Tirando o Cabacinho de Andreia

Ola, a todos!
novamente volto a relatar meus fatos, certo dia conheci uma mulher em um bar, seu nome era ALEANDRA,conversa vai e vem nos ficamos amigos e ela me chamou pra ir a sua casa que ficava proximo, ela morava com duas filhas e não tinha marido. ficamos bebendo e conversando, suas filhas estavam brincando no quintal,uma chama Adrea de 10 anos e a outra Andreia de 13 anos, Andreia era muito conversadeira e sempre me abraçava e ficava entre minhas pernas.
Andreia me contava das brincadeiras que gostava de fazer, as horas foram passando e eu disse que iria embora e que outro dia viria pra gente conversar e beber algumas cervejas e a menina Andreia me abraçou e falou! você vai vir mesmo?vai voltar não vai! disse que e fui embora.
No fim de semana passei no mesmo barzinho, e logo chega Aleandra com as meninas, sentou-se, pedi algo para as meninas e ficamos conversando, a menina Andreia estava do meu lado me abraçando, sentava no meu colo parecia gostar de mim. Compramos algumas bebidas e coisas pras meninas e fomaos pra sua, chegando la Aleandra abril o portão para eu colocar o carro na garagem.
No vai da conversa as meninas brincando com uma mangueira jogando agua uma na outra e se molharam todas,pois tava muito quente, Aleandra falou pras elas tirarem as roupas e ficaram so de calcinha. eu vendo as duas semi-nuas ja fui ficando de pau duro,mas disfarcei, as duas ja tinham peitinhos e corpo em formação. Andreia era mais gordinha e o volume de sua xaninha era maior do que de Adrea.
De vez enquando Andreia vinha e ficava se esfregando e sentava no meu colo, quando Alendra entrou pra dentro da casa e a menina veio e ficou entre minhas pernas, não sei se foi por querer, ela esbarrou no meu cacete que ja tava duro e perguntou: o que e esse negocio aqui que ta grande? eu sem jeito respondi! isso e por onde eu faço xixi e ela olhou para sua bocetinha e disse! o meu e diferente do seu e pegando na xaninha, eu me levantei pra sar daquela situação para a mãe delas não perceber.
Nesse momento Aleandra sai so de calcinha e sitiã e falando! aqui so fica assim a vontade e que não era pra eu ficar acanhado, era pra eu ficar a vontade tambem,como estava ficando tarde disse que tinha que ir numa festa do meu cunho e tinha que ir embora. Andreia ouvindo eu falar da festa_ disse! posso ir com você? não sei, sua mãe não vai deixar! vai sim, se ela deixar posso ir – disse ok! rapidamente a mãe disse! pode ir sim, pois a Adrea vai pra casa do pai, e que ela queria ficar sozinha e eu levando a menina estava tudo bem.
Eu disse a ela que so voltaria no outro dia e Aleandra! não tem nada não, traz ela amanhã, tudo combinado me despedi e Andreia entra no carro senta no banco da frente e eu coloquei o sinto nela. Notei que ela estava de saia e blusinha e de chinelo de dedo. Saimos e no caminho fui conversando com ela.
_você ta muito bonita!
_ suas perninhas são lisinhas e ja pegando em sua pernas, logo passei a mão na sua xoxotinha e disse! – que bonitinho,sua calxinha e de bichinhos? ela suspendeu a sai e me mostrou! _tem varios bichinhos.
_perguntei! o que tem embaixo desse bichinhos
_ela puxou a calcinha! e disse minha pererequinha
_eu ja passando a mão, disse ela e gordinha e bonitinha, deixa eu ver direito.
_ Ela tirou a calcinha e abril as pernas e eu pedi a ela pra se deitar no banco e fui massageando aquela pequena bocetinha loirinha, tocando uma siririca pra que ja estava gostando, parei um pouco e ela
_brinca mais um pouco! ta muito gostoso.
_quando chegar em casa eu brinco mais ok!
_ela! mas e pra brinca bem gostoso ta!
Chegamos levei ela pro quarto e falei agora vamos brincar, ela tirou a roupa deitou na cama e eu comecei a chupar aquela bocetinha linda, tava realmente gostoso brincar com ela, eu ja tava de pau duro coloquei na boca dela.
_eu disse – chupa ele gostoso. Ela comecou a chupar mais ou menos pois meu pau era bem maior para o tamanho de sua boquinha, foi uns 20 minutos ela chupandomeu cacete. deitei ela na cama abri suas perninhas e disse: agora vou te dar um presente, mas não e pra você chorar ou gritar ta certo!
_ ela ! ta certo, mas não vai doer, vai!
_ não, não vai vou fazer com cuidado, fiquei brincando com a rola na sua xaninha, e foi me dando um tesão, que meu pau parecia um pepino daquele bem grande e grosso. brincando com o cacete na sua raxa, passei um anestisico, fui forçando devagar, pincelando o cacete pra baixo e pra cima e nisso o anestisico foi fazendo efeito. Enfiei o dedo na xana dela e ela nem sentiu.
Nesse momento resolvi enfiar minha rola, forcei, soquei um pouquinho, quando olho e vejo que meu pau entrou a cabeça e um pouco de sangue descendo, perguntei a ela ta doendo!
_ela disse, so um pouco mas ta muito gostoso, soca o resto vai!
_ soquei o resto da rola de uma vez ai ela gritou!
_ta doendo! ai! ta doendo muito.
dei o travesseiro a ela e disse pra ela morde nele e fui bombando, bombando, ela começou a chorar e gemer, fiquei socando a rola adentro varias vezes escutando ela gemer, eu com muito tesão bombava mais rapido a cada estocada eta que senti meu cacete inchar dentro de sua bocetinha, estava eu gozando gostoso! muito gostoso….
fomos pra banheiro, la fui dar banho nela esfrega aqui, esfrega ali fui ficando mais uma vez de pica dura, ela vendo o tamanho do pau disse! nossa! como eu aguente tudo isso dentro da minha pererequinha. coloquei ela de quatro no vaso e comecei a brinca r com seu rabinho, ela toda ensaboada, _ disse! segura no vaso e fica quietinha. naquele momento vendo seu cuzinho ali todo abertinho não aguentei, segurei na sua cintura e pus o cacete no buraquinho e empurrei com força que entrou tudo, ate parecia que eu escutava o romper de seu cabaço fazendo barulho.
Seus gritos eram intenso, seus gemendo me deixava com mais tesão e com isso fui bombando cada vez, aumente mais as socadas que eu dava no seu rabinho so escutando seus gritinhos, não aguentando mais gozei novamente e enchendo seu rabinho de porra, quando tirei o cacete pra fora, olhei pra seu rabinho e sua xaninha que estava todos os dois buraco arrebentados que coloquei 2 dedos que entrou facilmente, me senti com muito prazer vendo aquilo e ter rompido seus cabacinhos! de sua xaninha e seu cuzinho.
Ela me falou! você foi muito mal comigo, me rasgou todinha que eu estou toda dolorida, mas eu gostei muito de brinca r com você, quero brincar de novo. eu disse: outro dia ta! so quero que você não conte a ninguem certo, por que depois vou te dar alguns presente e mantenha segrodo ok! ela concordou, nos descansamos e depois fomos pra festa, ela se divertiu muito. No outro dia fui leva-la embora, me despedi dela e ela me perguntou quando eu iria voltar pra busaca-la pra passear, respondi que qualquer dia voltaria e fui embora.
A noite que passei com ela foi maravilhosa e muito gostosa…..
MENINAS, EU ADORO VER CONTOS OU FATOS VERIDICOS DE INCESTO OU TRANSA COM GAROTINHAS, VOU A LOUCURA COM ESTAS FANTASIAS: FILHA DANDO PARA O PAI,TIO COMENDO SOBRINHAS, ETC. ENTAO GOSTARIA QUE VOCÊ QUE É NOVINHA E JÁ TIVERAM OU NÃO, UM RELACIONAMENTO OU QUEIRA CONHECER, VAMOS BATER UM PAPO SAFADO, EU ADORARIA CONTAR OS MEUS E SABER O DE VOCÊ.
GOSTARIA DE UM PAPO SAFADINHO, MAS QUE SERA UM SEGREDO ENTRE NOS, VOCÊ PODE CHAMAR SUA IRMÃ,PRIMA,VIZINHA, QUEM QUISER MAS TEM QUE SER MENINAS E NOVINHAS, EU GOSTO MUITO NINFETINHAS SAFADINHAS E SAPECAS.
MEU APELIDO É “DINHO” ADORORO MENININHAS COM BUCETINHAS PEQUENA E APERTADINHAS, QUE GOSTE DE COROA COMO EU, EU NÃO SO GOSTO DE PEITINHOS COMO ADORO UMA MENINA SAFADINHA SE EXPONDO PARA MIM, ENTRE EM CONTATO COMIGO:
Edinho45goiania@hotmail.com