Papai me comeu e eu pedi mais

(Conto Verídico)
Olá, meu nome é Agnes, atualmente tenho 17 anos, sou morena, olhos castanhos, 1,70 de altura, tenho seios grandes e uma bundinha bem definida e durinha…

Meus pais estão separados desde os meus 6 anos, moro com minha mãe mais no fim de ano fico com meu pai, era Dezembro eu tinha 15 anos minha mãe foi ficar na casa do namorado dela e me deixou na casa do meu pai, nos seus 42 anos ainda tinha um corpo bonito, 1,85 de altura, com músculos muito bem definidos.

Quando cheguei na casa do meu pai me despedi da minha mãe e o chamei, da porta dava pra vê-lo chegando, ele estava sem camisa e com uma bermuda preta, parecia ter chegado da academia a pouco tempo, quando ele abriu a porta me olhou de baixo para cima, entrei e nos abraçamos muito percebi que ele estava suado, ele disse que ia tomar banho em quanto isso eu fui ao seu quarto botar minha “mala”.

Eu estava morrendo de calor então tirei toda minha roupa e pus um blusão, fui até a cozinha preparar pipoca para assistir um filme com meu papai querido.
Ele saiu do banho e só de toalha foi até a cozinha perguntar oque eu estava fazendo tomei um susto ao ver meu pai de toalha e derrubei o milho de pipoca no chão, quando me abaixei pra pegar o milho percebi o meu pai olhando pra minha bocetinha, ele pediu para que eu fosse pro quarto que ele ajeitaria a bagunça.

Deitei de bruços na cama oque fez a camisa subir e deixar a mostra toda minha bundinha e parte da minha xaninha, senti a presença do meu pai no quarto me secando, olhei para ele e vi um grande volume na toalha ele então se aproximou de mim sentando ao meu lado começou a acariciar uma de minhas nádegas e disse -“Como você cresceu meu bb” então disse que precisava ir no banheiro.

Estava louca de tesão com as caricias de meu pai na minha bundinha então sentei na tampa da patente e comecei a me masturbar e gemer, quando vi ja estava acariciando meus peitinhos enquanto enfiava forte meus dedos na minha xaninha gemendo alto esqueci que o banheiro era ao lado do quarto do papai, acho que ele escutou meus gemidos e entrou no banheiro do nada, eu fiquei cheia de vergonha pois estava toda aberta na frente do meu pai, ele se aproximou de mim enquanto ajeitava minha camisa e descaradamente pôs a mão em minha xoxota que estava toda lambusada fazendo carinho no meu clitóris descendo a meu grelinho, eu ja estava sem vergonha nem uma do meu pai peguei no seu pau por cima da cueca que a essa altura ja estava duro como pedra.

Papai então sem vergonha alguma me deu um beijo na boca e enfiando seu dedo na minha xotinha me tirando gemidinhos, ele pediu para que eu chupasse seu pau pois ia me fazer sua mulher, eu então sem pensar duas vezes tirei seu pau pra fora era enorme comparado ao dos meus namoradinhos devia ter uns 28cm, me ajoelhei na frente dele e dei alguns beijinhos na glande antes de chupar tudo deixei aquele pauzão bem molhado então ele me levantou e me levou em seu colo até a cama, fiquei com as pernas abertas para o papai enquanto ele dava lambidas deliciosas na minha xaninha, ele ficou em pé e me puxou pra beirada da cama, pôs a cabecinha bem na entrada da minha xota e enfiou com tudo na minha bocetinha ficou sobre mim enquanto dava fortes estocadas eu o arranhava e gemia muito quando.

No meio das estocadas meu pai falou -“Você gosta de ser fudida né sua vadiazinha, puta do caralho sempre quis foder essa bocetinha deliciosa” eu implorava pra ele meter mais forte e mais fundo gozei umas 3 vezes enquanto ele metia com muita pressão na minha xota até que ele disse que ia gozar pedi pra ele segurar um pouco e fiquei D4 pra ele pedindo pra ele gozar no meu cuzinho, ele cuspiu na entrada do meu cuzinho e enfiou com vontade eu gemia e rebolava naquela pica deliciosa enquanto ele metia cada vez mais forte até que em uma das estocadas senti seu leite preenchendo todo meu cuzinhos deitamos juntinhos exaustos então eu pedi pra ele me foder sempre e assim aconteceu. :3

Ele me fudeu todos os dias enquanto fiquei na casa dele me fudia 2 vezes por dia e quando estava com muita vontade chegava a 3 vezes passamos o natal e o ano novo transando muitooo e depois daquela transa, ele me fodia toda vez que ia pra casa dele e ainda me fode até hoje eu adoro dar meu cuzinho e ele me come direitinho, amanhã vou pra casa dele pois minha mãe vai viajar desejo muito ser fudida o dia inteiro a noite inteira eu amo dar pro meu papai.

(Esse foi meu primeiro conto espero que gostem se vocês gostarem vou relatar o dia que dei pro meu padrasto.)

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...