# #

Perdendo a namorada

468 palavras | 2 |2.90

Eu sou Juliano, quando jovem trabalhava meio expediente em um mercadinho de bairro na cidade de Belém do Pará.
Começava as 6 e ia até as 11 horas e depois almoçava e ia para a escola.
Meu patrão era muito legal além de me pagar ainda deixava eu levar frutas e legumes que sobravam e isso ajudava na economia de minha casa.
Comecei a namorar a Jessica ela tinha 14 e eu 16 anos na época e estava muito feliz, ela era a garota mais linda e gostosinha da escola.
Algumas vezes ela vinha no mercado e notei que um motorista de caminhão que entregava as coisas lá ficava de olho nela mas eu não me preocupei, meninas lindas chamam mesmo a atenção de qualquer homem e ainda mais coroas.
Um dia eu não fui trabalhar, tinha que tomar vacina e fazer carteira de saúde.
Nesta dia eu quase morri de desgosto.
Minha namorada sempre dizia ser virgem e o máximo que fazia era tocar uma punheta no meu pau.
Na volta do posto medico eu vi o caminhão desse coroa estacionado atras do deposito de areia, fiquei curioso e fui até lá.
Chegando perto vi que a porta do baú estava aberto, olhei elá estava minha namorada chupando a pica do coroa.
Fiquei sem ação e muito nervoso mas que podia fazer, ele é muito forte e eu era um garoto normal, jamais iria vencer uma brigar com ele.
Fiquei escondido e olhando a safada chupando e com cara de felicidade.
Ela nem tirou a roupa, ficou de costa e ele levantou o vestido, afastou a calcinha e enfiou com força na buceta.
Ela gemia e pedia mais, o chamava de velho nojento e pirocudo, estava adorando ser comida assim.
Depois de comer bastante a buceta ele colocou a pica de novo na boca e a colocou de quatro.
Passou alguma coisa no pinto e empurrou no cu, ela chorava e gemia mas pedia mais, que menina vadia, como gostava de pica.
Depois de deixar o cu arrombado ele fez ela chupar e engoli toda a porra.
Antes de ir embora ainda ouvir ela dizendo que hoje ele teria que dá mais dinheiro pra ela.
Sai de fininho e a tarde na escola foi tudo normal, eu olhava e quase não acreditava no que tinha visto na manhã.
Depois da aula eu a chamei e terminei, ela não queria aceitar dizendo que gostava de mim e que um dia até poderíamos nôs casar mas não queria ser corno.
Muitos colegas me chamaram de idiota, como terminar com uma garota tão linda e gostosa como a Jessica.
Depois de um tempo ela deixou de estudar e se tornou prostituta nas ruas da cidade.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,90 de 10 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder macho ID:fygmlbkv3

    porra tu e um bucha levou chifre e não. comeu ela

  • Responder Josenildo da kombi. ID:5unpwbbbqj

    Aqui no norte antigamente isso era normal, meninas novinhas fazendo por dinheiro e acabavam se tornando putas.