# #

Prostituição de menores

912 palavras | 2 |3.28

Esse conto é verídico e tenho como provar, os nomes usados aqui são fictício para não me comprometer.

meu nome é Carlos tenho 33 anos , branco, 1,90 de altura, bom físico e sou policial civil. Esse caso aconteceu a alguns anos atrás, quando em y(o nome da cidade só vou revelar no final) estava acontecendo um grande número de casos de prostituição de menores, como as autoridades de lá muitas vezes estavam envolvidas com isso, a delegada Gabriela me fez um chamado, onde era p eu investigar esse caso e todos envolvidos em sigilo. Como era uma cidade pequena só foram convocados eu e mais um outro civil que até então eu não conhecia. Fui para a cidade e fiquei em uma casa onde já estava o Eduardo, o outro civil, recebemos a visita da delegada Gabriela, e ela nos deu todas as informações.
De primeira impressão o edu me pareceu o tipo de pessoa bacana, gente boa mas que como policial abusava do poder mas ficamos amigos.
Começamos a investigação, como ninguém sabia que eramos polícias, andávamos disfarçados com roupas normais como de quem foi fazer um passeio.
Não foi difícil encontrar os pontos de prostituição, em cada esquina tinha um, as meninas no entanto tinham na faixa de 16 anos p mais, as mais novas não encontramos.
“essas meninas não são mais inocentes, não vamos dar crédito vamos olhar os casos mais graves”
E assim começamos, descobrimos que as outras meninas atendiam em casas, barcos,bares… Tentamos tirar alguma coisa das meninas porém como elas estavam perto dos seus “cafetões”, não podíamos perguntar muitas coisas.
Chegamos em casa à noite e o edu falou:
“Com esses caras perto das meninas, não vamos conseguir informação nenhuma, vamos ter que simular um programa e conversar com elas”
Concordei com ele e combinamos que no dia seguinte faríamos dessa forma.
E assim foi no outro dia, fomos até um bar que nos fundos tinha uma casa onde as meninas atendiam e negociamos com a dona do bar que também tomava conta das meninas. Ela nos perguntou como seria …completo….só boquete….e falamos que a gente só queria ver elas p nos masturbar( foi o que veio na cabeça no momento), ela concordou mas falou que se rolasse mais alguma coisa pagariamos a diferença.
Ela nos levou ao quarto e chamou as meninas, quatro garotas na faixa de 10 a 13 anos, e escolhemos a de 13. Entramos no quarto e antes q a garota entrasse ouvi a dona do bar falar com a garota p nos seduzir e tentar ficar com a gente (com certeza p ganhar mais dinheiro).
A garota entrou, eu e o edu estávamos sentados e encostados na cabeceira da cama, ela era uma branquinha de cabelos loiros e estava com um vestido branco, quando ela ia tirar o vestido eu a interrompi.
“antes de você tirar me fala mais sobre você, sua idade,quem são seus país e onde você mora?”
ela respondeu de um jeito como se quisesse encerrar assunto, mas foi falando e tirando o vestido:
“tenho 13 anos e moro aqui.”
quando ela acabou de falar já havia tirado todo o vestido estava completamente nua em nossa frente, ela tinha os seios parecendo 2 maçãs uma xota bem testuda, com pelos ralinhose e uma bunda empinadinha. Fiquei super nervoso na hora pois, fiquei com pau duro cheio de tesão e percebi que o edu tbm estava nervoso, tentei fingir seriedade.
A garota subiu na cama e ficou de quatro com a bucetinha virada p gente, ela tinha o cuzinho Vermelhinho que tava me deixando doido e começou a se insinuar p gente enquanto respondia. Eu não estava aguentando, me levantei e falei p edu terminar de conversar com ela que o esperaria lá fora,ele concordou.
Saí e fiquei do lado da porta, ele continuou fazendo perguntas p ela e como eu tava muito próximo da porta podia ouvir. A conversa ia bem até que percebi que os dois tinham ficado em silêncio e olhei do buraco da porta. Ele estava com o pau p fora e a garota deitada no colo dele chupando o pau dele e ele com a mão na xaninha dela e de repente ele tirou o pau da boca dela e gozou na cara dela. Aquela imagem dele guardando o pau e a porra pingando do rosto da garota que estava todo coberto de porra mexeu muito comigo. Sai de lá rápido esperei ele junto com a dona do bar, quando ele veio pagamos a dona do bar e íamos sair, porém a garota veio e falou perto de nós três, eu tbm fiz um boquete p moreno, ele ficou super sem graça e deu o dinheiro rápido p ela e saímos. Na volta ele veio falando:
“nossa eu não resisti por favor não me entrega…isso não vai acontecer novamente”
“mas é por isso que a gente veio, pois os policiais daqui não resistem”
“mas você viu a situação, você até saiu de pau duro, pq num tava aguentando”
Quando e falou isso deixei de lado..
“ta ok, mas não vamos deixar isso repetir novamente” e fomos p casa.
continua…

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,28 de 18 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder barbosinha ID:g3jmgz6id0

    Porra q merda, estava indo bem mais tenque ter continuação si não perde totalmente a graça. Como seu conto é dos bons pode rolar altas partes

  • Responder Juruna ID:5unpwbbbqkl

    Cadê a segunda parte? Até aqui está interessante…