medo de ser dedurada concordei.
Eu- ta bom, mas vai de vagar comigo.
“pode falar novinha, ta doida p levar pirocada”
Eles fizeram uma rodinha em minha volta, eu estava ali ajoelhada olhando para aqueles 4 paus duros, então comecei a chupar…chupava um, depois chupava outro, enquanto eu estava chupando um os outros ficavam passando o pau na minha cara, ficavam passando a mão no meu peito e na minha xana… depois tentavam colocar dois paus na minha boca…
Depois me colocaram de quatro e começaram a chupar minha buceta…
“olha o grelinho dela” comentavam
Depois começaram a me comer… um me comendo e eu chupando o pau do outro… tinha momentos que pegavam meu cabelo e faziam tipo um rabo de cavalo e tentavam fazer eu engolir o pau todo. Queriam comer meu cú, mas isso eu não permiti.
Eu estava chupando um rapaz, quando ele segurou minha cabeça e começou a gozar dentro da minha boca depois saiu, depois todos levantaram e me colocaram p chupar, e cada um ia gozando dentro da minha boca.
Todos começaram a vesti a roupa e foram embora e ainda despediam de mim, o breder apenas caiu na cama e disse que ia dormir. Eu peguei a toalha e fui tomar outro banho e depois fui dormir.

Continua….

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 3 votos)
Loading...