12 Anos

Meu nome é Larissa, tenho 12 anos, 1,50, uma bundinha arrebitada e média, seios médios, cabelos lisos meio ondulados loiro escuro acizentados até a cintura, pele branca normal e olhos verdes, minha barriga é lisinha e sou magra, minha vagina ainda não tem pelinhos e já me masturbo. Enfim vou começar, de uns tempos pra cá estou passando uns dias na casa do meu pai, apenas eu e ele, porque ele cismou que não tinha relação comigo, e minha mãe deixou nós dois ficarmos em casa juntos, até ai tudo bem. Meu pai é um homem alto e tem 1,89 de altura, um corpo bem malhado, e é bem bonito. Tem olhos azuis e cabelo castanho.
Foi tudo normal, estava jogando com ele na sinuca e ele veio me ensinar como acertar o alvo com a bolinha branca, veio por trás, com uma das suas mãos em minha cintura me forçou um pouco mais na posição me encoxando, ouvi um suspiro fraco porém decidi me concentrar no jogo, logo depois ele disse que era hora do jantar, fomos logo para a mesa e papai serviu a comida e logo se sentou na mesa.
– Filha quero que durma comigo hoje. – Ele falou sem ao menos olhar em meu rosto. Acabou a comida, foi tomar banho e me chamou para dormir com ele.
Assim que íamos entrando no quarto já foi me pegando com violência, eu comecei a gritar. Ele me jogou na cama e me prendeu ali, começou a me sufocar me fazendo perder as forças, tirou minha saia e depois ele tirou seu calção e seu box, eu estava apenas de calcinha e uma blusa de alcinha preta, começou a roçar em minha calcinha seu pênis de 19 centímetros, mais ou menos. Eu comecei a gritar, ele parou e colocou seu pau dentro de minha calcinha, sem penetrar, começou a fazer vai e vem e me beijou, tentei empurrar ele e ele me deu um tapa e começou a fazer tudo mais rápido, dessa vez, e me penetrou.
Ele deu alguns gemidos grossos e eu comecei a gritar, ele tampou minha boca e começou a aumentar a velocidade e forçou a entrada.
– Pai para por favor!!!!!!! – Eu disse chorando e soluçando.
– Oh putinha… – Ele me deu um tapa e deu mais uma estocada. – Oh, você é tão apertadinha. Vou enfiar até…
Ele deu um ultimo gemido e gozou, rapidamente colocou tudo na minha boca e espirrou, eu engoli a porra toda, quase me engasgando, colocou as pressas o pau de 19 cm na minha boca me fazendo gritar. Chupei oque eu podia, só conseguia entrar terça parte do pau. Ele puxava meu cabelo e até que enfim parou.
Chorei baixinho, meu pai tinha acabado de me estuprar, quando me deparo que não havia acabado, ele me colocou de quatro na cama e enfiou tudo aquilo novamente, mas como, como doeu, foi a PIOR DOR QUE EU JÁ HAVIA SENTIDO NA MINHA VIDA!
Deu 10 estocadas e deu uma ultima que durou 1 minuto quase, dentro de mim, e nesses um minuto, ele havia gemido.
continua……..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...