Casados e Amantes

Somos amigos de trabalho. Eu trabalho na empresa há mais tempo e ela veio recentemente. Houve uma sinergia, uma empatia mútua logo de cara. Muitas conversas e fomos nos aproximando. A maneira dela me cumprimentar, mexeu comigo e nos 8 anos de relacionamento, não havia desertado para ninguém e segundo ela, nos dez anos no dela. sempre fora fiel, mas algo a libertou e o mesmo comigo.
foram meses longos, em que o avanço de um abraço, para afagos nos cabelos, mão nas pernas, uma vontade de beijar sempre repreendida por ela, mas a vontade de ambos denunciavam que logo cederíamos as tentações. Houve selinhos até que uma dia de chuva a beijei loucamente, suguei seus seios, mas não avançamos
Uma oportunidade passeamos de carro e houve a primeira vez que senti ela toda molhada, gemendo e gritando dentro do carro.. precisava tê-las, mas como conseguir um momento mais intimo a sós.
então na véspera de aniversário de casamento a levei para uma café em casa onde consegui toca-la, levando ao quase gozo. não passou disso. cada oportunidade era beijos, gozadas incríveis, mas nunca houve a tão esperada penetração.
essa semana, conseguimos fazer amor,
num motel gostoso, eu a chupei demais, aquele bucetinha doce, perfumada, molhada.. chupei seus pes ate a cabeça e boca. ela gemendo e gritando de tesão. fui para cima e a espada a fustigou como uma lança fundo.
chupa meu pau e me olha e diz que vc adora chupar. que vc vai adorar sentir ele todo em vc, ele todo enterrado em vc, abrindo vc delicadamente. Vc depois diz:
– Vem meu homem, meu macho, me come, me fode, me rasga toda, me faz de tua puxando seus cabelos. NA cadencia que me arremeto em ti e vc com olhar lascivo sobre os ombros desnudos, a carne fustigada de amor. Seus olhos não sabem se miram nos meus olhos ou no falo que ouça esconder-se em ti. Aninhando e fazendo a bela adormecida despertar. o lapidar do diamante bruto. Vc geme e sente meu peso a respiração descompassada no lóbulo da orelha. Vc rebola, eu comendo-te, metendo em você. De repente eu paro, vc gemendo e gritando dizendo. vem macho, não para não.
vem amor, adorando ser tua. Vc abre bem ela e manda, me come, mete esse pau,
teu cacete duro na buceta e se oferta a mim. Pulo sobre ti, e ele como detentor de teu corpo avanço, fazendo seu corpo soluçar em cada investida. Calo-te num beijo avassalador.
nunca mais iremos parar. Eu a amo demais e ela também Tá difícil ficar longe dela. Somos imãs. é uma mulher maravilhosa, fica super encharcada, bem safada comigo ao contrário do marido.. quero ela sempre demais.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 1,00 de 1 votos)
Loading...